FECHAR
FECHAR
20 de dezembro de 2011
Voltar
Especial Portos

Liberada ordem de serviço para obras de dragagem

A Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP) expediu a ordem de serviço para a retomada dos trabalhos de dragagem para aprofundamento dos canais de acesso do Complexo Portuário do Itajaí, em Santa Catarina. Nos serviços autorizados também estão incluídos os trabalhos de desassoreamento do Rio Itajaí-Açu, que apresentou perda de profundidade em decorrência da última enchente ocorrida em Santa Catarina. Além do restabelecimento das profundidades, a draga Kaishuu, de propriedade da empresa belga Jan de Nul, dará continuidade ao processo de aprofundamento dos canais e bacia de manobras, de 11 para 14 metros. Cada centímetro a mais de profundidade nos canais possibilita um aumento de 60 toneladas na movimentação nominal de cargas por navio. Outra draga, a Charles Darwin, fará o trabalho de retirada de sedimentos do fundo do mar.

Os três metros que serão aumentados representarão a possibilidade de cada embarcação ampliar em 18 mil toneladas suas operações no Complexo, o que representa cerca de 600 contêineres por navio. Os recursos, na ordem de R$ 55 milhões, foram garantidos através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal.

Também estão previstas obras de reforço e alinhamento dos berços três e quatro do complexo portuário, bem como a ampliação da retroárea, com recursos na ordem de R$ 135 milhões. É um dos eventos mais importantes para o futuro do Complexo. Isso coloca o Porto de Itajaí em condições de serviços de primeiro mundo.  O aprofundamento dos canais de acesso e bacia de evolução era para ter começado no ano passado, mas passou para 2011 por conta de atrasos no processo de licitação.

Além de beneficiar as operações portuárias, o aprofundamento irá garantir maior vazão das águas do Rio Itajaí-Açú. Um estudo realizado recentemente mostra que essa obra vai proporcionar uma vazão de água 36% maior, o que pode ajudar em caso de uma nova cheia do rio.

Molhe Norte na reta final

Outra obra importante para ampliar a capacidade do Porto de Itajaí é a do Molhe Norte, que se encontra na reta final, com inauguração prevista para abril de 2012. As obras protegerão estas embarcações de correntezas e ondas, por exemplo, garantindo mais segurança nas operações de navios. Elas permitirão o aumento da segurança do acesso ao complexo portuário de Itajaí e Navegantes, possibilitando manobras de navios com maior boca. O local hoje possui autorização para receber embarcações de até 275 metros.