ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
14 de outubro de 2010
Voltar
Energia

Parque Eólico de Casa Nova

Duas empresas com sede no Recife venceram o leilão de fontes alternativas, realizado em agosto, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O evento marcou a entrada da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) na geração eólica. A estatal pretende construir o maior parque desse tipo de energia no Brasil, com capacidade de geração de 180 megawatts (MW), demandando um investimento de aproximadamente R$ 1 bilhão. Em parceria com a Brennand Energia, a estatal vai construir mais três parques eólicos no qual serão gastos cerca de R$ 350 milhões.

No atual modelo do setor elétrico, as empresas garantem primeiro a venda da energia para depois implantar o empreendimento. A central a ser construída pela Chesf ficará às margens do reservatório de Sobradinho, no município de Casa Nova, na Bahia. Inicialmente, o parque foi projetado para receber 120 torres eólicas, cada um com uma potência de 1,5 MW. A energia a ser gerada é suficiente para abastecer 140 mil casas populares. Casa Nova começará a ser construído no primeiro trimestre de 2011 e deve entrar em operação em janeiro de 2013.

O parque de Casa Nova vendeu o megawatt-hora (MWh) por R$ 131,50. No último leilão realizado no ano passado, o preço médio do MWh de eólica ficou em R$ 148. Os equipamentos deste parque deverão ser fabricados pela Impsa, a partir de sua unidade no complexo de Suape.

O parque Casa Nova vai beneficiar cerca de 70 famílias que moram naquela localidade. “Depois que o parque entrar em funcionamento, essas famílias vão receber 1,4% da receita bruta do empreendimento. “Isso trará uma melhor qualidade de vida para esses produtores, que vivem da agricultura de subsistência.


Duas empresas com sede no Recife venceram o leilão de fontes alternativas, realizado em agosto, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O evento marcou a entrada da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) na geração eólica. A estatal pretende construir o maior parque desse tipo de energia no Brasil, com capacidade de geração de 180 megawatts (MW), demandando um investimento de aproximadamente R$ 1 bilhão. Em parceria com a Brennand Energia, a estatal vai construir mais três parques eólicos no qual serão gastos cerca de R$ 350 milhões.

No atual modelo do setor elétrico, as empresas garantem primeiro a venda da energia para depois implantar o empreendimento. A central a ser construída pela Chesf ficará às margens do reservatório de Sobradinho, no município de Casa Nova, na Bahia. Inicialmente, o parque foi projetado para receber 120 torres eólicas, cada um com uma potência de 1,5 MW. A energia a ser gerada é suficiente para abastecer 140 mil casas populares. Casa Nova começará a ser construído no primeiro trimestre de 2011 e deve entrar em operação em janeiro de 2013.

O parque de Casa Nova vendeu o megawatt-hora (MWh) por R$ 131,50. No último leilão realizado no ano passado, o preço médio do MWh de eólica ficou em R$ 148. Os equipamentos deste parque deverão ser fabricados pela Impsa, a partir de sua unidade no complexo de Suape.

O parque Casa Nova vai beneficiar cerca de 70 famílias que moram naquela localidade. “Depois que o parque entrar em funcionamento, essas famílias vão receber 1,4% da receita bruta do empreendimento. “Isso trará uma melhor qualidade de vida para esses produtores, que vivem da agricultura de subsistência.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade