ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
13 de março de 2013
Voltar
Mobilidade Urbana

Mobilidade urbana é o grande desafio cearense

Integração dos sistemas de transportes da região metropolitana de Fortaleza deve exigir bilhões de reais em investimentos para atender a demanda prevista para a Copa 2014 e o que vier depois

Bem antes do início dos jogos da Copa de 2014, a capital do Ceará deverá passar por uma verdadeira revolução em sua estrutura de transporte, lazer e serviços. Na área de transportes, o grande desafio é melhorar a mobilidade urbana da cidade, o que vai repercutir na melhoria dos tipos de modais oferecidos à população e visitantes, na redução do tempo das viagens e na eficiência e qualidade do serviço prestado.

Nesse cenário, a construção do Metrô de Fortaleza é uma das prioridades do Governo do Estado para a Copa do Mundo. No caderno de encargos da Copa 2014, entregue à Federação Internacional de Futebol (Fifa), o Ceará se comprometeu a implantar a Linha Sul e o Ramal Parangaba/Mucuripe para passageiros, que será operado por Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

A Linha Sul liga a Estação Carlito Benevides, no município de Pacatuba, à Estação Central Chico da Silva, no Centro de Fortaleza, ao longo de 24,1 quilômetros, dos quais 18 km em trecho de superfície, 4,0 km em subterrâneo e 2,1 km em elevado.

O projeto terá um investimento total na ordem de R$ 1,8 bilhão. Já estão no Brasil 12 trens unidades elétricas (TUEs), de um total de 25 comprados da empresa italiana Ansaldo Breda, operando em fase de teste. A operação comercial deve começar nos próximos meses de 2013.

A linha Oeste do Metrô de Fortaleza liga o centro da Capital ao centro de Caucaia. Possui 19,5 quilômetros de extensão e nove estações em funcionamento. São elas: João Felipe, Álvaro Weyne, Padre Andrade, Antônio Bezerra, São Miguel, Parque Albano, Conjunto Ceará, Jurema, Araturi e Caucaia. O horário de funcionamento é de 5h30min até 20h25min.

Atualmente, a linha Oeste funciona com as locomotivas a diesel, engatadas aos carros pidner (tradicionais), e Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs), esses em caráter rotativo. Houve investimentos de cerca de R$ 125 milhões para a modernização da via, tendo todos os carros de passageiros passado por restauração, ganhando climatização e reforço de policarbonato nas janelas.

O Governo do Estado também projeta a construção de um ramal que vai ligar a Estação da Parangaba ao Porto do Mucuripe. Hoje, essa linha é somente para cargas, mas até a Copa deverá passar a transportar passageiros em seis VLTs. Para facilitar a locomoção


Bem antes do início dos jogos da Copa de 2014, a capital do Ceará deverá passar por uma verdadeira revolução em sua estrutura de transporte, lazer e serviços. Na área de transportes, o grande desafio é melhorar a mobilidade urbana da cidade, o que vai repercutir na melhoria dos tipos de modais oferecidos à população e visitantes, na redução do tempo das viagens e na eficiência e qualidade do serviço prestado.

Nesse cenário, a construção do Metrô de Fortaleza é uma das prioridades do Governo do Estado para a Copa do Mundo. No caderno de encargos da Copa 2014, entregue à Federação Internacional de Futebol (Fifa), o Ceará se comprometeu a implantar a Linha Sul e o Ramal Parangaba/Mucuripe para passageiros, que será operado por Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

A Linha Sul liga a Estação Carlito Benevides, no município de Pacatuba, à Estação Central Chico da Silva, no Centro de Fortaleza, ao longo de 24,1 quilômetros, dos quais 18 km em trecho de superfície, 4,0 km em subterrâneo e 2,1 km em elevado.

O projeto terá um investimento total na ordem de R$ 1,8 bilhão. Já estão no Brasil 12 trens unidades elétricas (TUEs), de um total de 25 comprados da empresa italiana Ansaldo Breda, operando em fase de teste. A operação comercial deve começar nos próximos meses de 2013.

A linha Oeste do Metrô de Fortaleza liga o centro da Capital ao centro de Caucaia. Possui 19,5 quilômetros de extensão e nove estações em funcionamento. São elas: João Felipe, Álvaro Weyne, Padre Andrade, Antônio Bezerra, São Miguel, Parque Albano, Conjunto Ceará, Jurema, Araturi e Caucaia. O horário de funcionamento é de 5h30min até 20h25min.

Atualmente, a linha Oeste funciona com as locomotivas a diesel, engatadas aos carros pidner (tradicionais), e Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs), esses em caráter rotativo. Houve investimentos de cerca de R$ 125 milhões para a modernização da via, tendo todos os carros de passageiros passado por restauração, ganhando climatização e reforço de policarbonato nas janelas.

O Governo do Estado também projeta a construção de um ramal que vai ligar a Estação da Parangaba ao Porto do Mucuripe. Hoje, essa linha é somente para cargas, mas até a Copa deverá passar a transportar passageiros em seis VLTs. Para facilitar a locomoção dos turistas que vierem ao Ceará para acompanhar os jogos, o governo estadual também tem o projeto de construir uma extensão do ramal Parangaba-Mucuripe, que ligará a orla de Fortaleza à região central, passando por 22 bairros da capital.

A previsão é que, com a integração plena entre os transportes, a Linha Sul, a Linha Oeste e o Ramal Parangaba/Mucuripe do Metrô transportem juntos cerca de 700 mil passageiros por dia, em 2014.

 

 

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade