ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
13 de março de 2013
Voltar
Mobilidade Urbana

Metrô estimula o desenvolvimento na região do Vale do Cariri

Com extensão de 13,6 quilômetros, o Metrô do Cariri transportou 270 mil passageiros em 2012, requalificando o transporte de passageiros em parte do interior do estado

O Metrô do Cariri  é o primeiro projeto do Governo do Ceará de requalificação do transporte ferroviário de passageiros no interior do estado. O sistema está em funcionamento desde o dia 1º de dezembro de 2009, quando foi iniciada a sua operação assistida, caracterizada por testes dos equipamentos envolvidos (trem, via permanente, estações e sinalização) e entrou em operação comercial em junho de 2010. Desde então, tem sido responsável por fomentar o desenvolvimento da região do Cariri, já que liga importantes polos geradores de viagens, como universidades, comércio, escolas, indústrias.

Atualmente, ele opera de segunda a sábado das 6 às 20 horas, transportando em média 1.400 passageiros entre as cidades cearenses de Juazeiro do Norte e Crato (Sul do estado), no Vale do Cariri em percurso feito por cerca de 40 minutos.

Os usuários do Metrô do Cariri são transportados por VLT – Veículos Leves sobre Trilhos, que estão ganhando o mundo como uma solução inteligente na área de transporte e de menor impacto ambiental. Os veículos são fabricados pela Bom Sinal, que tem fábrica em Barbalha (CE).

O equipamento com velocidade máxima operacional de 60km/h - é composto por três composições com tração diesel hidráulica mecânica, formado por dois carros de passageiros equipados com ar condicionado, com passagem tipo gangway e capacidade de transporte de 330 passageiros por composição. O valor da passagem é de R$ 1,00 a inteira e R$ 0,50 a meia.

Segundo Rômulo dos Santos Fortes, presidente da Metrofor - Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos, empresa do governo estadual que administra o Metrô do Cariri, a via percorrida até o momento recebeu investimentos da ordem de R$ 31 milhões. Trata-se de um sistema com extensão de 13,6 quilômetros com nove estações, sendo cinco em Juazeiro do Norte e quatro no Crato. São elas: Juazeiro, Teatro, Crato, Fátima, São Pedro, Antônio Vieira, São José, Muriti e Padre Cícero.

O trecho utilizado para as 22 viagens diárias é o mesmo do antigo ramal ferroviário do Crato, que era operado pela Rede Ferroviária Federal S.A. RFFSA, até o início dos anos 80. Somente em 2012 foram beneficiadas cerca de 270 mil pessoas.

Atualmente, o ramal tem sua operação de cargas administrada pela concessionária Transnordestina Logística S/A até o distrito de Muriti, município d


O Metrô do Cariri  é o primeiro projeto do Governo do Ceará de requalificação do transporte ferroviário de passageiros no interior do estado. O sistema está em funcionamento desde o dia 1º de dezembro de 2009, quando foi iniciada a sua operação assistida, caracterizada por testes dos equipamentos envolvidos (trem, via permanente, estações e sinalização) e entrou em operação comercial em junho de 2010. Desde então, tem sido responsável por fomentar o desenvolvimento da região do Cariri, já que liga importantes polos geradores de viagens, como universidades, comércio, escolas, indústrias.

Atualmente, ele opera de segunda a sábado das 6 às 20 horas, transportando em média 1.400 passageiros entre as cidades cearenses de Juazeiro do Norte e Crato (Sul do estado), no Vale do Cariri em percurso feito por cerca de 40 minutos.

Os usuários do Metrô do Cariri são transportados por VLT – Veículos Leves sobre Trilhos, que estão ganhando o mundo como uma solução inteligente na área de transporte e de menor impacto ambiental. Os veículos são fabricados pela Bom Sinal, que tem fábrica em Barbalha (CE).

O equipamento com velocidade máxima operacional de 60km/h - é composto por três composições com tração diesel hidráulica mecânica, formado por dois carros de passageiros equipados com ar condicionado, com passagem tipo gangway e capacidade de transporte de 330 passageiros por composição. O valor da passagem é de R$ 1,00 a inteira e R$ 0,50 a meia.

Segundo Rômulo dos Santos Fortes, presidente da Metrofor - Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos, empresa do governo estadual que administra o Metrô do Cariri, a via percorrida até o momento recebeu investimentos da ordem de R$ 31 milhões. Trata-se de um sistema com extensão de 13,6 quilômetros com nove estações, sendo cinco em Juazeiro do Norte e quatro no Crato. São elas: Juazeiro, Teatro, Crato, Fátima, São Pedro, Antônio Vieira, São José, Muriti e Padre Cícero.

O trecho utilizado para as 22 viagens diárias é o mesmo do antigo ramal ferroviário do Crato, que era operado pela Rede Ferroviária Federal S.A. RFFSA, até o início dos anos 80. Somente em 2012 foram beneficiadas cerca de 270 mil pessoas.

Atualmente, o ramal tem sua operação de cargas administrada pela concessionária Transnordestina Logística S/A até o distrito de Muriti, município do Crato. O trecho entre Muriti e a antiga estação do Crato, cerca de 4 quilômetros, foi desativado há mais de 20 anos, sendo portanto necessária a implantação de nova via. O restante do trecho (entre Muriti e Juazeiro do Norte) passou por serviços de remodelação, necessários ao atendimento das condições mínimas de operacionalidade e segurança de um sistema de transporte ferroviário de passageiros.

Remodelação da via permanente entre o Bairro de Vila Fátima, no Juazeiro do Norte, e o Distrito de Muriti, no Crato, com a substituição de boa parte dos dormentes, substituição de lastro, correção de greide (alinhamento e nivelamento da linha), além de placas de apoio, pregos de linha, talas de junção e soldagem de todo o trecho;

Construção da via permanente entre o Distrito de Muriti e as   proximidades da antiga estação ferroviária do Crato, com a remoção   de interferências, terraplenagem, lançamento de grade ferroviária e drenagem;

Reconstrução de ponte ferroviária sobre o Rio Lobo, no Crato,  incluindo a demolição dos antigos encontros e sua reconstrução, com ampliação do vão, de modo a permitir um perfeito escoamento da vazão do rio;

Construção de nove estações tipo tubular;

Construção de Oficinas de Manutenção, Centro Administrativo e de Controle Operacional;

Projeto e fabricação dos Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs), denominados TRAM – Transporte Rápido Automotriz, com capacidade para 330 passageiros.

Uma extensão da linha poderá ser estendida do Juazeiro do Norte até a cidade de Barbalha, quando houver demanda que justifique sua construção, uma vez que não existe via férrea a ser aproveitada.

 

 

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade