FECHAR
FECHAR
27 de julho de 2014
Voltar
Edição Especial Número 50

Jogo aéreo

Aeroporto de Natal decide a partida no finalzinho do segundo tempo

Quase aos 45 minutos do segundo tempo (em linguagem futebolística, já que vivemos as emoções da copa mundial de futebol), mas plenamente dentro do tempo regulamentar, surge um novo aeroporto em Natal (RN)

O Consórcio Inframérica inaugurou, no último dia 9 de junho, as principais e fundamentais obras do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Natal, no Estado do Rio Grande do Norte (RN).

Entretanto, as operações do novo terminal aeroportuário começaram no dia 31 de maio, o que garantiu um período de testes para “afinar” seus instrumentos, avaliar suas instalações e treinar suas equipes, visando deixar tudo preparado para o enfrentamento do seu primeiro real desafio, ou seja, atender ao intenso fluxo de torcedores provenientes de todo o País e, principalmente, de outras regiões do globo, para assistir às partidas disputadas na Arena das Dunas, em Natal, válidas para um dos maiores espetáculos esportivos mundiais, ou seja, a Copa do Mundo de Futebol de 2014.

Apesar de ser esse, reconhecidamente, um duro teste para o novo aeroporto, sua principal vocação, no entanto, é tornar-se um importante hub de cargas e passageiros para a América Latina, com a potencial possibilidade de vir a ser o maior terminal de cargas do continente e o sétimo do mundo.

Entre as vantagens logísticas do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, sem dúvida, está a sua estratégica localização. A distância entre o Rio Grande do Norte e a Europa e a Ásia pode representar uma economia de até 30% de combustível, em relação ao aeroporto de Guarulhos (São Paulo), por exemplo, o que representa um significativo fator positivo, principalmente quando se trata de aeronavegação em longas distâncias. Isso poderá possibilitar, inclusive, a eliminação da necessidade de escalas para reabastecimento.

A inauguração oficial, como não poderia deixa de ser, foi festiva. Contou com a presença do ministro de Aviação Civil, Moreira Franco, representando a presidente Dilma Roussef. Estiveram presentes ainda outras autoridades, como a governadora do Estado do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, o presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB), e o prefeito de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado, além dos representantes do consórcio e das construtoras responsáveis pelo empreendimento.

“A primeira semana de funcionamento foi certamente desafiadora, mas tranquila. Registramos cerca de 500 operações, entre pousos e decolagens, realizadas com funcionamento perfeito. A mudança de aeroporto foi complexa, mas demos conta do recado e estamos operando 100%, com todos os voos nacionais e internacionais”, destacou Alysson Paolinelli, presidente da Inframérica.