FECHAR
FECHAR
27 de julho de 2014
Voltar
Edição Especial Número 50

A energia que vem do Rio Madeira

UHE Santo Antonio abre o caminho para novo ciclo de desenvolvimento na região Norte do país

A Usina Hidrelétrica Santo Antônio (UHE), localizada no rio Madeira, a sete quilômetros de Porto Velho (RO) começou a gerar energia no dia 30 de março de 2012, nove meses antes do cronograma original, com o acionamento de duas das 50 turbinas do tipo Bulbo. O empreendimento, a cargo da Santo Antônio Energia, teve como mérito a adoção de um modelo racional e sustentável de implantação de usina hidrelétrica, levando-se em consideração os impactos ambientais e sociais de um empreendimento de tal porte.

Santo Antonio foi concebido como usina a fio d´agua, que elimina a necessidade de um reservatório, reduzindo significativamente a necessidade de alagamento de áreas, no caminho inverso ao das usinas de Tucuruí (PA) e Itaipu (RS). O reservatório da usina tem aproximadamente 421,56 km², com a cota de 71,3 m, área pouco maior que a área inundada naturalmente nas cheias do próprio rio. Para obter o máximo aproveitamento do potencial dos recursos hídricos com o mínimo impacto na região, a resposta foi a utilização da turbina do tipo Bulbo. Essas unidades geradoras oferecem alta eficiência por ficarem completamente submersas e são capazes de lidar com as grandes variações no fluxo de água, comuns na região Amazônica.

O mesmo modelo seria empregado para usinas construídas posteriormente como Jirau (RO), Teles Pires (MT). Também trouxe a experiência de um planejamento de ações ambientais assim como introduziu pela primeira vez o programa Acreditar – uma força-tarefa que possibilitou a qualificação profissional da população local permitindo que ela absorvesse parte dos empregos gerados pela usina. Mais de 30 mil pessoas passaram pelos cursos, incluindo um percentual de mais de 15% de mulheres, com aproveitamento da mão-de-obra pela usina.

O projeto básico da Hidrelétrica Santo Antônio foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em 2008, e sua construção foi iniciada em setembro do mesmo ano, pela Santo Antônio Energia, empresa que venceu a licitação para implantar o empreendimento e operá-lo ao longo da concessão de 35 anos.

A Hidrelétrica Santo Antônio terminou o ano de 2013 com 1.139 MW de capacidade instalada, contando com 16 turbinas em operação, frente a 626 MW de capacidade instalada e nove turbinas em operação em 2012. O volume vendido passou de 4.267 GWh em 2012 para 12.593 GWh em 2013.  Ao final de 2013, com cinco anos de construção e 21 meses de operação comercial, a Hidrelétrica Santo Antônio atingiu a marca de quatro milhões de megawatts horas (MWh) gerados, energia suficiente para o consumo de mais de cinco milhões de brasileiros.