FECHAR
FECHAR
20 de fevereiro de 2013
Voltar
Enquete Online

Saúde e Educação: prioridades para as novas gestões MUNICIPAIS

O site da Revista Grandes Construções realizou enquete a respeito da transição das gestões municipais, por ocasião da posse dos novos prefeitos, neste último mês de janeiro. A pesquisa revelou que a maioria dos leitores entende como prioritárias as ações voltados para a Saúde e Educação. Em seguida, no ranking das prioridades, aparecem a geração de Empregos, os investimentos na Infraestrutura de Transportes, Ajustes Fiscais, Mobilidade Urbana, Habitação, Saneamento, Educação e Saúde. Para a definição das prioridades, foi pedido que os leitores atribuíssem a cada um desses itens notas de 1 a 10.

As opiniões ficam bem divididas quanto à possibilidade de ruptura nos projetos de gestões anteriores: 43% acreditam que sim, contra 57% dos que dizem que não. Porém, destes últimos, há aqueles que dizem que o prefeito de sua cidade foi reeleito. Outros, entretanto, afirmam que a ruptura já foi feita, gerando melhorias no andamento da prefeitura. Os leitores também afirmaram que faltam equipes capacitadas para cuidar do desenvolvimento urbano, principalmente no que diz respeito ao planejamento, projeto e execução de obras.

Um dado importante verificado é que 2/3 dos questionados afirmaram estar presentes nas obras públicas dos municípios. Isso permitiu avaliar que o grau de prioridade apontado para cada uma das áreas de investimento pode ter sido definida pela própria perspectiva e pelos interesses de cada leitor.

Ainda como parte da enquete, 71% dos leitores disseram que seus municípios recebem investimentos do BNDES.

Analisando o perfil dos participantes da pesquisa, verificamos que a grande maioria (63%) vive na região Sudeste do país. Outros 19% se localizam na região Sul; apenas 5% na região Centro-Oeste; e nenhum disse viver na região Norte. Muitos disseram ser de cidades do interior paulista, do Rio de Janeiro, do Paraná, de Santa Catarina e Minas Gerais.

Perspectiva de prioridade a partir da nova gestão: Obras e Municípios:

Veja abaixo os comentários de alguns dos nossos leitores:

Marco Antonio Faveri

Nosso foco  de trabalho são obras privadas, fiz alguns pequenos serviços de engenharia para o setor público, estaremos a partir desse ano buscando atuar junto ao setor público com obras de infraestrutura e construção.

Acredito que com as leis de responsabilidades e com a população participando ativamente do dia a dia da cidade, cobrando soluções e o comprometimento da administração com a cidade, haverá reciprocidade da atual gestão junto ao continuar o que é bom e reavaliar os erros passados. Com foco nos planos de obras, penso que o setor público deveria desenvolver políticas de contratação buscando soluções, comprando os projetos e sua construção em conjunto. Com isso acredito que poderíamos desenvolver soluções criativas, fugindo do mais barato e privilegiando o mais eficiente.