FECHAR
FECHAR
26 de agosto de 2013
Voltar
Enquete Online

Para nossos leitores, obras de infraestrutura devem impulsionar o setor ainda esse ano

O portal da revista Grandes Construções realizou enquete sobre projetos públicos e privados com seus leitores a fim de saber quais as perspectivas do mercado da construção civil diante do panorama econômico do Brasil e do mundo. Os grandes players da construção não perderam fôlego.

Dos leitores que responderam a enquete, 60% afirmaram participar diretamente de projetos ou obras públicas. Ainda soma-se a esse valor aqueles que participam de forma indireta.

A configuração do cenário pelo tipo de projeto ou obra nos quais a empresa participa foi dada por cinco categorias a partir da enquete, sendo que as obras de infraestrutura tiveram mais índicações, com 28%. Logo abaixo aparece a categoria para obras de mobilidade urbana, com 18%. Já as obras de construção imobiliária e industrial ficaram com 14%, cada. Os projetos de habitação ficaram com 12%. Além disso, 14% dos leitores disseram que os projetos estão em outras áreas, como de sistemas de soluções e automações digitais, ou vendas de máquinas para construção.

E, apesar da desaceleração da economia sentida no começo deste ano, a maioria dos leitores afirmaram que em suas empresas a perspectiva predominante (75%) é de crescimento. Para 20% essa perspectiva é de estagnação, e apenas para 5% de desaceleração.

Os leitores afirmam que para atender as demandas por obras suas empresas apostam na formação do seu funcionário investindo em cursos de capacitação e cursos de pós-graduação, buscando o aprofundamento dos assuntos e temas importantes para o setor.

Veja abaixo alguns comentários dos nossos leitores:

Carlos G Weber

Apesar do cenário atual apontar para uma instabilidade financeira, para que haja um crescimento sustentável, não é possível retroceder dos investimentos já comprometidos. Desta forma, a roda da construção em infraestrutura continuará a movimentar-se e gerar mais renda, emprego e avanço no segmento. Já a minha empresa vem investindo em treinamento, qualificação de pessoal, melhoria contínua para melhor atender o cliente e principalmente em equipamentos de alta performance.

Todos temos que acreditar que fazemos parte desta engrenagem do crescimento e manter em movimento é nossa missão. Sendo assim, a cadeia se torna contínua, produtiva e dinâmica, mantendo sustentável todo este mecanismo da construção civil.

Marly Helena Schifino