ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
RESULTADOS
Voltar

Mercado imobiliário teve forte expansão em 2021

No acumulado do ano passado, o PIB da Construção subiu 8,8%, enquanto o nacional apresentou crescimento de 5,7%

Segs

13/01/2022 11h00 | Atualizada em 13/01/2022 12h35


O Produto Interno Bruto (PIB) da Construção Civil cresceu 3,9% no terceiro trimestre de 2021 em comparação com o segundo trimestre, apresentando o melhor desempenho da Indústria, segundo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em dezembro.

No acumulado do ano passado, o PIB da Construção subiu 8,8%, enquanto o nacional apresentou crescimento de 5,7%. Os números demonstram que, assim como aconteceu em 2020, o mercado imobiliário seguiu em alta, mesmo com a pandemia da Covid-19 ainda presente.

Em Goiânia, um exemplo desse setor que tem se destacado é a Opus Incorporadora, que apresentou crescimento 20% maior em 2021 se comparado com o ano anterior, o que a destaca acima da média.

“Em 2021 tivemos cinco lançamentos, entre comerciais e residenciais, sendo um a mais que em 2020, mostrando a diversificação do nosso portfólio, tanto em tipologia, quanto localização e público-alvo. Esses são alguns dos motivos do recorde de VGV (Valor Geral de Vendas)”, destaca o diretor da empresa, Dener Justino.

Financiamentos – Justino analisa que o cr...


O Produto Interno Bruto (PIB) da Construção Civil cresceu 3,9% no terceiro trimestre de 2021 em comparação com o segundo trimestre, apresentando o melhor desempenho da Indústria, segundo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em dezembro.

No acumulado do ano passado, o PIB da Construção subiu 8,8%, enquanto o nacional apresentou crescimento de 5,7%. Os números demonstram que, assim como aconteceu em 2020, o mercado imobiliário seguiu em alta, mesmo com a pandemia da Covid-19 ainda presente.

Em Goiânia, um exemplo desse setor que tem se destacado é a Opus Incorporadora, que apresentou crescimento 20% maior em 2021 se comparado com o ano anterior, o que a destaca acima da média.

“Em 2021 tivemos cinco lançamentos, entre comerciais e residenciais, sendo um a mais que em 2020, mostrando a diversificação do nosso portfólio, tanto em tipologia, quanto localização e público-alvo. Esses são alguns dos motivos do recorde de VGV (Valor Geral de Vendas)”, destaca o diretor da empresa, Dener Justino.

Financiamentos – Justino analisa que o crescimento do mercado imobiliário nestes dois últimos anos foi grande, mesmo com muitas dificuldades pelo caminho.

“Tivemos uma inflação alta no Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), escassez de recursos, tanto de materiais quanto de mão de obra qualificada e a valorização do preço, bem como o retorno da taxa Selic ao patamar anterior ao da pandemia. Então, não foi nada simples superar tudo isso, mas o setor como um todo se saiu bem, pois houve aumento de 94,5% de financiamentos”.

O empresário se refere aos dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), realizada pela Brain Inteligência Estratégica.

No acumulado de 12 meses, entre outubro de 2020 e setembro de 2021, o montante de financiamentos no país somou cerca de R$ 200 bilhões, uma alta de 94,5% em relação ao período anterior. Somente no terceiro trimestre de 2021, o montante financiado somou R$ 57,64 bilhões, alta de 62,6% em relação a igual período do ano anterior.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade