P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR

P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR
RESULTADOS
Voltar

Gerdau registra melhor 2º trimestre de sua história

Empresa obteve lucro líquido de R$ 4,3 bilhões no período

Assessoria de Imprensa

03/08/2022 09h58


Segundo comunicado divulgado hoje (3), a Gerdau encerrou o 2º trimestre de 2022 com Ebitda ajustado de R$ 6,7 bilhões, com margem Ebitda ajustada de 29,1%, em um recorde histórico para o período entre abril e junho.

O resultado reflete os níveis elevados de consumo de aço dos setores da construção e industrial na América do Norte.

Na comparação anual, o Ebitda da operação da empresa na região dobrou no período, somando o valor recorde para um trimestre de R$ 2,8 bilhões, com margem Ebitda ajustada recorde de 33,1%.

O lucro líquido ajustado atingiu R$ 4,3 bilhões, também um recorde histórico para o período, o que representou um aumento de 28% na comparação anual.

Por sua vez, a receita líquida da companhia totalizou R$ 23 bilhões entre abril e junho, uma alta de 9% sobre igual período do ano anterior, com as vendas físicas de aço alcançando 3,2 milhões de toneladas.

“Esse resultado é reflexo dos esforços empreendidos pelas nossas equipes na contínua geração de valor para os nossos

...

Segundo comunicado divulgado hoje (3), a Gerdau encerrou o 2º trimestre de 2022 com Ebitda ajustado de R$ 6,7 bilhões, com margem Ebitda ajustada de 29,1%, em um recorde histórico para o período entre abril e junho.

O resultado reflete os níveis elevados de consumo de aço dos setores da construção e industrial na América do Norte.

Na comparação anual, o Ebitda da operação da empresa na região dobrou no período, somando o valor recorde para um trimestre de R$ 2,8 bilhões, com margem Ebitda ajustada recorde de 33,1%.

O lucro líquido ajustado atingiu R$ 4,3 bilhões, também um recorde histórico para o período, o que representou um aumento de 28% na comparação anual.

Por sua vez, a receita líquida da companhia totalizou R$ 23 bilhões entre abril e junho, uma alta de 9% sobre igual período do ano anterior, com as vendas físicas de aço alcançando 3,2 milhões de toneladas.

“Esse resultado é reflexo dos esforços empreendidos pelas nossas equipes na contínua geração de valor para os nossos clientes, em meio a um cenário de manutenção da demanda por aço em patamares elevados, principalmente na América do Norte, o que levou a nossa operação na região a registrar desempenho recorde no período”, afirma Gustavo Werneck, CEO da Gerdau.

A alavancagem financeira da Gerdau alcançou seu menor nível histórico com a relação entre dívida líquida e Ebitda ajustado, reduzindo-se de 0,65x para 0,18x em junho, na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

“A redução se deve tanto ao importante aumento do Ebitda ajustado registrado no período como à expressiva redução de dívida líquida”, destaca Rafael Japur, CFO da Gerdau.

“A dívida bruta da empresa atingiu seu menor nível ao final do 2º trimestre, somando R$ 12,4 bilhões, o que reforça o nosso compromisso com a solidez financeira da companhia”, acrescenta.

Ao longo do 2º trimestre, a Gerdau investiu R$ 959 milhões, sendo R$ 661 milhões em manutenção e R$ 298 milhões em iniciativas de expansão e atualização tecnológica.

Do total investido no período, R$ 126 milhões contemplam expansão de ativos florestais, atualização e aprimoramento de controles ambientais, incrementos tecnológicos que resultam em eficiência energética e redução de emissões de gases de efeito estufa, assegura a empresa.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade