ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
21 de julho de 2021
Voltar

Condição do tempo é fonte de atrasos em obras

Informações meteorológicas mais buscadas pelos setores de construção e mineração são relacionadas a chuva e vento
Fonte: Climatempo

Pesquisas no setor de construção civil mostram que cerca de 90% dos profissionais apontam as condições meteorológicas (raios, chuvas e ventos fortes, por exemplo) como fatores que acarretam atraso das obras.

Nesse quadro, as estações meteorológicas são extremamente importantes para as operações a céu aberto, pois fornecem dados precisos que permitem o planejamento e a continuidade operacional dos canteiros.

“A construção civil e a mineração são exemplos de setores que possuem atividades constantemente expostas a condições de tempo severo, principalmente nas áreas de planejamento, operação, segurança e meio ambiente”, diz Camila Brasiliense, head do setor de construção e mineração da Climatempo, que conta com uma plataforma que reúne dados meteorológicos de mais de 7 mil estações espalhadas pela América do Sul.

Segundo a empresa de meteorologia, as informações mais buscadas pelos setores de construção e mineração são relacionadas justamente a chuva e vento.

&ldq...


Pesquisas no setor de construção civil mostram que cerca de 90% dos profissionais apontam as condições meteorológicas (raios, chuvas e ventos fortes, por exemplo) como fatores que acarretam atraso das obras.

Nesse quadro, as estações meteorológicas são extremamente importantes para as operações a céu aberto, pois fornecem dados precisos que permitem o planejamento e a continuidade operacional dos canteiros.

“A construção civil e a mineração são exemplos de setores que possuem atividades constantemente expostas a condições de tempo severo, principalmente nas áreas de planejamento, operação, segurança e meio ambiente”, diz Camila Brasiliense, head do setor de construção e mineração da Climatempo, que conta com uma plataforma que reúne dados meteorológicos de mais de 7 mil estações espalhadas pela América do Sul.

Segundo a empresa de meteorologia, as informações mais buscadas pelos setores de construção e mineração são relacionadas justamente a chuva e vento.

“São dados relevantes para garantir a segurança da operação e minimizar o tempo de parada das atividades, além da sua utilização no preenchimento de relatórios, diários e laudos técnicos”, ela prossegue.

Por meio de instrumentos e sensores automáticos, as estações automáticas – também conhecidas como Plataformas de Coleta de Dados (PCD) – registram continuamente as variáveis meteorológicas, armazenando os dados observados em um datalogger, que alimenta modelos e permite aos meteorologistas a realização de análise das condições.

Essas estações são as mais utilizadas em canteiros de obras e minas a céu aberto. “Para empresas que possuem estações meteorológicas, é possível ajustar os modelos através de inteligência artificial (IA) e, assim, gerar previsões mais assertivas para a área monitorada”, diz a especialista.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade