P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR
INVESTIMENTOS
Voltar

BNDES planeja aumentar entre 25% e 30% ao ano o financiamento de infraestrutura

Luciana Costa, do BNDES, disse que as prioridades serão projetos voltados a saneamento, restauração florestal e mobilidade urbana

Exame

07/02/2024 11h47 | Atualizada em 07/02/2024 17h36


A diretora de Infraestrutura, Transição Energética e Mudança Climática do BNDES, Luciana Costa, afirmou que espera aumentar entre 25% e 30% ao ano o volume de financiamento de grandes projetos de infraestrutura nos próximos três anos.

"Precisamos de balanço para isso, mas temos uma base folgada, principalmente em um cenário de taxa de juros baixa", disse Costa, durante entrevista ao programa Macro em Pauta, da Exame.

A executiva afirmou que em 2023 foram aprovados em sua diretoria cerca de R$ 57 bilhões em financiamento de grandes projetos, além de mobilização de R$ 132 bilhões de investimento. No total, foram desembolsados mais de R$ 30 bilhões no ano passado.

Ao detalhar quais seriam as prioridades do banco para 2024, ela citou projetos em saneamento para universalização de água e esgoto.

"Saneamento continua sendo o nosso carro chefe. Estamos em um dos únicos três países do mundo que são capazes de certificar uma aeronave comercial, mas que não consegue universalizar água e esgoto. São 100 milhões de pessoas sem acesso a esgoto e 30 milh&otild

...

A diretora de Infraestrutura, Transição Energética e Mudança Climática do BNDES, Luciana Costa, afirmou que espera aumentar entre 25% e 30% ao ano o volume de financiamento de grandes projetos de infraestrutura nos próximos três anos.

"Precisamos de balanço para isso, mas temos uma base folgada, principalmente em um cenário de taxa de juros baixa", disse Costa, durante entrevista ao programa Macro em Pauta, da Exame.

A executiva afirmou que em 2023 foram aprovados em sua diretoria cerca de R$ 57 bilhões em financiamento de grandes projetos, além de mobilização de R$ 132 bilhões de investimento. No total, foram desembolsados mais de R$ 30 bilhões no ano passado.

Ao detalhar quais seriam as prioridades do banco para 2024, ela citou projetos em saneamento para universalização de água e esgoto.

"Saneamento continua sendo o nosso carro chefe. Estamos em um dos únicos três países do mundo que são capazes de certificar uma aeronave comercial, mas que não consegue universalizar água e esgoto. São 100 milhões de pessoas sem acesso a esgoto e 30 milhões sem acesso a água potável. Não dá para seguir nesse cenário", disse.

Ao citar outra prioridade, a diretora detalhou o arco da restauração, que pretende restaurar 6 milhões de hectares ao longo do chamado arco do desmatamento, na Amazônia Legal. Costa explicou que o desafio será a captação de recursos, que chegam a US$ 10 bilhões.

A mobilidade urbana também está entre as prioridades, segundo Costa. Nessa área, os investimentos em veículos elétricos, como o projeto recente do banco em São Paulo, no qual foram financiadas 1.300 ônibus eletrificados, são um caminho mais rápido para a descarbonização.

Segundo Luciana, o país tem mais de 100.000 coletivos em sua frota – o que dimensiona o tamanho do desafio de eletrificar. "Mais de 40% da emissão de carbono nos grandes centros vem especificamente de transportes", disse Costa. "É uma vitória 'fácil' eletrificar nossa frota. É uma prioridade no PAC, do BNDES, do plano de transição ecológica e do plano de indústria."

Ela acrescenta que o Brasil já produz mais de 50% dos ônibus que circulam na América Latina. "A questão é começar a fazer as baterias elétricas aqui", afirma. "Esses ônibus que financiamos no projeto em São Paulo são produzidos no Brasil. O BNDES só financia ônibus produzido aqui. Essa reindustrialização é verde, olhando as diferentes rotas tecnológicas."

P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR

P U B L I C I D A D E

P U B L I C I D A D E

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade