ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
31 de março de 2011
Voltar
Especial Nordeste / Copa 2014

Obras do estádio em Salvador dentro do cronograma

O Consórcio formado pelas Construtoras OAS e Norberto Odebrecht é o responsável pelas obras do novo estádio Arena da Fonte Nova, que será o palco dos jogos da Copa de 2014 em Salvador. O empreendimento foi concebido sob a forma de Parceria Público Privada (PPP), ficando o consórcio com a tarefa de construir o estádio, tendo como contrapartida a concessão para explorá-lo comercialmente por um período de 35 anos.

O custo do empreendimento é de R$ 591 milhões. A engenharia financeira do empreendimento foi estruturada da seguinte forma: o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) financiará 33% do valor e o BNDES bancará outros 56%. Os restantes 11% serão custeados com capital próprio do consórcio.

Em uma área de aproximadamente 42 mil m2, o novo estádio terá 50 mil assentos cobertos e três anéis de arquibancada, mas a capacidade poderá ser ampliada para até 65 mil, caso seja escolhido para a abertura da Copa. Terá ainda 70 camarotes, sala de imprensa, restaurante panorâmico, Museu do Futebol, centro comercial e salões de convenções. O projeto é do escritório Setepla Tecnometal e Schulitz+Partner.

O escopo do contrato contempla a demolição do velho estádio, assim como do Ginásio Antonio Balbino e área das piscinas, adjuntas ao estádio, através de implosão e demolição mecanizada, bem como a construção da nova arena desportiva em conformidade com os padrões da FIFA e com manutenção do formato em ferradura do estádio existente.

Também estão previstos no contrato os serviços de terraplanagem, fundações, estrutura de concreto, acabamentos, instalações elétricas, hidráulicas, ar-condicionado/exaustão e Tecnologia da Informação.

A estrutura da arena será em concreto armado e protendido e a cobertura será feita em manta e cabos tensionados, com 33,5 mil m2.

O consórcio deverá construir ainda um edifício garagem ao norte da arena, com dois níveis (G1 e G2) num total de 30 mil m2 de área construída e 1.100 vagas de estacionamento. Cuidará ainda da construção de acessos, bilheterias e urbanização da área circundante ao estádio, dentro dos limites das vias, incluindo a área de hospitalidade pavimentada ao sul da Arena com 20 mil m2, conforme exigência da FIFA. Toda a obra tem aproximadamente 120 mil m2 de área construída.

As obras foram iniciadas em junho de 2010 e têm previsão de conclusão em março de 2013.

Em visita às obras, em 11 de feve


O Consórcio formado pelas Construtoras OAS e Norberto Odebrecht é o responsável pelas obras do novo estádio Arena da Fonte Nova, que será o palco dos jogos da Copa de 2014 em Salvador. O empreendimento foi concebido sob a forma de Parceria Público Privada (PPP), ficando o consórcio com a tarefa de construir o estádio, tendo como contrapartida a concessão para explorá-lo comercialmente por um período de 35 anos.

O custo do empreendimento é de R$ 591 milhões. A engenharia financeira do empreendimento foi estruturada da seguinte forma: o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) financiará 33% do valor e o BNDES bancará outros 56%. Os restantes 11% serão custeados com capital próprio do consórcio.

Em uma área de aproximadamente 42 mil m2, o novo estádio terá 50 mil assentos cobertos e três anéis de arquibancada, mas a capacidade poderá ser ampliada para até 65 mil, caso seja escolhido para a abertura da Copa. Terá ainda 70 camarotes, sala de imprensa, restaurante panorâmico, Museu do Futebol, centro comercial e salões de convenções. O projeto é do escritório Setepla Tecnometal e Schulitz+Partner.

O escopo do contrato contempla a demolição do velho estádio, assim como do Ginásio Antonio Balbino e área das piscinas, adjuntas ao estádio, através de implosão e demolição mecanizada, bem como a construção da nova arena desportiva em conformidade com os padrões da FIFA e com manutenção do formato em ferradura do estádio existente.

Também estão previstos no contrato os serviços de terraplanagem, fundações, estrutura de concreto, acabamentos, instalações elétricas, hidráulicas, ar-condicionado/exaustão e Tecnologia da Informação.

A estrutura da arena será em concreto armado e protendido e a cobertura será feita em manta e cabos tensionados, com 33,5 mil m2.

O consórcio deverá construir ainda um edifício garagem ao norte da arena, com dois níveis (G1 e G2) num total de 30 mil m2 de área construída e 1.100 vagas de estacionamento. Cuidará ainda da construção de acessos, bilheterias e urbanização da área circundante ao estádio, dentro dos limites das vias, incluindo a área de hospitalidade pavimentada ao sul da Arena com 20 mil m2, conforme exigência da FIFA. Toda a obra tem aproximadamente 120 mil m2 de área construída.

As obras foram iniciadas em junho de 2010 e têm previsão de conclusão em março de 2013.

Em visita às obras, em 11 de fevereiro, o ministro do Esporte, Orlando Silva, elogiou o andamento das obras do estádio, que já passaram por terraplanagem e agora entrarão nas fundações.

“Salvador está na linha de frente entre todos os estádios brasileiros para a Copa”, disse o ministro, que enfatizou o fato de a capital baiana ter todas as condições de sediar os jogos da Copa das Confederações, em 2013. “A Fonte Nova não deve nada a nenhum dos outros estádios. Sem dúvida é uma das obras mais adiantadas do país”, comemorou.

 

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade