ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
03 de outubro de 2017
Voltar
Momento Expo

NOVA EDIÇÃO DA M&T EXPO ACONTECERÁ EM 2018

O mercado de equipamentos para construção e mineração deve iniciar sua recuperação ainda neste ano. Segundo dados do Estudo Sobratema do Mercado Brasileiro de Equipamentos para Construção, a projeção é que ocorra um crescimento na comercialização de máquinas, após três anos consecutivos de queda. A estimativa é que as vendas alcancem uma alta de aproximadamente 8% ante 2016. A linha amarela (movimentação de terra) deverá apresentar um aumento de 6,6% em relação ao ano passado. Para os anos seguintes, a análise é que haja uma recuperação mais robusta até 2020.

Essa avaliação é sustentada pelos números da economia brasileira, que voltaram a ser positivos nos primeiros seis meses deste ano. Após oito trimestres consecutivos de queda, o Produto Interno Bruto (PIB) avançou 1% no 1º trimestre deste ano ante o 4º trimestre do ano passado, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No caso do 2º trimestre, a prévia do PIB, calculada pelo Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central, registrou um expansão de 0,25% quando comparado ao 1º trimestre. Para a construção, o dado positivo está na geração de empregos, que no mês de julho alcançou um saldo positivo (724 vagas), rompendo uma sequência de 33 meses de fechamento de vagas.

Em meio a essa retomada, será promovida uma nova edição da M&T EXPO – Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração, em junho de 2018. Considerada a principal para o segmento na América Latina, a feira tem tido um papel preponderante no mercado nos últimos 20 anos ao debater o futuro do setor no país e ao demonstrar avançadas tecnologias e tendências inovadoras em máquinas de terraplenagem, pavimentação, içamento de cargas, perfuração de rochas, mineração, entre outros, além de motores, material rodante, peças e componentes.

Segundo depoimentos de expositores que participam desde a primeira edição, promovida em 1995, no Bienal do Ibirapuera, em São Paulo, boa parte das tecnologias embarcadas ou serviços que podem ser vistosd em equipamentos nos dias de hoje no mercado foi inicialmente apresentada na M&T EXPO. Além disso, os fabricantes aproveitavam a realização da feira para expor, em primeira mão para o mercado, seus novos equipamentos, inovações tecnológicas, sistemas e componentes. Um exemplo que enfatiza o evento


O mercado de equipamentos para construção e mineração deve iniciar sua recuperação ainda neste ano. Segundo dados do Estudo Sobratema do Mercado Brasileiro de Equipamentos para Construção, a projeção é que ocorra um crescimento na comercialização de máquinas, após três anos consecutivos de queda. A estimativa é que as vendas alcancem uma alta de aproximadamente 8% ante 2016. A linha amarela (movimentação de terra) deverá apresentar um aumento de 6,6% em relação ao ano passado. Para os anos seguintes, a análise é que haja uma recuperação mais robusta até 2020.

Essa avaliação é sustentada pelos números da economia brasileira, que voltaram a ser positivos nos primeiros seis meses deste ano. Após oito trimestres consecutivos de queda, o Produto Interno Bruto (PIB) avançou 1% no 1º trimestre deste ano ante o 4º trimestre do ano passado, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No caso do 2º trimestre, a prévia do PIB, calculada pelo Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central, registrou um expansão de 0,25% quando comparado ao 1º trimestre. Para a construção, o dado positivo está na geração de empregos, que no mês de julho alcançou um saldo positivo (724 vagas), rompendo uma sequência de 33 meses de fechamento de vagas.

Em meio a essa retomada, será promovida uma nova edição da M&T EXPO – Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração, em junho de 2018. Considerada a principal para o segmento na América Latina, a feira tem tido um papel preponderante no mercado nos últimos 20 anos ao debater o futuro do setor no país e ao demonstrar avançadas tecnologias e tendências inovadoras em máquinas de terraplenagem, pavimentação, içamento de cargas, perfuração de rochas, mineração, entre outros, além de motores, material rodante, peças e componentes.

Segundo depoimentos de expositores que participam desde a primeira edição, promovida em 1995, no Bienal do Ibirapuera, em São Paulo, boa parte das tecnologias embarcadas ou serviços que podem ser vistosd em equipamentos nos dias de hoje no mercado foi inicialmente apresentada na M&T EXPO. Além disso, os fabricantes aproveitavam a realização da feira para expor, em primeira mão para o mercado, seus novos equipamentos, inovações tecnológicas, sistemas e componentes. Um exemplo que enfatiza o evento como uma vitrine tecnológica: as primeiras máquinas com cabine fechada foram levadas para a M&T EXPO e hoje já são usadas amplamente pelo setor por sua segurança, produtividade e conforto ao operador.

Além disso, o evento tem também se apresentado como um importante termômetro para os fabricantes, usuários e fornecedores. Nas últimas três edições, essa característica ficou bem evidente para toda a cadeia da construção. Em 2015, em plena crise econômica, nada menos que 45.755 visitantes do Brasil e do exterior passaram pelo São Paulo Expo, em São Paulo. Esse público, formado por decisores de compra, profissionais e técnicos de empresas ligadas ao setor, incluindo construtoras e mineradoras, se mostrou muito interessado nas opções oferecidas pelos 478 expositores de 25 países, representando mais de 1.000 marcas.

Já em 2012, o mercado estava aquecido e comemorava o recorde obtido nas vendas de equipamentos para construção no ano anterior, quando registrou mais de 83 mil unidades comercializadas, conforme o Estudo de Mercado da Sobratema. Mesmo assim, parte dos compradores preferiu aguardar a realização da M&T EXPO para conhecer as novidades apresentadas pelos fabricantes e, consequentemente, para negociar a compra de novos equipamentos ou finalizar negócios iniciados antes da promoção da feira, o que culminou em uma movimentação de cerca de R$ 1,2 bilhão, considerando os negócios realizados.

Por fim, em 2009, a M&T EXPO foi promovida em um período de incertezas econômicas decorrentes da crise mundial de 2008, que afetou as principais nações envolvidas com esse setor. No entanto, a feira foi um importante divisor de águas ao alcançar um montante de R$ 1 bilhão em negócios, revertendo, dessa maneira, os reflexos desse conturbado período.

Associação com a Messe München

A M&T Expo 2018 será novamente o palco principal de apresentação de lançamentos e inovações para o segmento de equipamentos para construção e mineração, e terá novidades. Em março deste ano, a Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema), idealizadora da feira, anunciou oficialmente o acordo de cooperação com a Messe München – organizadora da bauma – na promoção de suas feiras. “Esta associação permite criar uma via tecnológica de mão dupla, que nos conectará aos mercados globais e a uma extensa rede de eventos internacionais, trazendo constantemente inovações ao país”, afirmou o presidente da Sobratema, Afonso Mamede.

Com validade de 30 anos, o acordo já vale para a edição de 2018 da M&T Expo. “A cooperação com essa feira de máquinas de construção nos permite ter acesso àquele que é, para nós, o mais importante mercado na América do Sul e reforça nossa posição de líderes como organizadores de feiras de máquinas de construção,” explica Klaus Dittrich, Chairman e CEO da Messe München. Por sua nova cooperação fora da Alemanha, a Messe München fundou uma subsidiária separada, a “Messe München do Brasil Feiras Ltda”.

“O comprometimento no Brasil é um elemento principal na implantação, tanto de nossa estratégia da Messe München fora da Alemanha quanto da estratégia do grupo bauma específica no setor,” declarou o diretor gerente Stefan Rummel, enfatizando a importância do projeto sob sua responsabilidade. “A Messe München agora está sendo representada em todos os mercados estrategicamente importantes do mundo, no setor das máquinas de construção”.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade