FECHAR
04 de outubro de 2013
Voltar
Sobratema 25 anos

Diversificação e expansão

O ano de 2011 também marca um passo estratégico da história da Sobratema. A entidade resolveu diversificar sua área de atuação realizando a primeira edição da M&T Peças e Serviços - com enfoque nos prestadores de serviços de reposição e serviços pós-venda - e a Construction Expo – destinada às tecnologias aplicadas pelo setor de construção e infraestrutura do País.

A primeira edição contou com um público de 26 mil pessoas, inovando com a apresentação de salões temáticos. O destaque ficou por conta do salão temático da usina de Belo Monte e do Salão do Aço, que capitanearam o interesse do público. Um dos principais diferenciais foi a grande presença de empresas estrangeiras: dos 360 expositores, nada menos que 126 eram de companhias internacionais, representando 14 países: Canadá, Chile, China, Coreia do Sul, Costa Rica, Cuba, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, Itália, Peru, Cingapura, Suíça e Taiwan. “É um número realmente marcante para eventos de estreia”, afirmou Afonso Mamede, sinalizando o interesse global pelo Brasil.

Com o sucesso alcançado na largada, a M&T Peças e Serviços já tem data marcada para acontecer no ano que vem – de 3 a 6 de junho de 2014, no Centro de Exposições Imigrantes. Segundo o diretor da Sobratema, Hugo Ribas, ela foi idealizada para atender a uma antiga necessidade das empresas usuárias de equipamentos, que demandam soluções tecnológicas para a gestão das suas respectivas frotas. Para o diretor, a segunda edição será promovida em momento positivo. “Em um cenário de múltiplas oportunidades, a feira representa a única opção na América Latina que engloba a gestão de equipamentos e toda a cadeia de peças, suprimentos e serviços direcionada para as construtoras e mineradoras, além de trazer lançamentos e as inovações no segmento”, enfatiza.

Por sua vez, a segunda edição da Construction Expo, realizada em junho último, foi o destaque do ano, com 332 expositores, 23 mil visitantes, e o apoio de 135 entidades setoriais da construção, além de representantes das três esferas de governo. “Trata-se de um apoio jamais visto em todo o Brasil!”, disse Afonso Mamede. Para ele, a participação das entidades e das construtoras no evento simboliza o reconhecimento ao trabalho da entidade e a coloca como um dos principais representantes do Construbusiness brasileiro.  O evento apresentou importantes projetos brasileiros da atualidade com os salões temáticos do Programa de Submarino Nuclear (Prosub), da Arena Corinthians, da Linha 4 Amarela do Metrô e do Porto Maravilha, os dois últimos no Rio de Janeiro. Cadeias produtivas da construção foram reunidas, como o Salão da Construção Industrializada de Concreto, o Salão do Rental e o Salão da Construção Seca. E abrigou o Construction Congresso, que recebeu 1.397 participantes, com uma programação completa incluindo 31 seminários e um curso, promovidos por 29 instituições.