FECHAR
10 de junho de 2021
Voltar

VLI recicla 50 mil toneladas de sucata metálica entre 2020 e 2021

Ações como esta fomentam a economia circular e contribuem para um mundo mais sustentável
Fonte: Assessoria de Imprensa

Para reutilizar matérias-primas e evitar o uso de novos recursos naturais em etapas de fabricação, além de contribuir com a geração de economia circular, a VLI – companhia de soluções logísticas que opera terminais, ferrovias e portos – recicla periodicamente sucata metálica.

Do ano passado até maio de 2021 destinou 50 mil toneladas do produto à reciclagem, uma meta relevante a ser comemorada neste mês em que é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente e que comprova o compromisso socioambiental da empresa.

O especialista em Educação Ambiental da VLI, Itamar Lucas Magalhães, ressalta que essa não é uma ação pontual.

“A reciclagem da sucata metálica é uma prática que a VLI faz, pois entende que é o correto a ser feito. Ao deixar de consumir recurso natural, o meio-ambiente é preservado e há a geração da economia circular. Isso significa que há a quebra do ciclo linear: comprou, usou, descartou”.

Segundo Itamar Magalhães, a VLI segue a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que preconiza a reciclagem. E a companhia faz isso em toda a sua operação.

“A empresa tem o compromisso de seguir as premissas da Política Nacional de Resíd...


Para reutilizar matérias-primas e evitar o uso de novos recursos naturais em etapas de fabricação, além de contribuir com a geração de economia circular, a VLI – companhia de soluções logísticas que opera terminais, ferrovias e portos – recicla periodicamente sucata metálica.

Do ano passado até maio de 2021 destinou 50 mil toneladas do produto à reciclagem, uma meta relevante a ser comemorada neste mês em que é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente e que comprova o compromisso socioambiental da empresa.

O especialista em Educação Ambiental da VLI, Itamar Lucas Magalhães, ressalta que essa não é uma ação pontual.

“A reciclagem da sucata metálica é uma prática que a VLI faz, pois entende que é o correto a ser feito. Ao deixar de consumir recurso natural, o meio-ambiente é preservado e há a geração da economia circular. Isso significa que há a quebra do ciclo linear: comprou, usou, descartou”.

Segundo Itamar Magalhães, a VLI segue a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que preconiza a reciclagem. E a companhia faz isso em toda a sua operação.

“A empresa tem o compromisso de seguir as premissas da Política Nacional de Resíduos Sólidos e os materiais reciclados não se restringem à sucata metálica, que é inerente à operação da companhia. Essa sucata é vendida e, a grande importância, é fomentar a economia circular, dando novos usos a esse material”, explica. A empresa também recicla papel, plástico e papelão, dentre outros.

Negócio sustentável

Conforme o analista administrativo da VLI, Lucas Domeniquine Dorazio, a reciclagem de sucata metálica ocorre na companhia desde que ela surgiu.

“Com essa ação, conseguimos captar receita e ajudar no resultado da empresa por meio de materiais metálicos. Temos contribuído muito com o mercado, pois oferecemos metais que, por sua vez, se transformam em ferro para construção civil”.

O próprio vagão do trem, quando é disponibilizado para venda, tem o mesmo destino da sucata. “Cortamos o vagão e o vendemos para o ciclo de ferros. Chapas são produzidas e farão parte do vagão novamente. Ele volta renovado”, explica.

Dorazio garante que isso torna o negócio mais sustentável e mostra que a VLI se preocupa com o meio ambiente.

“Tentamos buscar recursos não só na sucata ferrosa, mas em diversos tipos de materiais e em outros segmentos. Trabalhamos junto com o Meio Ambiente para trazer mais sustentabilidade para a companhia”, finaliza.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade