FECHAR
15 de julho de 2021
Voltar

Vencedora da concessão da BR-163, Conasa mira leilões de destaque em infraestrutura

Apesar das raízes no saneamento, a empresa vem ampliando a atuação em rodovias e estuda participar de leilões destacados do mercado
Fonte: O Estado de S. Paulo

O leilão da BR-163, considerada a principal rodovia da “rota da soja”, foi arrematado com proposta única do Consórcio Via Brasil BR 163, liderado pela Conasa Infraestrutura, do Paraná.

Apesar das raízes no saneamento, a empresa vem ampliando a atuação em rodovias e estuda participar de leilões destacados do mercado.

“Não queremos brigar com as grandes, vamos disputar projetos que se encaixem na nossa atuação”, afirmou o presidente da Conasa, Mario Marcondes.

A companhia arrematou a BR-163 em consórcio com a Zetta Infraestrutura, construtora Rocha Cavalcante e a M4 Investimentos e Participações.

Com sede em Londrina, a Conasa entrou no segmento rodoviário em meados de 2018, quando venceu três concessões rodoviárias estaduais em Mato Grosso.

Mas a atuação de Marcondes no modal é mais antiga. Ele trabalhou como advogado nas primeiras privatizações de rodovias do País, na década de 1990.

“Minha origem é do setor rodoviário”, diz o executivo, acrescentando que a Conasa passou a olhar outras áreas além do saneamento a partir de 2016. Hoje, a companhia também atua em contratos de iluminação pública.

Marcondes conta que a empresa está estudando...


O leilão da BR-163, considerada a principal rodovia da “rota da soja”, foi arrematado com proposta única do Consórcio Via Brasil BR 163, liderado pela Conasa Infraestrutura, do Paraná.

Apesar das raízes no saneamento, a empresa vem ampliando a atuação em rodovias e estuda participar de leilões destacados do mercado.

“Não queremos brigar com as grandes, vamos disputar projetos que se encaixem na nossa atuação”, afirmou o presidente da Conasa, Mario Marcondes.

A companhia arrematou a BR-163 em consórcio com a Zetta Infraestrutura, construtora Rocha Cavalcante e a M4 Investimentos e Participações.

Com sede em Londrina, a Conasa entrou no segmento rodoviário em meados de 2018, quando venceu três concessões rodoviárias estaduais em Mato Grosso.

Mas a atuação de Marcondes no modal é mais antiga. Ele trabalhou como advogado nas primeiras privatizações de rodovias do País, na década de 1990.

“Minha origem é do setor rodoviário”, diz o executivo, acrescentando que a Conasa passou a olhar outras áreas além do saneamento a partir de 2016. Hoje, a companhia também atua em contratos de iluminação pública.

Marcondes conta que a empresa está estudando diversos projetos de infraestrutura, majoritariamente de médio porte.

No entanto, a Conasa avalia entrar na disputa por ativos almejados por grandes grupos, como a companhia de saneamento do Amapá e rodovias estaduais do Paraná, que serão leiloadas em bloco com ativos federais.

Quando a BR-163 entrar em operação, o que está previsto para acontecer no final de 2022, a Conasa deve quase dobrar o faturamento, estima o executivo.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade