P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR

P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR
P&D
Voltar

SP ganha novo centro de pesquisa para a indústria offshore

Com investimento de R$ 163 milhões ao longo de cinco anos, projeto reúne Shell, USP, IPT e Fapesp

Assessoria de Imprensa

13/06/2024 11h56 | Atualizada em 19/06/2024 12h29


A Universidade de São Paulo (USP), o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e a Shell Brasil inauguraram nesta semana na capital paulista o novo Centro de Inovação em Tecnologia Offshore (OTIC, Offshore Technology Innovation Centre).

Com investimento de R$ 163 milhões ao longo de cinco anos – em recursos financeiros e não financeiros – o Centro tem como objetivo contribuir para o futuro da indústria offshore, promovendo a geração de conhecimentos que possibilitem a exploração sustentável e eficiente dos recursos oceânicos, dentro do contexto da transição energética e da transformação digital global.

O novo centro conta com mais de 250 pesquisadores e já começa suas atividades com um portfólio de 24 projetos de pesquisa e desenvolvimento financiados pela Shell Brasil e pela Fapesp.

A Shell Brasil destinará cerca de R$ 49 milhões por meio da cláusula de PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e

...

A Universidade de São Paulo (USP), o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e a Shell Brasil inauguraram nesta semana na capital paulista o novo Centro de Inovação em Tecnologia Offshore (OTIC, Offshore Technology Innovation Centre).

Com investimento de R$ 163 milhões ao longo de cinco anos – em recursos financeiros e não financeiros – o Centro tem como objetivo contribuir para o futuro da indústria offshore, promovendo a geração de conhecimentos que possibilitem a exploração sustentável e eficiente dos recursos oceânicos, dentro do contexto da transição energética e da transformação digital global.

O novo centro conta com mais de 250 pesquisadores e já começa suas atividades com um portfólio de 24 projetos de pesquisa e desenvolvimento financiados pela Shell Brasil e pela Fapesp.

A Shell Brasil destinará cerca de R$ 49 milhões por meio da cláusula de PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

"A Shell está comprometida com a transição energética. Esse é um movimento imperativo para o mundo, e a jornada para a transformação da indústria offshore deve ser feita com planejamento, de forma segura, acessível e sustentável, de modo a diversificar e expandir as fontes de energia disponíveis", disse o gerente-geral de Tecnologia e Inovação da Shell Brasil, Olivier Wambersie.

“Nosso investimento dá início a um portfólio de projetos de pesquisa voltados para a descarbonização da indústria e a otimização das operações, contribuindo para o futuro da indústria offshore", destacou.

P U B L I C I D A D E

ABRIR
FECHAR

P U B L I C I D A D E

P U B L I C I D A D E

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade