FECHAR
01 de julho de 2021
Voltar

Setor de estruturas metálicas impulsiona empresas a baterem recorde de produção

Estimulada pelo mercado de energia, Brafer está entre as empresas brasileiras que atingiram seu maior faturamento em 2021, chegando a R$ 420 milhões
Fonte: Assessoria de Imprensa

Desde 2019 o setor brasileiro de estruturas em aço tem registrado aumento perante os cinco anos anteriores.

Segundo a pesquisa Cenário dos Fabricantes de Estruturas em Aço, do Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) – entidade gerida pelo Instituto Aço Brasil – em parceria com a Associação Brasileira da Construção Metálica (ABCEM), naquele ano, o crescimento foi de 25,9%, destacando obras de energia eólica, solar e torres de transmissão, além de edificações industriais.

De lá pra cá muita coisa mudou e a instabilidade do cenário econômico, que balançou os pilares de atividades importantes no país, continuou a trazer oportunidades para as estruturas metálicas.

Na contramão da crise, o setor da construção civil que, de acordo com a ABCEM, é responsável por consumir 34% de aço no Brasil, também continuou em ascensão, seja por fazer parte das atividades consideradas essenciais, como também por oferecer a infraestrutura que, mais do que nunca, o país necessita.

Inserida neste contexto, a Brafer, empresa referência em estruturas metálicas no Brasil e em outros países da América, chegou ao seu recorde de produção, após 45 anos de atuaç&...


Desde 2019 o setor brasileiro de estruturas em aço tem registrado aumento perante os cinco anos anteriores.

Segundo a pesquisa Cenário dos Fabricantes de Estruturas em Aço, do Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA) – entidade gerida pelo Instituto Aço Brasil – em parceria com a Associação Brasileira da Construção Metálica (ABCEM), naquele ano, o crescimento foi de 25,9%, destacando obras de energia eólica, solar e torres de transmissão, além de edificações industriais.

De lá pra cá muita coisa mudou e a instabilidade do cenário econômico, que balançou os pilares de atividades importantes no país, continuou a trazer oportunidades para as estruturas metálicas.

Na contramão da crise, o setor da construção civil que, de acordo com a ABCEM, é responsável por consumir 34% de aço no Brasil, também continuou em ascensão, seja por fazer parte das atividades consideradas essenciais, como também por oferecer a infraestrutura que, mais do que nunca, o país necessita.

Inserida neste contexto, a Brafer, empresa referência em estruturas metálicas no Brasil e em outros países da América, chegou ao seu recorde de produção, após 45 anos de atuação – completados em 2021.

Durante a pandemia, a indústria registrou um faturamento que teve um incremento de 40% no comparativo com 2019 e ultrapassa a faixa de R$420 milhões.

Somente no setor de galvanização, que antes da pandemia tinha apenas dois turnos, o crescimento foi de 30%, aumentando também a quantidade de turnos e, consequentemente, de contratação.

“A pandemia afetou a empresa, principalmente no que é relacionado ao valor do aço, porém, graças ao fato de trabalharmos com atividades essenciais como infraestrutura, energia, construção civil, e outros, pudemos manter e até mesmo expandir nossa atuação”, comenta presidente e fundador da empresa, Marino Garofani

Para 2021, a empresa já projeta bons resultados. Em março de 2021, foi batido o recorde histórico de produção diária da empresa, com mais de 130 toneladas registradas.

Março também foi responsável pelo recorde de fabricação de torres, que em toda a fábrica chegou a quase quatro mil toneladas, resultado 72% maior que na comparação com o mesmo período de 2019.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade