ABRIR
FECHAR
16 de setembro de 2021
Voltar

Índice ABCR sobe 2,2% em agosto

O índice que mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas é construído pela ABCR juntamente com a Tendências Consultoria Integrada
Fonte: Frota&cia

O índice ABCR (Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias) referente ao mês de agosto de 2021 apresentou crescimento de 2,2% no comparativo com julho, considerando os dados dessazonalizados. O fluxo pedagiado de veículos leves apresentou avanço de 3,8%. Por sua vez, os pesados registraram crescimento de 1,3%.

O índice que mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas é construído pela ABCR juntamente com a Tendências Consultoria Integrada.

Comparado ao mesmo período de 2020, com maior interferência da pandemia, o índice total avançou 9,5%. O fluxo pedagiado de veículos leves registrou avanço de 11,2%, enquanto o fluxo de pesados cresceu 5,3%. Nos últimos doze meses, o índice total acumula avanço de 5,8%, fruto do avanço de 8,6% dos veículos pesados e de 4,8% dos veículos leves.

“Os últimos resultados confirmam a trajetória positiva para o fluxo de veículos leves, impulsionada pela melhora do quadro sanitário nas principais regiões do país. Neste sentido, é possível observar a diferença de velocidade de recuperação entre os segmentos. Após atingir o pior momento da série em abril de 2020 (ficando 51,9% abaixo do patamar verificado em fev/20), a retomada do trânsito de l...


O índice ABCR (Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias) referente ao mês de agosto de 2021 apresentou crescimento de 2,2% no comparativo com julho, considerando os dados dessazonalizados. O fluxo pedagiado de veículos leves apresentou avanço de 3,8%. Por sua vez, os pesados registraram crescimento de 1,3%.

O índice que mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas é construído pela ABCR juntamente com a Tendências Consultoria Integrada.

Comparado ao mesmo período de 2020, com maior interferência da pandemia, o índice total avançou 9,5%. O fluxo pedagiado de veículos leves registrou avanço de 11,2%, enquanto o fluxo de pesados cresceu 5,3%. Nos últimos doze meses, o índice total acumula avanço de 5,8%, fruto do avanço de 8,6% dos veículos pesados e de 4,8% dos veículos leves.

“Os últimos resultados confirmam a trajetória positiva para o fluxo de veículos leves, impulsionada pela melhora do quadro sanitário nas principais regiões do país. Neste sentido, é possível observar a diferença de velocidade de recuperação entre os segmentos. Após atingir o pior momento da série em abril de 2020 (ficando 51,9% abaixo do patamar verificado em fev/20), a retomada do trânsito de leves ocorre de forma gradual, acompanhando a reabertura da economia e a flexibilização de medidas de isolamento social”, afirma Andressa Guerrero, analista da Tendências Consultoria.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade