ABRIR
FECHAR
30 de setembro de 2021
Voltar

EUA planejam projetos de infraestrutura na América Latina

Em resposta ao avanço da China na região, ação concorre com iniciativa multitrilionária "Cinturão e Rota"
Fonte: Folha de S.Paulo/Reuters

Autoridades dos Estados Unidos devem fazer uma turnê pela América Latina para analisar projetos de infraestrutura, agora que se preparam para se contrapor à iniciativa multitrilionáriaCinturão e Rota da China.

A Iniciativa Cinturão e Rota (Belt and Road Initiative – BRI), que o presidente chinês Xi Jinping lançou em 2013, envolve projetos de desenvolvimento e investimento em todo o mundo. Mais de 100 países já firmaram acordos com a China para cooperarem em projetos do BRI, como ferrovias, rodovias e portos.

Uma delegação de autoridades diplomáticas e de desenvolvimento liderada por Daleep Singh, vice-assessor de Segurança Nacional da presidência dos EUA, já está na Colômbia, onde pretende se reunir com o presidenteIván Duqueantes de paradas no Equador e no Panamá, disseram autoridades dos EUA.

O grupo está encarregado de concretizar o projeto “Reconstruir um Mundo Melhor” (B3W), a iniciativa de investimento internacional em infraestrutura anunciada pelas democracias mais ricas do G7.

Na primeira de várias "turnês para escutar" em planejamento, as autoridades norte-americanas também se reunirão com o presidente equatoriano,Guillermo Lasso, e com autoridades panamenhas, além de conversarem com o setor privado, a sociedade civil e &qu...


Autoridades dos Estados Unidos devem fazer uma turnê pela América Latina para analisar projetos de infraestrutura, agora que se preparam para se contrapor à iniciativa multitrilionáriaCinturão e Rota da China.

A Iniciativa Cinturão e Rota (Belt and Road Initiative – BRI), que o presidente chinês Xi Jinping lançou em 2013, envolve projetos de desenvolvimento e investimento em todo o mundo. Mais de 100 países já firmaram acordos com a China para cooperarem em projetos do BRI, como ferrovias, rodovias e portos.

Uma delegação de autoridades diplomáticas e de desenvolvimento liderada por Daleep Singh, vice-assessor de Segurança Nacional da presidência dos EUA, já está na Colômbia, onde pretende se reunir com o presidenteIván Duqueantes de paradas no Equador e no Panamá, disseram autoridades dos EUA.

O grupo está encarregado de concretizar o projeto “Reconstruir um Mundo Melhor” (B3W), a iniciativa de investimento internacional em infraestrutura anunciada pelas democracias mais ricas do G7.

Na primeira de várias "turnês para escutar" em planejamento, as autoridades norte-americanas também se reunirão com o presidente equatoriano,Guillermo Lasso, e com autoridades panamenhas, além de conversarem com o setor privado, a sociedade civil e "grupos tradicionalmente marginalizados", segundo as autoridades.

Um evento de lançamento formal da B3W nos EUA está planejado para o início do ano que vem, e incluirá detalhes de alguns dos projetos iniciais, que visam se aproximar dos US$ 40 trilhões (R$ 213,716 trilhões) que as nações em desenvolvimento precisam até 2035, de acordo com um funcionário de alto escalão do governo Biden. Ainda não se decidiu quanto capital o programa de fato alocará.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade