ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
INTERNACIONAL
Voltar

Danfoss anuncia retomada dos negócios na Ucrânia

As atividades da multinacional dinamarquesa se concentrarão na restauração de infraestrutura crítica em cidades e vilas danificadas

Assessoria de Imprensa

11/05/2022 15h17 | Atualizada em 12/05/2022 12h27


Fornecedora global de tecnologias para os setores de refrigeração, climatização, ar-condicionado, automação industrial e hidráulica móbil para diversos segmentos, a Danfoss anunciou a retomada das atividades na Ucrânia.

Desde o início da guerra, as atividades foram interrompidas e as relações comerciais reiniciadas serão focadas na restauração de infraestrutura crítica em cidades e vilas danificadas.

“É fundamental para nós continuarmos a apoiar nossos clientes na Ucrânia. Não é apenas a coisa certa a se fazer, mas nossos produtos também são componentes-chave para a infraestrutura crítica que precisa ser reconstruída. Graças aos produtos da Danfoss, os moradores de algumas das áreas mais danificadas da Ucrânia terão novamente acesso a aquecimento e água quente para uso doméstico.”, explica Adam Jedrzejczak, presidente regional da Danfoss East Europe.

A maioria dos funcionários ucranianos decidiu permanecer na Ucrânia, mas as famílias foram evacuadas pela equipe de crise da Danfoss em fevereiro.

&...


Fornecedora global de tecnologias para os setores de refrigeração, climatização, ar-condicionado, automação industrial e hidráulica móbil para diversos segmentos, a Danfoss anunciou a retomada das atividades na Ucrânia.

Desde o início da guerra, as atividades foram interrompidas e as relações comerciais reiniciadas serão focadas na restauração de infraestrutura crítica em cidades e vilas danificadas.

“É fundamental para nós continuarmos a apoiar nossos clientes na Ucrânia. Não é apenas a coisa certa a se fazer, mas nossos produtos também são componentes-chave para a infraestrutura crítica que precisa ser reconstruída. Graças aos produtos da Danfoss, os moradores de algumas das áreas mais danificadas da Ucrânia terão novamente acesso a aquecimento e água quente para uso doméstico.”, explica Adam Jedrzejczak, presidente regional da Danfoss East Europe.

A maioria dos funcionários ucranianos decidiu permanecer na Ucrânia, mas as famílias foram evacuadas pela equipe de crise da Danfoss em fevereiro.

À medida que o nível de segurança na maior parte da Ucrânia está melhorando, os funcionários estão retornando as suas atividades. Atualmente, 40 ucranianos – incluindo 8 funcionários da Danfoss – estão na Polônia. Outros colegas e familiares foram transferidos com segurança para outros países.

Atualmente existem 16 ucranianos na Alemanha, 6 na Dinamarca, 4 na Espanha, 3 na Eslováquia e 2 na Áustria.

A Ucrânia continua sendo um mercado importante para a Danfoss na região do Leste Europeu. De acordo com a Escola de Economia de Kiev, o custo dos danos diretos à infraestrutura no país já atingiu a ordem de US$ 63 bilhões.

Portanto, soluções como as fornecidas pela Danfoss são preponderantes, pois têm um impacto positivo na reconstrução da infraestrutura de energia local, edifícios comerciais e residenciais, bem como serviços de tratamento de água e esgoto.

“A segurança de nossa equipe continua sendo nossa principal prioridade e, apesar das incertezas, tem sido fundamental para a Danfoss retomar as atividades comerciais no país o mais rápido possível. Por enquanto, os clientes podem retirar seus produtos em um armazém chamado cross-docking que estabelecemos na cidade de Lviv”, relata Adam.

O gerente geral da Danfoss Ucrânia, Andriy Berestyan, que trabalha em Lviv, diz: “Nossa equipe na Ucrânia está ansiosa para voltar ao trabalho. Eles querem desempenhar seu papel na reconstrução de seu país de origem. Eles estão extremamente motivados e os produtos da Danfoss são importantes para ajudar a reconstruir a infraestrutura do nosso país”, finaliza.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade