ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
15 de julho de 2020
Voltar
Dados Técnicos

DAE (ÁGUA E ESGOTO JUNDIAÍ)

Por Redação

Atuação: Jundiaí/SP

Tipo de concessão: Sociedade de Economia Mista (Prefeitura Municipal é acionista majoritário)

População atendida:

  • Abastecimento de água: 410.944
  • Esgotamento sanitário: 407.474

Índice de atendimento: 99,07% (água) e 98,23% (esgoto)

ÁGUA:

Extensão da rede: 1.922,8 km

Quantidade de ETAs: 3: (ETA Rui Chaves, ETA Eloy Chaves e ETA Anhangabaú)

Capacidade instalada:

  • ETA do Anhangabaú: 1.800 l/s
  • ETA do Eloy Chaves: 42 l/s
  • ETA Pacaembu: 6 l/s

Volume de perdas na rede: 33,48 (índice de perdas na distribuição)

ESGOTO:

Extensão da rede: 983,4 km

Quantidade de ETEs: 3 (ETE Jundiaí, ETE São José e ETE Fernandes)

Capacidade instalada:

  • ETE Jundiaí: 1.530 l/s (capacidade de tratamento em carga orgânica de até 90 toneladas/dia de DBO, o equivalente a 1,67 milhão de habitantes)
  • Método de tratamento: Sistema de lagoas aeradas de mistura completa, seguidas de lagoas de decantação – biológica e aeróbia.
  • ETE Jundiaí (operada por meio de uma concessão, foi a primeira a utilizar ar difuso no Brasil)
  • Vazão média: 1.100 l/s
  • Eficiência: 95% em remoção de carga orgânica
  • Energia consumida: 1.800 MWh/mês
  • Lodo produzido: 5.000 ton/mês
  • Fertilizante produzido: 2.000 ton/mês

ETE Rural – São José

  • Capacidade instalada: 7 l/s
  • Tipo de tratamento de esgoto: Sistema de lodo ativado por batelada – biológico e aeróbio. Tanque de contato com desinfecção com hipoclorito
  • Eficiência: 80% em remoção de carga orgânica
  • Energia co

Atuação: Jundiaí/SP

Tipo de concessão: Sociedade de Economia Mista (Prefeitura Municipal é acionista majoritário)

População atendida:

  • Abastecimento de água: 410.944
  • Esgotamento sanitário: 407.474

Índice de atendimento: 99,07% (água) e 98,23% (esgoto)

ÁGUA:

Extensão da rede: 1.922,8 km

Quantidade de ETAs: 3: (ETA Rui Chaves, ETA Eloy Chaves e ETA Anhangabaú)

Capacidade instalada:

  • ETA do Anhangabaú: 1.800 l/s
  • ETA do Eloy Chaves: 42 l/s
  • ETA Pacaembu: 6 l/s

Volume de perdas na rede: 33,48 (índice de perdas na distribuição)

ESGOTO:

Extensão da rede: 983,4 km

Quantidade de ETEs: 3 (ETE Jundiaí, ETE São José e ETE Fernandes)

Capacidade instalada:

  • ETE Jundiaí: 1.530 l/s (capacidade de tratamento em carga orgânica de até 90 toneladas/dia de DBO, o equivalente a 1,67 milhão de habitantes)
  • Método de tratamento: Sistema de lagoas aeradas de mistura completa, seguidas de lagoas de decantação – biológica e aeróbia.
  • ETE Jundiaí (operada por meio de uma concessão, foi a primeira a utilizar ar difuso no Brasil)
  • Vazão média: 1.100 l/s
  • Eficiência: 95% em remoção de carga orgânica
  • Energia consumida: 1.800 MWh/mês
  • Lodo produzido: 5.000 ton/mês
  • Fertilizante produzido: 2.000 ton/mês

ETE Rural – São José

  • Capacidade instalada: 7 l/s
  • Tipo de tratamento de esgoto: Sistema de lodo ativado por batelada – biológico e aeróbio. Tanque de contato com desinfecção com hipoclorito
  • Eficiência: 80% em remoção de carga orgânica
  • Energia consumida: 11 MWh/mês
  • Volume de lodo produzido: 550 m³ (80 ton/ano)
  • Quantidade dos resíduos gerados na ETE (gradeamento, caixa de areia e lodo): 3,3 m³ (5,5 ton/ano)

ETE Rural – Fernandes

  • Capacidade instalada: 8 l/s
  • Tipo de tratamento de esgoto: Sistema de lodo ativado por batelada – biológico e aeróbio
  • Tanque de contato com desinfecção com ozônio
  • Eficiência: 86% em remoção de carga orgânica
  • Energia consumida: 19 MWh/mês
  • Volume de lodo produzido: 0 m³ (ainda não houve retirada de lodo)
  • Quantidade dos resíduos gerados na ETE (gradeamento, caixa de areia e lodo): 1,5 m³ (2 ton/ano)

PRINCIPAL OBRA EM EXECUÇÃO

Obra: Ampliação da capacidade de tratamento da Estação de Tratamento do Anhangabaú (ETA-A)

Local: Jundiaí/SP

Tipo: Expansão (passará de 1.800 l/s para 2.400 l/s)

Investimento: R$ 11,1 milhões

Estágio da obra: N/A

DEMAIS OBRAS EM ANDAMENTO

Obra: Novas adutoras de água

Local: Jundiaí/SP

Tipo: Implantação

Investimento: R$ 8,7 milhões (crédito)

Estágio da obra: N/A

Obra: Novas redes de distribuição de água

Local: Jundiaí/SP

Tipo: Implantação

Investimento: R$ 342 mil (recursos próprios)

Estágio da obra: N/A

Obra: Novas redes coletoras de esgoto

Local: Jundiaí/SP

Tipo: Implantação

Investimento: R$ 2,2 milhões (recursos próprios)

Estágio da obra: N/A

Obra: Novos interceptores de esgoto

Local: Jundiaí/SP

Tipo: Implantação

Investimento: R$ 1,3 milhão (crédito)

Estágio da obra: N/A

Obra: Obras civis e benfeitorias

Local: Jundiaí/SP

Tipo: Melhorias (incluindo novos reservatórios de água tratada)

Investimento: R$ 18,4 milhões (crédito)

Estágio da obra: N/A

PRINCIPAL PROJETO PARA 2020/2021

Obra: Ampliação e remanejamento de redes de água e esgoto

Local: Jundiaí/SP (diversas regiões)

Investimento: R$ 27,2 milhões (crédito)

FATOS MARCANTES

  • Concessão do tratamento de esgoto à iniciativa privada: Jundiaí foi a segunda cidade no estado a aderir ao modelo

Mais matérias sobre esse tema

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade