ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
14 de junho de 2010
Voltar
Bauma 2010

Bauma 2010: o otimismo está de volta

Nem mesmo a erupção do vulcão na Islândia – cuja nuvem de cinzas cobriu o céu de boa parte da Europa, comprometendo o tráfego aéreo e a circulação de passageiros em todo o continente – tirou o brilho da 29a edição da Bauma. A Feira Internacional de Máquinas para a Construção Civil, Materiais de Construção e de Aparelhos, Veículos e Máquinas para a Indústria Mineira, realizada de 19 a 25 de abril, em Munique, na Alemanha, foi marcada, mais uma vez, pela elevada qualidade tecnológica dos equipamentos apresentados, pelo grande número de lançamentos da indústria mundial e pela elevada qualificação do público presente – 415 mil visitantes das mais diversas origens. Com todas as dificuldades de acesso, o público presente foi apenas 17% inferior ao da edição anterior, em 2007.

Estavam representados nos 555 mil m2 da feira nada menos que 3.150 expositores de 53 países. Grandes fabricantes de máquinas e equipamentos ficaram frente a frente com os maiores fornecedores mundiais, propiciando o fechamento de negócios. Os organizadores do evento não revelaram os números, mas admitiram que o volume de vendas superou as expectativas, ultrapassando o recorde de negócios da edição anterior. Para os principais analistas do setor, esse foi um claro sinal do início da recuperação do mercado mundial da construção e mineração. Do volume total do espaço disponível, cerca de 60% foi ocupado por expositores estrangeiros.

A Sobratema, por intermédio de seu programa Missões Técnicas, levou para o evento aproximadamente 200 empresários brasileiros. Em seu estande institucional, a entidade divulgou as feiras M&T Expo 2012 e o lançamento da M&T Expo Peças e Serviços, além de suas duas revistas (Grandes Construções e Revista M&T). “Por meio desses intercâmbios organizados pela associação, proporcionamos condições de incentivo à participação de nossos profissionais em eventos de repercussão mundial”, diz Mário Humberto Marques, presidente da Sobratema. Responsável por promover o evento no Brasil, a entidade organizou o único pavilhão de expositores brasileiros na Bauma.

Em conferência para a imprensa internacional, a Sobratema apresentou um panorama detalhado do setor de construção e mineração no Brasil e das oportunidades de negócios no País.

O mundo em Munique
Nos primeiros dias do evento, não houve como não notar a ausência dos visitantes p


Nem mesmo a erupção do vulcão na Islândia – cuja nuvem de cinzas cobriu o céu de boa parte da Europa, comprometendo o tráfego aéreo e a circulação de passageiros em todo o continente – tirou o brilho da 29a edição da Bauma. A Feira Internacional de Máquinas para a Construção Civil, Materiais de Construção e de Aparelhos, Veículos e Máquinas para a Indústria Mineira, realizada de 19 a 25 de abril, em Munique, na Alemanha, foi marcada, mais uma vez, pela elevada qualidade tecnológica dos equipamentos apresentados, pelo grande número de lançamentos da indústria mundial e pela elevada qualificação do público presente – 415 mil visitantes das mais diversas origens. Com todas as dificuldades de acesso, o público presente foi apenas 17% inferior ao da edição anterior, em 2007.

Estavam representados nos 555 mil m2 da feira nada menos que 3.150 expositores de 53 países. Grandes fabricantes de máquinas e equipamentos ficaram frente a frente com os maiores fornecedores mundiais, propiciando o fechamento de negócios. Os organizadores do evento não revelaram os números, mas admitiram que o volume de vendas superou as expectativas, ultrapassando o recorde de negócios da edição anterior. Para os principais analistas do setor, esse foi um claro sinal do início da recuperação do mercado mundial da construção e mineração. Do volume total do espaço disponível, cerca de 60% foi ocupado por expositores estrangeiros.

A Sobratema, por intermédio de seu programa Missões Técnicas, levou para o evento aproximadamente 200 empresários brasileiros. Em seu estande institucional, a entidade divulgou as feiras M&T Expo 2012 e o lançamento da M&T Expo Peças e Serviços, além de suas duas revistas (Grandes Construções e Revista M&T). “Por meio desses intercâmbios organizados pela associação, proporcionamos condições de incentivo à participação de nossos profissionais em eventos de repercussão mundial”, diz Mário Humberto Marques, presidente da Sobratema. Responsável por promover o evento no Brasil, a entidade organizou o único pavilhão de expositores brasileiros na Bauma.

Em conferência para a imprensa internacional, a Sobratema apresentou um panorama detalhado do setor de construção e mineração no Brasil e das oportunidades de negócios no País.

O mundo em Munique
Nos primeiros dias do evento, não houve como não notar a ausência dos visitantes procedentes das Américas e da Ásia, impedidos de chegar por causa das restrições para os voos internacionais. Mas, à medida que os dias avançavam, a frequência desse público cresceu. Apesar de terem aproveitado plenamente só a metade do tempo útil, muitos expositores admitiram terem fechado mais negócios do que esperavam.

Dos 415 mil visitantes contabilizados, espalhados pelas “ruas” de Bauma, cerca de 65% eram da Alemanha. O restante era do exterior. A título de comparação, dos 500 mil visitantes da edição de 2007, calcula-se que 70% eram alemães.

Quanto aos expositores, observou-se um importante incremento de participantes de diferentes partes do mundo. Além dos representantes de empresas da Europa, já considerados “cativos” de Bauma, foram somados sete procedentes do Brasil; 71 da China; 35 da Índia e cinco da Rússia, entre tantos outros.

A crescente internacionalização do evento se deve, em parte, ao maior número de pavilhões internacionais, como o dos Estados Unidos, Espanha, Coreia, Grã-Bretanha, França, China, Canadá, República Checa e, é claro, do Brasil.

A próxima Bauma já tem data marcada. Será entre 15 e 21 de abril de 2013. Veja a seguir um pouco do que foi exposto este ano.

Geração 2010 de unidades hidráulicas Atlas Copco
A Atlas Copco expôs a nova linha de unidades hidráulicas, com novo design que permite uma boa cobertura do motor pela tampa superior. Esta pode ser aberta facilmente para permitir acesso aos componentes, bem como aos filtros de ar e óleo, minimizando os tempos de manutenção. A localização dos comandos e ligações no painel dianteiro também facilita o acesso do operador.

A variada gama Atlas Copco inclui unidades hidráulicas compactas e portáteis a gasolina ou diesel, entre 9 cv e 18 cv, e elétricas, entre 5 kW e 11 kW. As unidades hidráulicas da geração 2010, a começar pela introdução dos modelos LP 18-30 PE e LP 18-40 PE a gasolina, ideais para aplicações em interiores, são a fonte de alimentação ideal para um vasto conjunto de aplicações na gama 20-40 rpm.

As unidades hidráulicas estão equipadas com um sistema de arranque elétrico e manual, para além de um radiador de óleo controlado por termostato que permite um aquecimento rápido e evita o sobreaquecimento do óleo hidráulico. O radiador e a ventoinha de grandes dimensões, montados na parte dianteira, contribuem para uma refrigeração eficiente do sistema hidráulico e do motor em climas quentes.

Leves e compactas, as unidades hidráulicas são fáceis de armazenar e transportar. Uma estrutura robusta, rodas grandes e pegas dobráveis proporcionam um transporte fácil e asseguram o trabalho em locais difíceis.

A Atlas Copco lançou também uma nova ventilação do martelo integrada na máquina portadora, para utilização na construção de túneis. O sistema de ventilação, que se encarrega do abastecimento de ar adicional, é fácil de montar e minimiza o risco de um desgaste excessivo de martelos hidráulicos.

Novidades em compactação de solos e asfalto
Outra novidade apresentada na Bauma foi a linha de equipamentos de compactação de solos e asfalto da Bomag. O destaque ficou por conta do rolo compactador híbrido diesel-elétrico, desenvolvido a partir do modelo BW174AP. Equipado com motor 56 kW da Deutz, emissionado no Tier 4/Stage IIIB, o rolo compactador híbrido atende à faixa operacional de 9,8 t, superior ao modelo convencional da marca, que possui 9,5 t. Segundo o fabricante, a combinação entre um motor menor e a utilização da unidade híbrida acarretará em uma redução no consumo de combustível e diminuirá os índices de emissão.

Também foi exposto ao público o BW 332, o maior rolo compactador de um cilindro do mundo. Com peso operacional de 32 t, é equipado com cilindro poligonal de 2,40 m de largura ampliada, o que, segundo o fabricante, aumenta a produção em 15%. A força centrífuga de 750 kN e uma amplitude de 3,3 mm proporcionam ainda um desempenho global 50% superior em relação ao seu modelo anterior, o BW 226.

Pesos pesados Case
Para cobrir a demanda do mercado por equipamentos para operações pesadas, a Case Construction Equipment redimensionou sua escavadeira CX700B, que atende à faixa operacional de 700 t e possui braço de escavação de 2,9 mil mm. O equipamento, com profundidade máxima de escavação de 7,080 mm, foi lançado com alterações na geometria de sua lança, para proporcionar 19% mais força na escavação, atingindo 281 kN no modo de funcionamento normal, e 307 N em Power Boost. O modelo CX700B é equipado com motor 463 HP.

A Case também levou novidades em sua linha de carregadeiras de rodas com braço monoboom. Trata-se de um monobloco que dá maior visibilidade ao operador. Esses modelos compactos, com peso operacional de 4,92 t, oferecem uma versão de alta velocidade dotada do sistema de transmissão (HTS). Segundo o fabricante, essa maior velocidade reduzirá o tempo de viagem e, consequentemente, aumentará a produtividade.

De olho nas normas internacionais
Adequando-se às normais internacionais de emissão, a Caterpillar levou a escavadeira hidráulica CAT 336E, uma das primeiras máquinas da empresa a atender o Stage IIIB/Tier-4. O modelo, que chega para substituir a escavadeira 336D, também cumpre todas as regulamentações sonoras e pré-requisitos de segurança para visibilidade, incluindo a ISO (International Standards Organization).

Equipado com um motor mais potente, que cobre a faixa de 236 kW (317 cv), o CAT 336E registra 18% a mais de potência em relação ao modelo anterior, o que proporciona ganhos na escavação e maiores ciclos de carregamento para uma produção adicional. Com mais de 9 mil horas de testes, o novo modelo atende à faixa operacional de 36 t.

Além disso, a CAT incrementou sua fresadora PM 200 Cold Planer. O modelo, antes disponibilizado apenas com tambor de fresagem com largura de corte de 2 m, agora poderá ser encontrado com tambor de 2,2 m de largura. As novas medidas reduzirão as passadas durante as aplicações, aumentando a produtividade e diminuindo o consumo de combustível.

Durante a feira, a Caterpillar anunciou mudanças em seu sistema de monitoramento eletrônico dos equipamentos. O funcionamento atual do CAT Product Link se dá a partir de um hardware, que, por meio de satélite, transmite os dados a partir (e para) a máquina. A nova geração do Product Link terá a capacidade de se comunicar na rede celular (GSM).

Dana: novidades nos sistemas de transmissão
A Dana Holding e a Bosch Rexroth anunciaram um acordo de entendimento para firmar uma joint-venture. O principal objetivo é o desenvolvimento conjunto e a fabricação de sistemas hidromecânicos variáveis de transmissão powersplit (HVT) para o mercado global de equipamentos fora de estrada. Pelo acordo, cada uma das parceiras deterá 50% do capital social da nova companhia, que deverá operar em Arco, na Itália. “Juntas, Dana e Bosch Rexroth oferecem uma ampla variedade de conjuntos de habilidades complementares. Com isso, a joint-venture entregará um único conjunto de soluções avançadas de transmissão para o mercado fora de estrada”, afirma George Constand, diretor técnico da Dana.

Nesse contexto, a Dana apresentou na Bauma o sistema de transmissão híbrido Spicer TE-15HX, que, após uma série de simulações, apresenta um aumento substancial na produção. Trata-se de um sistema híbrido elétrico que trabalha em paralelo com o sistema de controle de transmissão. Esse conceito é indicado para aplicações cíclicas, que fazem parte da rotina de carregadeiras e empilhadeiras, por exemplo.

Nessa área ainda, a Dana oferece uma sistema de transmissão indicado para pá carregadeira frontal de 16 t. Dois motores hidrostáticos, que atendem a aplicações que requerem potência de 104 kW a 164 kW (140 cv a 220 cv), estão localizados um em cada lado do equipamento, o que proporciona uma maior otimização do raio de giro.

Doosan se reestrutura para o mercado global
A Doosan aproveitou a Bauma para anunciar a fusão da Doosan Construction Equipment (DI CE) com a Infracore Doosan International (DII), que detinha as marcas Bobcat, Portable Power, Montabert e Ingersoll Rand. Além da reestruturação organizacional, a empresa apresentou toda a sua linha de equipamentos, com destaque para a escavadeira sobre esteiras DX700LC, com peso operacional de 71,5 t, indicada para aplicações severas. A máquina oferece uma profundidade de escavação máxima de 7,7 m, uma altura máxima de escavação de 12 m, um alcance máximo de escavação na faixa de 12 m, além de uma altura de 8,1 m de despejo. O raio de rotação mínima é de 4 m. A máquina é equipada com motor seis cilindros common rail AH-Isuzu 6WG1X turbo diesel, com potência de 345 kW (463 HP).

A empresa lançou ainda quatro novos modelos de manipuladores telescópicos com alta capacidade. Os dois maiores, o DT160 e o DT210, possuem altura máxima de 10,2 m e um alcance horizontal de 5,15 m. As máquinas, com capacidade de elevação máxima de 16 t e 21 t, respectivamente, são equipadas com motor diesel Perkins 1106D-ETA, com potência de 146 kW a 2.200 rpm.

Soluções para operações asfálticas
A Dynapac apresentou na Bauma o rolo compactador vibratório tandem CC 384 HF, com largura de compactação na faixa de 1.730 mm e capacidade para produzir acabamentos de superfície de alta qualidade. Com peso operacional na faixa 10,7 t, carga linear de 27,2 kg/cm, força centrífuga de 75 kN a 90 kN e amplitude de 0,3 mm a 0,7 mm, o equipamento opera com frequência que varia entre 48 Hz e 67 Hz, o que permite dosar a relação frequência x força na operação. Segundo o fabricante, o novo modelo está apto para trabalhar com camadas finas e de grande espessura, além de se “ambientar” com qualquer mistura asfáltica.

Outro lançamento Dynapac foi o sistema manual de controle de compactação, denominado CompLogger, que proporciona uma imagem em tempo real da compactação sobre uma superfície a ser trabalhada.

As pavimentadoras da Série SD também receberam novos modelos. Indicadas para obras urbanas, os modelos SD 115C e SD 135C, com largura de mesa de 2,55 m a 3 m, podendo chegar a 10 m quando equipadas com argamassas hidráulicas e caixas de extensão, apresentam produção de até 750 t/h. Os novos modelos são equipados com motor diesel da Deutz, que atentem à faixa de potência entre 120 kW e 140 kW (155 cv e 187 cv, respectivamente).

Hyundai no mercado de demolição
Escavadeiras para construção, mineração e pedreiras, que atendem à faixa operacional de 1,6 t a 52 t. Essa foi a principal proposta da Hyundai na Bauma com o lançamento da nova Série 9. Destaque para o modelo R520LC-9 DM, ideal para aplicações de demolição. O equipamento é baseado na escavadeira de 52 t, mas, quando equipado com quatro braços especiais de alto alcance, pode operar com peso que varia entre 58 t e 59 t. O equipamento possui um sistema retrátil de largura, que fornece uma quantidade máxima de funcionamento global, no caso 3,54 m, mas que pode ser recolhido a 3 m para aplicações com menores exigências. A “peso pesado”, que possui alcance máximo de 26,15 m, é equipada com motor Cummins QSM11 motor Tier III, com potência de 255 kW (357 HP).

A Hyundai apresentou ainda outras novidades, como miniescavadeiras (que atendem à faixa operacional entre 2,7 t e 3,5 t), pás carregadeiras e minicarregadeiras.

JCB: mais rendimento, menor consumo
A JCB lançou as retroescavadeiras 3CX e 4CX. Uma das novidades dos novos modelos é o sistema EcoDig, que agora incorpora três em vez de duas bombas hidráulicas, permitindo as mesmas pressões hidráulicas, mas com um menor giro de motor. A consequência é uma economia de combustível de até 16%, com ganho de potência. As novas retroescavadeiras são equipadas, ainda, com os sistemas Smooth Ride System (SRS) e TorqueLock, que melhoram o rendimento, com redução de consumo, durante operações que exijam alta velocidade.

Outra novidade da empresa inglesa ficou por conta do manipulador telescópico Loadall. O novo modelo 515-40 permite operar cargas de 1,5 t a uma altura de elevação de 4 m. Com 1,8 m de altura, 2,97 m de comprimento e peso operacional de 3,5 t, o equipamento é indicado para operações com espaço limitado e de difíceis condições do solo.

Plataformas com lança telescópica
A JLG apresentou novidades em sua linha E300 de plataformas de elevação com lança telescópica. Os modelos E300AJ e E300AJP possuem uma lança telescópica articulada, o que proporciona aos equipamentos uma elevação a maiores alturas. O E300AJ, por exemplo, pode trabalhar em uma altura de 9,19 m, enquanto o modelo E300AJP alcança 8,97 m. Outra novidade é o reposicionamento das barras de proteção. A linha E300 Series apresenta maiores facilidades para enfrentar rampas íngremes e outras aplicações severas, gerando uma produtividade 25% superior em seu alcance.

Com capacidade para carregar 230 kg, a linha E300 Series é equipada com um motor elétrico a bateria, indicado para trabalhos em pisos internos e pavimentados. Segundo a fabricante, essas baterias renovadas aumentam a produtividade dos modelos E300AJ e E300AJP, que, apesar de serem compactos (305 a/h), poderão atingir alturas maiores em até 20%.

Inovações da Komatsu
A Komatsu apresentou o seu novo trator, modelo D375A – 6. Com peso operacional de 71 t, o equipamento possui um sistema de transmissão automática de marchas e um conversor de torque automático, o que proporciona maior rendimento nas operações, além de reduzir em 10% o consumo de combustível.

A primeira escavadeira híbrida do mundo foi introduzida no mercado japonês pela Komatsu, em junho de 2008. A combinação entre a inovação apresentada pela empresa japonesa e a grande demanda, resultante do aquecimento do mercado na ocasião, acelerou a comercialização do equipamento para a China e os Estados Unidos. Agora, a Komatsu apresentou o modelo PC200LC-8 para o mercado europeu. Disponíveis em modelos de 20 t a 22 t de peso operacional, as escavadeiras são equipadas com motores Komatsu SAA4D107E-1, com potência de 138 HP. Em testes, a escavadeira híbrida PC200LC-8 registra uma redução de combustível de 25% a 40% se comparado ao modelo hidráulico.

Liebherr: mercado de gigantes
A Liebherr levou à Bauma mais de 60 equipamentos em toda a sua linha para movimentação de solos, concretagem e movimentação de cargas. A estrela da marca foi o maior guindaste sobre esteiras do mundo, o LR 1300, com capacidade de elevação máxima de 3 mil t a 12 m de extensão. O novo guindaste fornece um sistema de comprimento máximo de 246 m, resultado da combinação entre a lança principal de 120 m e 126 m de luffing.

No segmento de caminhões, outra grande novidade chamou a atenção dos visitantes. Com capacidade para 400 t de carga, o modelo T 282 C é indicado para operações com alto volume de produção, que demandam elevada produtividade. A Vale adquiriu 14 caminhões desse modelo para a operação em Carajás, em um investimento de mais de US$ 100 milhões. Disponível com duas opções de motores – MTU 20V4000 DD (20 cilindros, com 2.800 kW / 3.755 HP de potência) ou Cummins QSK 78 (18 cilindros, com 2,610 kW / 3.500 HP de potência) –, o gigante apresenta velocidade máxima de 64 hm/h (40 mph).

Liugong revela planos para o mercado
A LiuGong revelou, na Bauma, seus planos para introduzir novos modelos no mercado. David Beatenbough, vice-presidente da empresa, disse ela está desenvolvendo novos rolos, uma gama completa de tratores e uma motoniveladora nova.

A empresa também está fazendo upgrade de uma pavimentadora para exportação, contemplando grandes escavadoras e sublinhando a importância de guindastes móveis, tendo acabado de abrir uma fábrica nova de grua. A empresa planeja, ainda, construir uma planta nova para produção de miniescavadeira, em Changzhou, província de Jiangsu, a 250 km de Xangai. O investimento é de 74,5 milhões de euros e prevê-se que a fábrica irá produzir 10 mil unidades/ano.

New Holland lança nova Série WE
A New Holland lançou três novos modelos da sua gama de escavadoras sobre pneus: WE150, WE170 e WE190. Com peso operacional variando de 15 t a 20,4 t, os novos modelos cobrem os segmentos que juntos representam 75% do mercado europeu, agregando, segundo o fabricante, mais confiabilidade, desempenho e estabilidade. Os novos equipamentos podem ser controlados com eficiência apenas graças à nova geração de joysticks. Eles apresentam um curso mais longo, o que aumenta significativamente a controlabilidade e o bom funcionamento.

Outra novidade é o aumento do conforto e da segurança nas cabines de comando, graças ao novo design ergonômico, que permite maior tempo de trabalho com fadiga muito reduzida.

Novo guindaste Sany
A Sany lançou na Bauma um novo guindaste. O SRC50 RT de 55 t possui uma lança de quatro seções, totalizando 34,5 m, com dois guinchos. O patolamento completo é de 7,2 m. Quando retraídas as patolas, o guindaste fica com 3,1 m de largura. O motor é o Cummins QSB6.7 Diesel, 6 cilindros refrigerado a água.

O SRC50 RT possui sistema LMI (Indicador do Momento de Carga) com um grande visor LCD que indica raio, ângulo, altura e peso.

Terex demonstra aplicação de 50 máquinas
Com mais de 50 máquinas em exposição, a Terex brindou os visitantes da Bauma com demonstrações ao vivo de novos produtos em vários segmentos: plataformas aéreas, construção, gruas e processamento de materiais.

Entre os equipamentos expostos mereceram destaque as plataformas articuladas e o empilhador telescópico Genie; plataforma telescópica S-65 Trax e plataforma elevatória tipo tesoura compacta GS-1932; plataforma elevatória tipo tesoura para terreno acidentado GS-4390RT; nova pá carregadeira de rodas TL310; novos caminhões articulados TA300 e TA400; caminhão de estaleiro TA3.5SH; mini pá carregadeira de rastos PT100 e a escavadora de rodas TW110; novas gruas todo-o-terreno AC 100/4 L e AC 1000; grua para terreno acidentado RT 100 e um novo modelo de grua torre com lança móvel; britador Powerscreen Pegson XR400 S; e britador de impacto Powerscreen Pegson XH320 SR.

Volvo provedora de soluções
A Volvo Construction Equipment apresentou na Bauma 2010 os seus mais recentes e avançados produtos. Foram mais de 60 máquinas, além de ampla gama de serviços, que consolidam a empresa como provedora de soluções totais em escala mundial. Um dos destaques na marca foi para a tecnologia de economia de combustível OptiShift, que equipa as novas escavadoras de rodas de maior porte L150F, L180F e L220F.

A Volvo expôs quatro novas escavadoras compactas EC na classe de 1,5 t a 2 t, duas novas carregadoras de rodas compactas, L20F e L25F, novos modelos de pavimentadoras e duas novas compactadoras de solo com um tambor.

A equipe da Volvo foi treinada para demonstrar todas as formas como os concessionários da marca podem colaborar com os seus clientes no sentido de aumentar a produtividade, maximizar a utilização das máquinas, reduzir os riscos e conter os custos. Foi dado destaque para a grande variedade de contratos de assistência, serviços de análise, implementos, acoplamentos rápidos, peças remanufaturadas de fábrica, equipamento usado com garantia e condições de venda (juros e serviços) fornecidos pela Volvo Financial Services.

Grupo Wirtgen mostra novidades
Mineradora de superfície para obras de grande porte; rolos compactadores com visibilidade superior e conceito de manobrabilidade; vibroacabadora compacta para estradas, ciclovias e até projetos de paisagismo. Estas foram algumas das novidades apresentadas durante a feira pelo Grupo Wirtgen, líder mundial no segmento de equipamentos móveis para construção e recuperação de rodovias e formado pela Wirtgen, Vögele, Hamm, Kleemann e Ciber.

Foram expostos 75 equipamentos num estande de 9.080 m2. A Wirtgen GmbH, especializada no desenvolvimento e na comercialização de máquinas para extração de matérias-primas minerais, apresentou a mineradora de superfície modelo 4200 SM, ideal para obras de grande porte a céu aberto, com capacidade produtiva de 100 t/h a 3.000 t/h.

A Hamm AG, que desenvolve mais de 90 modelos para compactação e investe nas tecnologias exclusivas, como a de compactação por oscilação, levou para o estande 18 novos rolos compactadores. O novo compactador de pneus GRW 280, cujo peso pode variar entre 10 t e 28 t, destaca-se por sua visibilidade superior e conceito de manobrabilidade de compactadores de pneus totalmente inovador. A cabine do controle garante alta visibilidade e conforto ao operador.

Para pavimentação asfáltica, a Vögele mostrou a vibroacabadora compacta Super 700, que permite aplicação em obras de médio e pequeno portes, como estradas, ciclovias e até projetos de paisagismo. A Super 700 atende até 3,2 m de largura de pavimentação e seu motor tem 45 kW de potência.

Nova linha de guindastes XCMG
A XCMG, maior fabricante chinesa de equipamentos de construção e presente no Brasil desde 2005, apresentou seu guindaste sobre pneus All Terrain de 240 t. Esse modelo será o primeiro dessa capacidade que a XCMG estará disponibilizando no Brasil já a partir de maio de 2010, por meio de seu distribuidor oficial GTM Máquinas e Equipamentos.

O modelo QAY240 tem lança de 67 m fabricada em aço Weldox 1100, mais 20 m de jib, totalizando 87 m de extensão. É montado sobre seis eixos com peso de 72 t em ordem de marcha, é equipado com motor Mercedes-Benz de 562 HP no carro inferior e motor Volvo de 260 HP no carro superior, transmissão automática ZF, bombas, guinchos e sistema hidráulico BoshRexroth e sistema de controle e limitador de carga PAT Hirschmann.

Com a novidade, a XCMG passa a disponibilizar no mercado brasileiro sua nova linha de guindastes tipo All Terrain que são fabricados nas capacidades de 160 t a 500 t, todos equipados com componentes importados e de classe mundial.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade