FECHAR
06 de junho de 2019
Voltar

EMPRESAS

Bentley Systems anuncia a aquisição de fornecedora de software em nuvem

A adição do software da Keynetix amplia a oferta geotécnica da Bentley e acelera o objetivo da empresa de fornecer gêmeos digitais subsuperficiais para projetos e ativos de infraestrutura.
Fonte: Assessoria de Imprensa

A Bentley Systems Incorporated, fornecedora de serviços de software abrangente e de gêmeos digitais (cópias elaboradas das linhas de produção em que todas as etapas da fabricação de um produto são computadorizadas) para avanço de projetos, construções e operações de infraestrutura, anuncia a aquisição da Keynetix, fornecedora de software em nuvem para coleta, visualização, modelagem e compartilhamento de dados geotécnicos, sediada no Reino Unido.

A adição do software da Keynetix amplia a oferta geotécnica da Bentley e acelera o objetivo da Bentley de fornecer gêmeos digitais subsuperficiais para projetos e ativos de infraestrutura.

Os gêmeos digitais subsuperficiais podem ser essenciais para avaliar e gerenciar riscos em projetos de infraestrutura, bem como para planejamento, projetos, construções e operações de ativos de infraestrutura.

A criação e conservação de gêmeos digitais subsuperficiais implica a modelagem do ambiente subterrâneo (propriedades geológicas, hidrológicas, químicas e de engenharia e a infraestrutura subterrânea) e das redes de serviços, estruturas e túneis, para posterior análise e simula&ccedi...


A Bentley Systems Incorporated, fornecedora de serviços de software abrangente e de gêmeos digitais (cópias elaboradas das linhas de produção em que todas as etapas da fabricação de um produto são computadorizadas) para avanço de projetos, construções e operações de infraestrutura, anuncia a aquisição da Keynetix, fornecedora de software em nuvem para coleta, visualização, modelagem e compartilhamento de dados geotécnicos, sediada no Reino Unido.

A adição do software da Keynetix amplia a oferta geotécnica da Bentley e acelera o objetivo da Bentley de fornecer gêmeos digitais subsuperficiais para projetos e ativos de infraestrutura.

Os gêmeos digitais subsuperficiais podem ser essenciais para avaliar e gerenciar riscos em projetos de infraestrutura, bem como para planejamento, projetos, construções e operações de ativos de infraestrutura.

A criação e conservação de gêmeos digitais subsuperficiais implica a modelagem do ambiente subterrâneo (propriedades geológicas, hidrológicas, químicas e de engenharia e a infraestrutura subterrânea) e das redes de serviços, estruturas e túneis, para posterior análise e simulação do comportamento subsuperficial.

Complementando os relatórios de furos de sondagem gerenciados pelo software gINT da Bentley, o sistema de gestão de conhecimentos geotécnicos em nuvem da Keynetix coleta e gerencia informação sobre o ambiente subterrâneo para os aplicativos de análise geotécnica Plaxis e SoilVision da Bentley.

“As plataformas de software gINT da Bentley e HoleBASE da Keynetix são ferramentas fundamentais para nossas atividades de pesquisa geotécnica (GI), e têm sido assim há mais de 20 anos. A adição do moderno e inovador software da Keynetix ao portfólio da Bentley, em conjunto com a plataforma gINT consolidada e comprovada, constitui um marco primordial e entusiasmante no panorama digital das GI. A plataforma geotécnica em rápido crescimento da Bentley ajuda a maximizar os potenciais pontos positivos da mudança digital a que estamos assistindo no setor das GI. A pesquisa geotécnica está em plena transformação digital”, diz Mark Bevan, diretor adjunto de sistemas de dados de pesquisa geotécnica da Structural Soils, Ltd., sediada no Reino Unido, membro do RSK Group Ltd.

De acordo com Bob Mankowski, vice-presidente e executivo da unidade de negócios das cidades digitais da Bentley Systems, os profissionais de infraestrutura sabem que as propriedades geológicas, hidrológicas, químicas e de engenharia de um possível local para um projeto, bem como os ativos de infraestrutura enterrados no subsolo, nas estradas e outras estruturas, representam enormes riscos para a segurança, para o orçamento e os prazos de projetos de infraestrutura.

“Ter um gêmeo digital subsuperficial – uma representação 3D do subsolo com modelos de análise e simulação de comportamentos – será extremamente útil em todas as fases do ciclo de vida do ativo”, comenta Mankowski.