FECHAR
FECHAR
20 de fevereiro de 2013
Voltar
Momento Construction

Salões Temáticos são o maior diferencial

Construction Expo 2013 terá espaços especiais mostrando o desenvolvimento de grandes obras, novidades em sistemas construtivos e soluções relacionadas à cadeia da construção

Mais de 15 mil m2 de espaço comercializado que, somados às reservas, em fase final de negociação, perfazem mais de 20 mil m2 de área já comprometida. Os números antecipam o sucesso da segunda edição da Construction Expo, grande feira que integrará toda a cadeia da construção, a ser realizada de 5 a 8 de junho deste ano, pela Sobratema – Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração, organizadora da feira. A Construction Expo 2013 - 2ª Feira Internacional de Edificações e Obras de Infraestrutura acontecerá no Centro de Exposições Imigrantes, reunindo construtoras; fornecedores de equipamentos, materiais e insumos; prestadores de serviços, desenvolvedores de tecnologias, entidades e associações e demais players deste importante setor da economia presentes no Brasil.

O congresso, realizado paralelamente à feira, será um grande espaço de discussão das novidades em materiais, tecnologias e métodos construtivos, aplicáveis tanto em empreendimentos residenciais quanto em prédios comerciais, instalações industriais e obras de infraestrutura – rodovias, ferrovias, metrôs, pontes, acessos, terminais de cargas e estaleiros. A aplicação dessas novidades também será analisada na construção de redes de saneamento, unidades geradoras e energia e hidrelétrica, oleodutos e gasodutos, estruturas metálicas, entre outros.

A grade do congresso será formada por seminários, cursos e workshops, com a participação de especialistas convidados pelas entidades parceiras e participantes do evento.

Até o fechamento desta edição, a Construction Expo 2013 já contava com o apoio de mais de 80 entidades setoriais e das principais construtoras do Brasil (veja a relação no site www.constructionexpo.com.br). De acordo com Carlos Alberto Laurito, diretor de Relações Institucionais da Sobratema, a tendência é que esse número aumente até a realização do evento. “Estamos em contato com outras entidades, o que indica que teremos uma quantidade maior de instituições que comporão essa cadeia de apoio à Construction Expo 2013”.

“A importância dessas instituições para o desenvolvimento de seu segmento de atuação e, por consequência, do mercado de construção, reforça o posicionamento e representatividade da Construction Expo 2013”, afirma Laurito.

Salões temáticos fazem a diferença

Um dos diferenciais da Construction Expo, que se tornou evidente desde a sua primeira edição, ocorrida em agosto de 2011 – foi a realização de salões temáticos, com o objetivo de destacar setores específicos da cadeia da construção, enfatizando a evolução e os benefícios de sistemas construtivos, demonstrando o desenvolvimento de obras de edificações e de infraestrutura. Na ocasião, de um total de 28 mil m2 do espaço útil da feira, nada menos que 8,2 mil m2 o equivalente a 25% da área útil estavam reservados para os projetos especiais de engenharia, em diversos setores, envolvendo toda a cadeia de produção da construção. Havia o salão da Copa 2014, da hidrelétrica de Belo Monte, da infraestrutura ferroviária e da construção metálica, entre outros.