FECHAR
FECHAR
10 de abril de 2014
Voltar
Aeroportos

R$ 45,1 milhões para ajustar aeroporto de Salvador à demanda da Copa 2014

Projeto prevê a ampliação e reforma do pátio de aeronaves e adequação do terminal de passageiros

Como parte do conjunto de ações para a reforma de aeroportos das cidades-sede da Copa do Mundo em 2014, a Infraero contratou o consórcio ATP-TRAÇO, formado pelas empresas ATP Engenharia e Traço Arquitetura e Planejamento, para executarem a reforma e requalificação do Aeroporto Internacional de Salvador – Luís Eduardo Magalhães. As intervenções, orçadas em R$ 45,1 milhões, incluem a reforma do terminal de passageiros, a reforma e ampliação do edifício-garagem com passarela de interligação ao terminal e reforma do acesso viário. Todas as obras têm data de conclusão marcada para o final de abril, mas já aconteceram sucessivos adiamentos, em função de atrasos.

De acordo com o superintendente regional da Infraero, José Cassiano Ferreira Filho, os atrasos aconteceram, em sua maior parte, em função dos testes dos equipamentos que estão sendo instalados. Isso teria ocorrido,por exemplo, com os novos balcões de check-in, esteiras de bagagens e o novo sistema de refrigeração de ar. "Vamos entregar tudo com a segurança de que, ao começar, a operação não travar. Temos a responsabilidade para evitar acidentes", argumentar.

O objetivo das obras é melhorar os fluxos internos, por meio da redistribuição de ambientes e redimensionamento de espaços. Entre as obras importantes já concluídas está a ampliação do estacionamento de aviões. Essa obra trouxe dois principais benefícios: melhoria da operacionalidade e mais segurança aos pousos e decolagens. Com a troca do pavimento flexível para pavimento rígido, foram minimizados os riscos operacionais no estacionamento de aviões, e com a ampliação da área, foi criada a 15ª posição de aeronave, aumentando a capacidade operacional do aeroporto, inclusive do terminal de cargas. Com o aumento, a área de estacionamento de aeronaves, que era de 79,6 mil m², passou para 91,4 mil m².

Estão em andamento várias obras de reforma e ampliação das instalações do terminal. Entre elas a que permitirá o aumento do número de postos de check-in, dos atuais 66 para 76 posições. Serão instalados oito novos pórticos de raios-x para voos dométicos e seis para internacionais. O saguão de embarque será alargado e o extremo sul do terminal será redimensionado, ocupando o antigo recesso de automóveis.

O novo layout melhora a integração com o edifício-garagem, que terá sua capacidade aumentada de 1,3 mil vagas para 2,5 mil, amenizando um dos maiores problemas do terminal, que é falta de estacionamento. O edifício-garagem será conectado com a área de embarque por passarelas em estrutura metálica, buscando facilitar o acesso dos usuários.