FECHAR
FECHAR
20 de fevereiro de 2013
Voltar
Especial Ceará - Turismo

Acquário Ceará, único no hemisfério Sul

Empreendimento, que será a maior estrutura já feita no Brasil utilizando o acrílico como principal elemento contrutivo, vai incrementar turismo na região

Está dada a largada para a construção do Acquário Ceará, uma das obras mais polêmicas da história recente do estado. Em janeiro foi dado o sinal verde para a liberação do início da construção pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza (Seuma), antiga Semam. O embargo emitido pela secretaria em dezembro de 2012 foi considerado improcedente pela Assessoria Jurídica da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente, e as obras liberadas. O Acquário Ceará será localizado na Praia de Iracema. Orçado em R$ 205 milhões, contará com 2,5 mil m2 de área construída e 38 tanques-recinto de exibição com capacidade para 15 milhões de litros, sendo o maior e mais moderno do hemisfério Sul. A previsão é que o equipamento receba, anualmente, 1,2 milhão de visitantes, gerando uma receita de R$ 21,5 milhões.

O novo equipamento turístico do estado será a maior estrutura já construída no Brasil tendo o acrílico como principal elemento construtivo. Ele terá 28 aquários, todos com visores feitos de acrílico. “O material foi escolhido por suas propriedades físico-químicas”, diz o arquiteto responsável pelo projeto, Leonardo Fontenele. “Trata-se de material com extrema resistência à força de compressão da água nos tanques, oferecendo também um ótimo nível de transparência em relação ao vidro”, completa.

O edifício terá quatro andares: subsolo para uso técnico, térreo, e outros dois pavimentos para visitação. Neles, estão contemplados aquários de tubarões, viveiros para pinguins, tanques que criam a oportunidade de contato com as espécies, simuladores de submarino, cinema 4D e 3D, escola de mergulho e mais 20 aquários menores.

Mas a principal atração será o tanque Master ou Oceânico, o único que ocupará os quatro andares do empreendimento. “Ele terá 50 metros de comprimento, 16 metros de altura e 15 metros largura, que é aproximadamente o tamanho de um edifício de 15 andares”, afirma Fontenele, que é diretor-executivo da Imagic!, empresa de arquitetura e urbanismo especializada em entretenimento temático, e já integrou o núcleo de Design da Walt Disney Company. “Do aquário Oceânico, o maior visor terá 10 metros de largura e 11 metros de altura”, revela.

Para surpreender ainda mais os visitantes, um túnel de acrílico com 16 metros de comprimento permitirá cruzar o enorme tanque na diagonal. “As formas diferenciadas


Está dada a largada para a construção do Acquário Ceará, uma das obras mais polêmicas da história recente do estado. Em janeiro foi dado o sinal verde para a liberação do início da construção pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza (Seuma), antiga Semam. O embargo emitido pela secretaria em dezembro de 2012 foi considerado improcedente pela Assessoria Jurídica da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente, e as obras liberadas. O Acquário Ceará será localizado na Praia de Iracema. Orçado em R$ 205 milhões, contará com 2,5 mil m2 de área construída e 38 tanques-recinto de exibição com capacidade para 15 milhões de litros, sendo o maior e mais moderno do hemisfério Sul. A previsão é que o equipamento receba, anualmente, 1,2 milhão de visitantes, gerando uma receita de R$ 21,5 milhões.

O novo equipamento turístico do estado será a maior estrutura já construída no Brasil tendo o acrílico como principal elemento construtivo. Ele terá 28 aquários, todos com visores feitos de acrílico. “O material foi escolhido por suas propriedades físico-químicas”, diz o arquiteto responsável pelo projeto, Leonardo Fontenele. “Trata-se de material com extrema resistência à força de compressão da água nos tanques, oferecendo também um ótimo nível de transparência em relação ao vidro”, completa.

O edifício terá quatro andares: subsolo para uso técnico, térreo, e outros dois pavimentos para visitação. Neles, estão contemplados aquários de tubarões, viveiros para pinguins, tanques que criam a oportunidade de contato com as espécies, simuladores de submarino, cinema 4D e 3D, escola de mergulho e mais 20 aquários menores.

Mas a principal atração será o tanque Master ou Oceânico, o único que ocupará os quatro andares do empreendimento. “Ele terá 50 metros de comprimento, 16 metros de altura e 15 metros largura, que é aproximadamente o tamanho de um edifício de 15 andares”, afirma Fontenele, que é diretor-executivo da Imagic!, empresa de arquitetura e urbanismo especializada em entretenimento temático, e já integrou o núcleo de Design da Walt Disney Company. “Do aquário Oceânico, o maior visor terá 10 metros de largura e 11 metros de altura”, revela.

Para surpreender ainda mais os visitantes, um túnel de acrílico com 16 metros de comprimento permitirá cruzar o enorme tanque na diagonal. “As formas diferenciadas do acrílico irão permitir essa integração das pessoas com os animais marinhos. Por aqui, não temos nada igual”, diz o arquiteto. Haverá ainda dois túneis de acrílico de 10 metros no aquário dos tubarões. “Entre eles terá uma espécie de iglu, também de acrílico, que vai permitir uma visão 360° do entorno.”

Em frente ao edifício será construída uma área, chamada Praça das Águas, com 4,25 mil metros quadrados, que abrigará uma fonte temática, esculturas representando o globo terrestre e com o símbolo do Acquário Ceará, um quiosque de alimentação e um posto de informações turísticas.

A execução do empreendimento exigirá a utilização de chapas de acrílico de diferentes espessuras, variando entre 15 cm e 80 cm. Todo o material utilizado será fabricado como uma peça maciça (monobloco) e não em camadas coladas, que é uma tecnologia mais simples.

Para se ter uma ideia da complexidade do projeto, somente a sua maquete, que ficou exposta no Centro Cultural Dragão do Mar, em Fortaleza, demorou cinco meses para ser concluída, com um envolvimento de quatro equipes diferentes de maquetistas, modelistas e escultores e ainda o próprio time da IMAGIC!. A maquete serviu também como modelo de estudo e definição de formas arquitetônicas e influenciou o projeto eletrônico final que servirá de base para a fabricação internacional da “pele” externa do Acquário.

Para Bismark Maia, titular da Secretaria de Turismo, a decisão tomada pela Prefeitura permitirá que o projeto de licenciamento organizado pelo órgão estadual possa ser analisado sem que isso interfira diretamente no andamento das obras. Ainda segundo Bismark, caso haja algum problema com o processo de licenciamento, as decisões serão prontamente acatadas pela Setur.

O governador Cid Gomes se reuniu com técnicos do estado e da empresa americana que está construindo o Acquário Ceará, para uma atualização sobre o andamento da obra, com definição de cronogramas e o plano de trabalho para os próximos meses. Foram checados itens referentes à estrutura interna e externa (equipamentos de filtração, material da coberta, estrutura metálica, fachada de vidro, equipamentos elétricos), como também os itens de entretenimento (cinemas 3D, 4D, simulador de submarinos, decoração temática, conteúdo dos filmes, etc) que fazem parte do projeto. Outro item colocado durante a reunião foi a estrutura de quarentena temporária para o processo de adaptação e crescimento das espécies aquáticas.

Viabilizado com recursos originários de empréstimo junto ao Ex-Im Bank, uma instituição financeira de fomento às exportações de empresas dos Estados Unidos, o financiamento pode ser pago entre 10 e 15 anos a partir do funcionamento do Acquário, com juros subsidiados pelo governo norte-americano.