ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
14 de outubro de 2011
Voltar
Relatório de Infraestrutura

Relatório dos investimentos Infraestrutura no Brasil até 2016

Estudo encomendado pela Sobratema aponta: mais de 13 mil obras de grande porte, estimadas em R$ 1,479 trilhão, garantirão o crescimento sustentado e o fortalecimento da cadeia da construção pelos próximos cinco anos

O mercado de construção no Brasil continuará aquecido nos próximos anos, a despeito das crises econômicas nos Estados Unidos e Europa, impulsionado pela estabilidade econômica e política da última década, pelos eventos da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, pelos resultados positivos na exploração das reservas petrolíferas do pré-sal e pela crescente demanda da sociedade por infraestrutura. Isso fará com que olhos e ouvidos no mundo inteiro continuem voltados para o Brasil, na busca de oportunidades de negócios e investimentos. Essa é a principal conclusão do Relatório: Principais Investimentos nas Áreas de Infraestrutura e Industrial Previstos no Brasil até 2016, realizado pelo segundo ano consecutivo, pela Sobratema, em parceria com a empresa de consultoria CriActive Assessoria Comercial.

A nova pesquisa aponta para a existência de 13.000 grandes obras em todo o País (no trabalho anterior foram 9.500 obras), nos setores de: saneamento, geração de energia, transporte e logística, siderurgia, hotelaria, arenas desportivas, petróleo e gás e shoppings centers, entre outros. De acordo com o relatório, tamanho volume de obras envolve investimentos da ordem de R$ 1,479 trilhão.

O levantamento permite uma análise consolidada dos investimentos por região do País. Através dessa análise é possível visualizar o quanto cada estado representa do total de investimento que irá ocorrer no Brasil. Permite ainda uma análise consolidada dos investimentos por setor, e o quanto cada um representa no total de investimento que irá ocorrer no País ou ainda por estado.

Com base no levantamento, por exemplo, é possível afirmar que os estados do Sudeste figuram no topo da lista com o maior volume de investimentos: R$ 835.843.379.612,00. Em seguida vem a região Nordeste, com obras somando R$ 343.787.716.208,00. A região Sul vem em terceiro lugar, com  obras avaliadas em R$ 100.486.000.540,00; seguida da região Norte, com empreendimentos totalizando R$ 88.575.357.495, 00; e o Centro-Oeste (R$ 44.932.212.851,00). Há ainda empreendimentos situados em locais que envolvem mais de uma região. Esses somam i


Estudo encomendado pela Sobratema aponta: mais de 13 mil obras de grande porte, estimadas em R$ 1,479 trilhão, garantirão o crescimento sustentado e o fortalecimento da cadeia da construção pelos próximos cinco anos

O mercado de construção no Brasil continuará aquecido nos próximos anos, a despeito das crises econômicas nos Estados Unidos e Europa, impulsionado pela estabilidade econômica e política da última década, pelos eventos da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, pelos resultados positivos na exploração das reservas petrolíferas do pré-sal e pela crescente demanda da sociedade por infraestrutura. Isso fará com que olhos e ouvidos no mundo inteiro continuem voltados para o Brasil, na busca de oportunidades de negócios e investimentos. Essa é a principal conclusão do Relatório: Principais Investimentos nas Áreas de Infraestrutura e Industrial Previstos no Brasil até 2016, realizado pelo segundo ano consecutivo, pela Sobratema, em parceria com a empresa de consultoria CriActive Assessoria Comercial.

A nova pesquisa aponta para a existência de 13.000 grandes obras em todo o País (no trabalho anterior foram 9.500 obras), nos setores de: saneamento, geração de energia, transporte e logística, siderurgia, hotelaria, arenas desportivas, petróleo e gás e shoppings centers, entre outros. De acordo com o relatório, tamanho volume de obras envolve investimentos da ordem de R$ 1,479 trilhão.

O levantamento permite uma análise consolidada dos investimentos por região do País. Através dessa análise é possível visualizar o quanto cada estado representa do total de investimento que irá ocorrer no Brasil. Permite ainda uma análise consolidada dos investimentos por setor, e o quanto cada um representa no total de investimento que irá ocorrer no País ou ainda por estado.

Com base no levantamento, por exemplo, é possível afirmar que os estados do Sudeste figuram no topo da lista com o maior volume de investimentos: R$ 835.843.379.612,00. Em seguida vem a região Nordeste, com obras somando R$ 343.787.716.208,00. A região Sul vem em terceiro lugar, com  obras avaliadas em R$ 100.486.000.540,00; seguida da região Norte, com empreendimentos totalizando R$ 88.575.357.495, 00; e o Centro-Oeste (R$ 44.932.212.851,00). Há ainda empreendimentos situados em locais que envolvem mais de uma região. Esses somam investimentos da ordem de R$ 66.061.389.161, 00.

O estudo também permite avaliar o peso de cada setor no volume total de investimentos. O de combustíveis, por exemplo, é o responsável pela maior demanda por recursos, com cerca de 300 obras orçadas em R$ 679.485.681.076,00.

Junto à pesquisa vai um ranking das 30 principais obras por setor, levando em consideração o investimento.

Atualização e aprofundamento das informações

“Na verdade, esse relatório é uma atualização do anterior, publicado pela Sobratema em 2010, só que ampliado, com mais profundidade e informações mais detalhadas sobre esse universo da construção. Junto ao levantamento semelhante ao anterior, elaboramos uma descrição detalhada das 50 principais obras de Infraestrutura, contendo informações como tipo da obra, localização, status e valor do investimento. Contém ainda um Raio X dessas obras com Linha do Tempo, suas dimensões, impactos gerados pelo empreendimento, principais gargalos, e um “quem é quem” que permite identificar quem é o contratante ou licitante de cada obra, com os respectivos contatos”, esclarece Cristina della Penna, diretora da CriActive.

A cereja do bolo é uma análise das cidades da Copa e Olimpíadas, com um balanço por cidade, nas diversas frentes: porto, aeroporto, vias, estádios, hotéis e obras urbanas, bem como uma análise da situação da cidade.

Para Paulo Oscar Auler Neto, vice-presidente da Sobratema, transformar o Brasil num imenso canteiro de obras será a resposta certa para superar a ameaça da crise mundial, que poderia nos atingir de forma mais grave. Ele acredita que a reedição da pesquisa, com essas novas características, permitirá o aprofundamento nos aspectos técnicos de cada um dos seguimentos e projetos apresentados, como também visualizar potenciais oportunidades de negócios. “A partir de informações altamente qualificadas, o relatório compõe um cenário bem definido da cadeia da construção no Brasil e aponta as perspectivas de cada um dos segmentos mais relevantes da infraestrutura e das obras”, afirma Paulo Oscar Auler Neto.

Para confeccionar esse cenário retratando o novo ciclo de desenvolvimento do País, envolvendo áreas de negócios tão diversas e tantas oportunidades de investimentos, o estudo optou por segmentar o mercado em 10 setores. São eles:

Combustível: subdividido em obras nas áreas de petróleo, gás, álcool, biocombustível e outros;

Energia: contemplando obras de geração, transmissão, distribuição e outros;

Habitação: envolvendo obras de urbanização e habitação propriamente dito;

Hotel & Resort: com ampla abordagem nas obras do setor hoteleiro;

Indústria: subdividido em obras nas áreas de plantas industriais, galpões, centros de distribuição, frigoríficos e outros;

Infraestrutura Esportiva: com foco em obras de estádios, arenas, parques olímpicos e outros;

Saneamento: subdividido em obras de abastecimento, esgoto, drenagem,

Shopping Center: foram ouvidas as principais redes do setor na busca de informações

Transporte e vias urbanas: englobando obras de rodovias, ferrovias, portos, hidrovias, metrôs, vias urbanas e aeroportos;

Outros: analisando obras de empreendimentos erm diversos setores, como edifícios públicos, hospitais, universidades, penitenciárias, etc.

Para cada setor foi elaborada uma análise geral e um ranking das principais obras. O estudo também permite quantificar o volume de investimentos por região e por tipo de obra, possibilitando análises gerenciais e estratégicas.

A seguir veja em tabelas e gráficos um resumo do que o estudo oferece.

Mais matérias sobre esse tema

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade