ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
Revista M&T - Ed.51 - Agosto 2014
Voltar
Tecnologia na Construção

Grandes formatos em alta resolução

Impressoras da Epson apresentam soluções para impressão com alta resolução em formatos maiores, com ampla aplicação na Engenharia e Arquitetura

Apesar da evolução da tecnologia digital, a área de engenharia e construção ainda requer o uso de impressoras de grandes ou médios formatos, para apoio às suas atividades cotidianas. Por conta disso, as empresas do ramo vêm se esforçando em agregar inovações ou aplicações diferenciadas aos seus equipamentos, acompanhando os saltos da tecnologia na área de transmissão de dados e também de qualidade de imagem. Uma das questões importantes, no entanto, tem sido a aliança entre tecnologia e economia.

A Epson, um dos líderes mundiais em impressão, projeção e imagem digital, está apresentando ao mercado de CAD sua nova linha de impressoras SureColor Série T, T3070, T5070 e T7070, que procuram atender a estas demandas dos profissionais de engenharia e arquitetura. São equipamentos de alto desempenho para a impressão colorida de mapas, documentos, projetos e imagens com linhas finas e precisas.

Aliando alta tecnologia com a maior economia do mercado, a Série T oferece precisão de linha a partir de 0,1% para detalhes microscópicos e textos nítidos, permitindo impressões coloridas de alta qualidade no tamanho A1 em até 25 segundos. O design compacto torna os equipamentos ideais para pequenos espaços.

Com cabeças de impressão fixas e mais resistentes, dispensam as trocas constantes, reduzindo assim os custos de manutenção e o tempo de ociosidade das impressoras, possibilitando uma economia de até 59% no custo de novas cabeças de impressão, segundo a empresa. Graças aos cartuchos de alta capacidade de até 700ml, a Série T garante também um menor custo de impressão por página, proporcionando maior autonomia de trabalho e 30% de economia no custo de tinta por litro.

As impressoras da Série T possuem painel de controle LCD para o acesso rápido de funções importantes e empilhador automático que organiza até 20 impressões em papel comum. Outro diferencial da nova linha é o carregamento frontal tanto de tinta quanto do papel, uma inovação que facilita a utilização do equipamento pelo usuário.

Os equipamentos contam com quatro cores e uma resolução de impressão fotográfica de até 2880 x1440 dpi, além da tecnologia Micro Piezo com pontos de 3,5 picolitros e sistema de tinta com resistência a manchas, água e desbotamento, garantindo maior durabilidade das cores graças às tintas pigmentadas originais Epson UltraChrome XD.

A única diferença en


Apesar da evolução da tecnologia digital, a área de engenharia e construção ainda requer o uso de impressoras de grandes ou médios formatos, para apoio às suas atividades cotidianas. Por conta disso, as empresas do ramo vêm se esforçando em agregar inovações ou aplicações diferenciadas aos seus equipamentos, acompanhando os saltos da tecnologia na área de transmissão de dados e também de qualidade de imagem. Uma das questões importantes, no entanto, tem sido a aliança entre tecnologia e economia.

A Epson, um dos líderes mundiais em impressão, projeção e imagem digital, está apresentando ao mercado de CAD sua nova linha de impressoras SureColor Série T, T3070, T5070 e T7070, que procuram atender a estas demandas dos profissionais de engenharia e arquitetura. São equipamentos de alto desempenho para a impressão colorida de mapas, documentos, projetos e imagens com linhas finas e precisas.

Aliando alta tecnologia com a maior economia do mercado, a Série T oferece precisão de linha a partir de 0,1% para detalhes microscópicos e textos nítidos, permitindo impressões coloridas de alta qualidade no tamanho A1 em até 25 segundos. O design compacto torna os equipamentos ideais para pequenos espaços.

Com cabeças de impressão fixas e mais resistentes, dispensam as trocas constantes, reduzindo assim os custos de manutenção e o tempo de ociosidade das impressoras, possibilitando uma economia de até 59% no custo de novas cabeças de impressão, segundo a empresa. Graças aos cartuchos de alta capacidade de até 700ml, a Série T garante também um menor custo de impressão por página, proporcionando maior autonomia de trabalho e 30% de economia no custo de tinta por litro.

As impressoras da Série T possuem painel de controle LCD para o acesso rápido de funções importantes e empilhador automático que organiza até 20 impressões em papel comum. Outro diferencial da nova linha é o carregamento frontal tanto de tinta quanto do papel, uma inovação que facilita a utilização do equipamento pelo usuário.

Os equipamentos contam com quatro cores e uma resolução de impressão fotográfica de até 2880 x1440 dpi, além da tecnologia Micro Piezo com pontos de 3,5 picolitros e sistema de tinta com resistência a manchas, água e desbotamento, garantindo maior durabilidade das cores graças às tintas pigmentadas originais Epson UltraChrome XD.

A única diferença entre os modelos T3070, T5070, T7070 é o tamanho da boca de impressão, respectivamente 24, 36 e 44 polegadas. A unidade de LFP’s tem grande representatividade para a Epson em todo o mercado latino americano, crescendo mais de 40% por ano e representando atualmente 10% do faturamento da empresa no Brasil.

Sistema tanque de tinta é inovação exclusiva

Já as novas impressoras Epson L1300 A3+ e Epson L1800 A3+, são os primeiros modelos desse tipo de impressora com a tecnologia Tanque de Tinta. Elas foram desenvolvidas para atender a escritórios e pequenas e médias empresas, que buscam a versatilidade de uso de papéis até o tamanho A3+, além de impressão colorida aliada à economia proporcionada pela tecnologia Tanque de Tinta. A Epson L1300 foi especialmente desenhada para os profissionais que  lidam com a impressão de imagens. Ela possui duas cabeças de impressão em preto, oferecendo boa velocidade de impressão e maior autonomia. Utiliza duas garrafas de tinta preta e três coloridas, kit que permite imprimir até 5.700 páginas coloridas A4, a um custo menor que uma impressão a laser colorida.

A Epson do Brasil é subsidiária do grupo japonês Seiko-Epson Corporation, líder mundial em produtos de imagem e alta precisão. O grupo possui mais de 75 mil colaboradores em 97 empresas localizadas em todo o mundo. Por conta de suas tecnologias proprietárias, mundialmente, está entre as 10 companhias que mais registram patentes. No Brasil, a Epson iniciou suas operações em 1984 e em 1997 inaugurou sua fábrica em Barueri (Grande São Paulo), ocupando uma área de 19 mil m², certificada internacionalmente pela ISO 14001.

HP tem linha completa de impressora de grandes formatos

A HP aposta da oferta de uma extensa linha de impressoras de grandes formatos, que vai do modelo mais compacto ao multifuncional (impressora, copiadora e scanner). Dentre os modelos ofertados estão a HP Designjet T120, T520, T920, T1500, T2500, entre outros, que se destacaram no mercado por oferecerem diferentes tipos de serviços dos profissionais do setor.

As impressoras Designjet trouxeram maiores velocidades de impressão e tintas UV resistentes à luz solar, permitindo que os fornecedores de serviços de impressão e os designers gráficos criassem aplicações para uso interno e externo.  Em 2010, com o aumento da mobilidade e da globalização, a HP lançou a primeira geração de ePrinters Designjet com recursos de conexão via Web – e a primeira ePrinter multifuncional para grandes formatos que oferecia recursos de cópia, digitalização e impressão em um único dispositivo.

Segundo Norbert Otten, gerente de Produtos de Impressoras Grandes Formatos da HP Brasil, as tendências para o futuro indicam que o papel continuará sendo usado em apoio ao sistema digital, e que se intensificarão as  operações com uso de aplicativos que permitam a transmissão por meio da comunicação nas nuvens.

Ele lembra que essa evolução começou no final dos anos 1970, com o primeiro plotter de caneta da HP, e agora a linguagem gráfica HP GL tornou-se o padrão do setor. “No início dos anos 90, a HP inventou a tecnologia a jato de tinta que foi implantada em impressoras Designjet – tornando a impressão de grandes formatos em preto e branco fácil, rápida e acessível”.

Nessa mesma década, as impressoras HP Designjet introduziram cores, maiores velocidades de impressão e capacidade de imprimir imagens em alta resolução e complexos arquivos em grandes formatos, ajudando a retratar informações em desenhos arquitetônicos de uma maneira mais confiável.

Atualmente as impressoras Designjet trouxeram maiores velocidades de impressão e tintas UV resistentes à luz solar, permitindo que os fornecedores de serviços de impressão e os designers gráficos criassem aplicações para uso interno e externo. “Os fotógrafos também adotaram a impressão de grandes formatos da HP para substituir o haleto de prata, demonstrando que as impressoras HP Designjet oferecem qualidade de imagens superior, com impressões que vão durar décadas”.

Em 2010, com o aumento da mobilidade e da globalização, a HP lançou a primeira geração de ePrinters Designjet com recursos de conexão via Web – e a primeira ePrinter multifuncional para grandes formatos que oferecia recursos de cópia, digitalização e impressão em um único dispositivo. Com o HP Designjet ePrint & Share, os profissionais podem acessar, visualizar e imprimir projetos onde quer que estejam. “A HP Designjet está olhando para o futuro – aproveitando a comunicação por nuvem para encontrar novas formas de ajudar os profissionais de design a realizar seus trabalhos de maneira mais eficaz, em um mundo que está se tornando mais digital, mais móvel e mais social a cada dia... mas onde o papel continua sendo a espinha dorsal de seus fluxos de trabalho”, destaca Otten.

Robtec aposta na impressão 3D

A Robtec, especializada em prototipagem, está apostando na popularização das impressoras 3D, para uma diversa gama de aplicações residenciais ou profissionais. Dentre os produtos oferecidos pela empresa está o modelo Cube, impressora 3D para uso pessoal mais popular do mundo, que chegou ao Brasil no ano passado e está atraindo cada vez mais a atenção dos aficionados em tecnologia. O Sense, escâner óptico 3D para uso pessoal, lançado no país neste ano, e permite a geração da imagem de um objeto, sem a necessidade de conhecimentos sobre softwares de design.

Já para a indústria, a empresa leva à feira o ATOS Core, digitalizador óptico mais avançado do mercado, produzido pela alemã GOM e comercializado com exclusividade pela Robtec no Brasil. O equipamento é especializado em extrair medidas em 3D de peças de pequeno e médio porte, como machos cerâmicos, peças fundidas ou plásticas, e constitui a base para uma gama diversificada de tarefas – de digitalização 3D simples a processos totalmente automatizados de medição e inspeção. “Nos últimos anos, a Robtec teve um crescimento considerável na região Sul, e nosso objetivo é continuar apresentando novidades a empresas e consumidores de todo o país. São novas tecnologias em impressão 3D, prototipagem rápida e digitalização óptica, que vêm revolucionando tanto o uso doméstico quanto o setor industrial que utiliza esses serviços”, comenta o diretor geral da Robtec no Brasil, Luiz Fernando Dompieri.

Fundada em 1994, a Robtec é pioneira na introdução das tecnologias de prototipagem rápida no Brasil e em toda América Latina. Também atua nas áreas de impressão 3D e digitalização óptica, e conta com os equipamentos mais modernos do mundo para essas atividades. Em abril de 2014, a empresa foi adquirida 3D Systems, companhia norte-americana líder mundial em soluções para impressão 3D. A empresa foi adquirida pela A 3D Systems, em abril, a compra da Robtec, maior distribuidora autorizada dos produtos da 3D Systems na América Latina. Com o acordo, 70% das ações da Robtec passaram a pertencer à companhia norte-americana, enquanto os outros 30% serão repassados daqui a cinco anos.

 

 

Mais matérias sobre esse tema

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade