FECHAR
FECHAR
06 de dezembro de 2018
Voltar

Pesquisa e Desenvolvimento

GRUPO RIO VERDE CONSTRÓI PRIMEIRA PLANTA FARMACÊUTICA PRIVADA DO NORDESTE

Com um investimento de R$ 500 milhões, Aché Laboratórios Farmacêuticos vai impulsionar plataforma de exportação de produtos e a importação de matérias-primas
Fonte: Assessoria de Imprensa

Não é só do turismo que vive a economia do Nordeste. Obras de grande complexidade e parques industriais de alta tecnologia também têm se instalado em estados como Pernambuco e mudado o panorama de negócios. Somente nesta região, o Grupo Rio Verde nos últimos anos participou de vários empreendimentos, sendo eleito durante dois anos consecutivos o maior grupo construtor da Região Nordeste, na categoria industrial, segundo ranking da ITC (Informações Técnicas da Construção).

O atual desafio é construir uma nova planta para o Aché Laboratórios Farmacêuticos, num terreno de 250 mil m² com aproximadamente 100 mil m² de área construída, localizado na rodovia PE-09, próxima ao Complexo Industrial Portuário de Suape, em Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife (RMR). Além disso, a empresa fará a instalação eletromecânica na fábrica, fornecendo os equipamentos e redes de distribuição de utilidades. Para Daniel Peres, diretor do Grupo Rio Verde, o projeto consolida a construtora como referência no segmento industrial farmacêutico. “Trata-se do maior investimento do setor contratado no país em 2018, o que mostra a nossa força e capacidade técnica de engenharia, aplicando soluções criativas, tecnológicas e viáveis ao desenvolvimento da obra”, garante.

A nova planta receberá um investimento total de R$ 500 milhões e deve gerar 500 oportunidades de trabalho diretas e 2500 indiretas, quando a fábrica começar a operar totalmente. O projeto será entregue em duas fases. A primeira delas será uma área dedicada para embalagem de medicamentos sólidos e o centro de distribuição, os quais serão inaugurados em 2019. Já a segunda fase, que abrange também a fabricação dos medicamentos, está prevista para 2021.

“As obras estão avançadas, já em fase de construção da estrutura. Dentre os diferenciais da planta, destaca-se a alta tecnologia e a modernidade do empreendimento, que já nasce totalmente sustentável, dentro dos conceitos de manufatura classe mundial. Ou seja, com um sistema de gestão integrado que visa a eliminação de perdas, redução de custos e promove ganhos de eficiência operacional”, explica Márcio Freitas, diretor Industrial do Aché.

O Aché Laboratórios Farmacêuticos deverá dobrar sua escala no país, com a produção de 350 milhões de unidades de medicamentos por ano na fábrica de Pernambuco. Inicialmente, os produtos serão trazidos de Guarulhos (SP) em granel (comprimidos e capsulas) para o complexo fabril de Pernambucano, onde serão embalados e distribuídos para as regiões Norte e Nordeste. Após a finalização do projeto, em 2021, os medicamentos sólidos também serão fabricados em Suape.

Produção editorial: Revista Grandes Construções – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral