07 de maio de 2020
Voltar

CENÁRIO

Os desafios na execução de obras em tempos de Coronavírus

Para os especialistas, a pandemia será um divisor de águas e contribuiu para a antecipação do futuro em muitas atividades, em um curto espaço de tempo
Fonte: Redação M&T

Para falar sobre os desafios na execução de obras durante a pandemia da Covid-19, o Portal AECweb realizou um encontro virtual com profissionais de construtoras e incorporadoras com o objetivo de fazer uma análise de como o setor está lidando com esse novo cenário.

Segundo Jorge Batlouni Neto, fundador e superintendente da Tecnum Construtora, essa é uma situação nova, que ninguém esperava ou estava preparado para efetuar mudanças em tão pouco tempo.

“Estamos passando por algo inédito, sem um prazo especifico de término, por isso, as decisões tomadas são mudadas a medida que a pandemia diminui ou aumenta. É tudo um aprendizado”, explica.

Entre as principais medidas tomadas, comenta Hugo Marques Rosa, fundador e CEO da Método Engenharia, são as adaptações nos canteiros de obra, com o monitoramento da saúde do trabalhadores, medindo a temperatura antes de entrada no local de trabalho, medidas para garantir a distância entre eles, higienização dos equipamentos, uso de máscaras, e álcool em gel espalhados pelo canteiro de obras.

“O fundamental é a comunicação e a orientação para que o cuidado que eles têm no trabalho possa ser o mesmo em casa”, afirma.

Para Milton Meyer Filho, sóc...


Para falar sobre os desafios na execução de obras durante a pandemia da Covid-19, o Portal AECweb realizou um encontro virtual com profissionais de construtoras e incorporadoras com o objetivo de fazer uma análise de como o setor está lidando com esse novo cenário.

Segundo Jorge Batlouni Neto, fundador e superintendente da Tecnum Construtora, essa é uma situação nova, que ninguém esperava ou estava preparado para efetuar mudanças em tão pouco tempo.

“Estamos passando por algo inédito, sem um prazo especifico de término, por isso, as decisões tomadas são mudadas a medida que a pandemia diminui ou aumenta. É tudo um aprendizado”, explica.

Entre as principais medidas tomadas, comenta Hugo Marques Rosa, fundador e CEO da Método Engenharia, são as adaptações nos canteiros de obra, com o monitoramento da saúde do trabalhadores, medindo a temperatura antes de entrada no local de trabalho, medidas para garantir a distância entre eles, higienização dos equipamentos, uso de máscaras, e álcool em gel espalhados pelo canteiro de obras.

“O fundamental é a comunicação e a orientação para que o cuidado que eles têm no trabalho possa ser o mesmo em casa”, afirma.

Para Milton Meyer Filho, sócio e vice-presidente da MPD Engenharia, uma das principais lições desse momento enfrentado é a necessidade em entender a importância da empresa funcionar como um organismo unido, estreitando o relacionamento com os funcionários, assim como com a cadeia de fornecedores, para garantir o funcionamento das obras.

“Buscamos alimentar com muita informação esses fornecedores, de continuidade das obras, que no nosso caso, tiveram um aqueda de volume apenas entre 10% e 15%”, diz. “

Segundo Batlouni, esse momento é importante para mostrar que a construção civil é uma atividade essencial, e que ela continua trabalhando durante a pandemia, mas, de forma segura, tanto para a saúde dos funcionários quanto para o seu entrono, além de ser importante para a economia do país.

“A construção civil representa grande parte do PIB no Brasil”, afirma.

Outro ponto abordado durante a reunião foi sobre a relevância da tecnologia nas obras, em todo seu aspecto.

Para Meyer Filho, as empresas, após essa pandemia, terão mesmo que ser digitais, em todos os processos.

“Grande parte das nossas atividades já são digitais, mas, temos muitos dados que estão subutilizados, será preciso torná-los acessíveis e úteis”, comenta.

A tecnologia é essencial até mesmo para a segurança dos trabalhadores tanto nesse período de pandemia, quanto nos momentos de atividades cotidianas.

“Além de realizar a medição de escavação de terra, por meio de fotos 3D do terreno, os drones podem mostrar a distância real entre os trabalhadores, garantindo a saúde física deles”, diz o executivo.

Para finalizar, Joe Yaqub Khzouz, fundador e CEO da BKO, afirma que pandemia fará quebrar vários paradigmas.

“A Covid-19 fez com que antecipássemos o futuro em um curto espaço de tempo.”