FECHAR
FECHAR
13 de junho de 2019
Voltar

SEGURANÇA / Engenheiros querem manutenção como prioridade

“Os planos de investimentos em substituição programada de ativos e em melhoria da segurança das operações são abandonados ou postergados indefinidamente”, afirma.

“Tal cenário acelera a ocorrência de acidentes de todo tipo pela ausência de informações sobre o estado real das estruturas e edificações, pelas verbas inadequadas para reparos e substituições e pela falta de inteligência tecnológica própria, que se antecipe e evite situações críticas, pois as equipes de engenharia foram levadas ao mínimo dos mínimos e estão sobrecarregadas exclusivamente na supervisão da produção imediata”, aponta Pinheiro.

Desfazer a armadilha gerada por esse processo, indica o “Cresce Brasil”, passa necessariamente pela recuperação do planejamento e pelo destravamento do gasto público, medidas consideradas decisivas e estratégicas.

O “Cresce Brasil”

Em 2006, FNEe seus sindicatos filiados lançaram o projeto "Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento", como contribuição a um plano nacional de desenvolvimento.

O debate percorreu as cinco regiões do Brasil, em 14 seminários sobre os temas considerados cruciais (energia, saneamento, recursos hídricos e meio ambiente, transportes, comunicações, ciência e tecnologia e agricultura), recebendo colaborações de milhares de profissionais.

Por ocasião doVI Congresso Nacional dos Engenheiros (Conse), foi lançado o manifesto com o conjunto das propostas da categoria para a implementação de um projeto sustentável de expansão econômica.

“A partir dessa largada, oCresce Brasiltornou-se importante instrumento de mobilização dos engenheiros em prol do desenvolvimento nacional e vem sendo constantemente atualizado e aprimorado”, finaliza.