FECHAR
14 de outubro de 2010
Voltar
Shopping

Shopping Metropolitano fará parte da expansão da Barra da Tijuca

O Shopping Metropolitano será inaugurado em outubro de 2012 na Barra da Tijuca, um dos bairros mais valorizados do Rio de Janeiro. O empreendimento é desenvolvido em conjunto pelas empresas Carvalho Hosken, RJZ Cyrela e Cyrela Commercial Properties (CCP) e tem em vista o aquecimento econômico que virá com os grandes eventos esportivos no Brasil: a Copa do Mundo, em 2014 e as Olimpíadas, em 2016. Para este último, no bairro serão instaladas a vila olímpica e as instalações para a mídia do mundo inteiro. Estima-se que a Barra da Tijuca abrigará cerca de 17.500 atletas e mais de 16 mil profissionais de mídia em 2016.

O empreendimento está no Centro Metropolitano, local planejado inicialmente pelo urbanista Lucio Costa, no final da década de 1960, para ser uma área de desenvolvimento urbano controlado, pertencente à Baixada de Jacarepaguá. Atualmente, a região configura-se como um polo de expansão da Barra da Tijuca. Pensando nisso, foi criado o seguinte slogan para divulgação do futuro centro comercial: “O shopping que chega com a evolução da Barra”. A população dessa área chega a 840 mil habitantes e existe a expectativa de que ultrapasse o número de habitantes de Ipanema e do Leblon nos próximos anos.

Com projeto arquitetônico de Paulo Baruki, o shopping ocupará um terreno de 78 mil m2, com área bruta locável de 45 mil m2. Nesta primeira fase estão previstos dois pisos para 230 lojas, seis âncoras, sete megalojas, praça de alimentação, cinco restaurantes com vista panorâmica e oito salas de cinema de última geração. O estacionamento terá 2700 vagas, das quais 1900 são cobertas. Algumas lojas que confirmaram espaço no shopping são a Ponto Frio, Renner, Riachuelo, Marisa e Ri Happy. Pela localização, além do público da Barra da Tijuca, o novo shopping também atrairá moradores do Recreio dos Bandeirantes, de Jacarepaguá e arredores.

A CCP possui um portifólio de 200 mil m2 de área locável e mais 225 mil m² em desenvolvimento. No segmento de shopping centers possui participação em três empreendimentos, todos incorporados e administrados pela empresa. Além do futuro shopping metropolitano, fazem parte da lista o Shopping D, no bairro do Canindé, na capital paulista, e o Grand Plaza Shopping, no bairro Jardim, em Santo André, SP. Esses dois últimos estão em funcionamento e somam área bruta de 40 mil m2 para locação.

A construtora Carvalho Hosken dedicou me


O Shopping Metropolitano será inaugurado em outubro de 2012 na Barra da Tijuca, um dos bairros mais valorizados do Rio de Janeiro. O empreendimento é desenvolvido em conjunto pelas empresas Carvalho Hosken, RJZ Cyrela e Cyrela Commercial Properties (CCP) e tem em vista o aquecimento econômico que virá com os grandes eventos esportivos no Brasil: a Copa do Mundo, em 2014 e as Olimpíadas, em 2016. Para este último, no bairro serão instaladas a vila olímpica e as instalações para a mídia do mundo inteiro. Estima-se que a Barra da Tijuca abrigará cerca de 17.500 atletas e mais de 16 mil profissionais de mídia em 2016.

O empreendimento está no Centro Metropolitano, local planejado inicialmente pelo urbanista Lucio Costa, no final da década de 1960, para ser uma área de desenvolvimento urbano controlado, pertencente à Baixada de Jacarepaguá. Atualmente, a região configura-se como um polo de expansão da Barra da Tijuca. Pensando nisso, foi criado o seguinte slogan para divulgação do futuro centro comercial: “O shopping que chega com a evolução da Barra”. A população dessa área chega a 840 mil habitantes e existe a expectativa de que ultrapasse o número de habitantes de Ipanema e do Leblon nos próximos anos.

Com projeto arquitetônico de Paulo Baruki, o shopping ocupará um terreno de 78 mil m2, com área bruta locável de 45 mil m2. Nesta primeira fase estão previstos dois pisos para 230 lojas, seis âncoras, sete megalojas, praça de alimentação, cinco restaurantes com vista panorâmica e oito salas de cinema de última geração. O estacionamento terá 2700 vagas, das quais 1900 são cobertas. Algumas lojas que confirmaram espaço no shopping são a Ponto Frio, Renner, Riachuelo, Marisa e Ri Happy. Pela localização, além do público da Barra da Tijuca, o novo shopping também atrairá moradores do Recreio dos Bandeirantes, de Jacarepaguá e arredores.

A CCP possui um portifólio de 200 mil m2 de área locável e mais 225 mil m² em desenvolvimento. No segmento de shopping centers possui participação em três empreendimentos, todos incorporados e administrados pela empresa. Além do futuro shopping metropolitano, fazem parte da lista o Shopping D, no bairro do Canindé, na capital paulista, e o Grand Plaza Shopping, no bairro Jardim, em Santo André, SP. Esses dois últimos estão em funcionamento e somam área bruta de 40 mil m2 para locação.

A construtora Carvalho Hosken dedicou metade de seus 60 anos em empreendimentos na Barra da Tijuca. Em parceria com a RJZ Cyrela, a empresa foi a responsável pelo paisagismo na avenida Abelardo Bueno para os Jogos Panamericanos de 2007. A avenida é uma das principais do bairro e ficou conhecida como o Boulevard do Pan.