FECHAR
FECHAR
11 de setembro de 2014
Voltar
Planejamento & Gestão

Construção enxuta

Encontro realizado em São Paulo promove discussão sobre inovação no setor a partir de conceitos de excelência operacional nascidos na indústria automobilística

Lean Construction ou Construção Enxuta é um termo adotado para designar a aplicação dos conceitos e princípios do Lean Production (Produção Enxuta), na construção civil. Não se trata de uma grande novidade. Na verdade, os conceitos de produção enxuta surgiram na década de 50, no setor da indústria automobilística, quando se fez necessário gerenciar a produção a partir de novos paradigmas e ideias simples e inovadoras, para aumentar a eficiência e eliminar desperdícios.

Mesmo não sendo uma grande novidade, a “Filosofia Lean” encontrou no setor da construção, no Brasil, o terreno fértil para a sua difusão, conquistando grande número de adeptos. Isso ficou comprovado durante o 1º Summit Internacional de Excelência Operacional & Lean Construction, promovido em 7 de agosto, em São Paulo (SP), pelo o Instituto for Operacional Excelente Brasil (IOpEx Brasil). O evento reuniu 60 participantes, de 27 empresas, entre os quais, executivos de primeiro escalão das principais construtoras do Brasil, além de estudiosos internacionais do assunto.

Em 11 horas de encontro foram realizadas duas palestras internacionais, uma palestra nacional e a apresentação de quatro casos de sucesso, desenvolvidos no Brasil pelo IOpEX, em parceria com duas grandes construtoras do País: Andrade Gutierrez e Carioca Christiani Nielsen Engenharia.

A palestra de abertura – Excelência Operacional & Lean Construction em Grandes Obras – foi proferida por Jevandro Barros, Diretor Geral do IOpEx Brasil, que falou sobre os princípios da Lean Construction, seu poder de inovação e sua aplicabilidade. Durante a apresentação, foi possível perceber que o principal objetivo da filosofia Lean é agregar valor à atividade da construção, tendo em vista a satisfação do cliente (interno e externo) e a eficiência da produção, por meio da diminuição dos desperdícios e retrabalhos, transparência nos processos, redução de custos, simplificação das atividades, maior qualidade e fluxo contínuo de produção.

Para dar uma visão do cenário internacional do setor, a organização do evento programou as palestraras de Gregory Howell cofundador e ex-presidente do “Lean Construction Instituto” dos Estados Unidos; e de Roland Springer, Diretor Geral do Institut für Innovation und Management da Alemanha.

Os cases de Excelência Operacional & Lean Construction, levados aos participantes do encontro, foram apresentados por responsáveis por três grandes obras de engenharia que resultaram grandes desafios em diferentes frentes. O engenheiro José Grajeda, Superintendente Nordeste da Andrade Gutierrez, falou da experiência nas obras da Arena da Amazônia, em Manaus.  Gustavo Maschietto, da Carioca Christiani Nielsen Engenharia, que foi gerente de contrato da construção e montagem do Terminal de Regaseificação de GNL em Salvador (BA), para a Petrobras (TRBA) levou a experiência bem sucedida a partir da adoção os conceitos lean nas obras.