FECHAR
07 de outubro de 2014
Voltar
Matéria de Capa - Rodovias

Concessionárias rodoviárias

Autopista Fernão Dias

Grupo: Arteris S.A.

Principal obra em execução:

- Implantação do Trevo em Desnível - Parcial - km 506+600 - São Joaquim de Bicas/MG – Investimento: 14,5 milhões

- Implantação do Trevo em Desnível – Completo - km 494+040 – Betim/MG – Investimento: 25,4 milhões

- Execução de Terceira Faixa - km 919+490 ao km 923+150 – Pista Norte - 3,660 km

Investimento: 7,5 milhões

Tanto a obra do Trevo do km 506+600 quanto a do 494+040, possuem escopos de serviços similares, tratam-se de obras de implantação de trevo, com alças, em pista dupla. Estão previstos trabalhos de terraplenagem, pavimentação, drenagem sinalização e O.A.E, que têm como objetivo melhorar a trafegabilidade na rodovia e visando aumentar a segurança no local.

Já a 3ª Faixa é uma obra de ampliação da capacidade da Rodovia, com a implantação de mais uma faixa de rolamento. Serão implantados dispositivos de drenagens em pontos descontínuos, além de execução da sinalização horizontal e vertical.

Principais obras entregues em 2014:

- Complementação da obra do DNIT – Passagem inferior no km 25+800, que dá acesso ao bairro Esmeralda em Atibaia/SP .

Investimento: 3,0 milhões

A obra se trata da implantação de sistema de interseção em dois níveis, com alças de acessos pelas pistas sul e norte, respectivamente à cidade de Bragança Paulista e ao distrito de Esmeralda, observando os requisitos de Norma de Projetos Geométricos do DNIT.

- Complementação da obra do DNIT – Passagem inferior no km 32+850 em Atibaia/SP

Investimento: 4,2 milhões

A obra se trata da implantação de sistema de interseção em dois níveis, com alças de acessos pelas pistas sul e norte, respectivamente ao bairro de São Sebastião em Atibaia, observando os requisitos de Norma de Projetos Geométricos do DNIT.

- Execução de Terceiras Faixas

km 503+860 ao km 506+210 – Pista Norte – 2,350 km – Investimento: 4,2 milhões

km 539+500 ao km 541+770 – Pista Sul – 2,270 km - Investimento: 4,0 milhões

km 620+680 ao km 622+430 - Pista Sul - 1,750 km – Investimento: 3,6 milhões

km 878+540 ao km 880+275 - Pista Sul - 1,735 km – Investimento: 3,0 milhões

Estas obras têm como característica, a adição (alargamento) de faixas de aceleração pavimentada em função do grande volume de trafego de veículos.

- Execução de Ruas


Autopista Fernão Dias

Grupo: Arteris S.A.

Principal obra em execução:

- Implantação do Trevo em Desnível - Parcial - km 506+600 - São Joaquim de Bicas/MG – Investimento: 14,5 milhões

- Implantação do Trevo em Desnível – Completo - km 494+040 – Betim/MG – Investimento: 25,4 milhões

- Execução de Terceira Faixa - km 919+490 ao km 923+150 – Pista Norte - 3,660 km

Investimento: 7,5 milhões

Tanto a obra do Trevo do km 506+600 quanto a do 494+040, possuem escopos de serviços similares, tratam-se de obras de implantação de trevo, com alças, em pista dupla. Estão previstos trabalhos de terraplenagem, pavimentação, drenagem sinalização e O.A.E, que têm como objetivo melhorar a trafegabilidade na rodovia e visando aumentar a segurança no local.

Já a 3ª Faixa é uma obra de ampliação da capacidade da Rodovia, com a implantação de mais uma faixa de rolamento. Serão implantados dispositivos de drenagens em pontos descontínuos, além de execução da sinalização horizontal e vertical.

Principais obras entregues em 2014:

- Complementação da obra do DNIT – Passagem inferior no km 25+800, que dá acesso ao bairro Esmeralda em Atibaia/SP .

Investimento: 3,0 milhões

A obra se trata da implantação de sistema de interseção em dois níveis, com alças de acessos pelas pistas sul e norte, respectivamente à cidade de Bragança Paulista e ao distrito de Esmeralda, observando os requisitos de Norma de Projetos Geométricos do DNIT.

- Complementação da obra do DNIT – Passagem inferior no km 32+850 em Atibaia/SP

Investimento: 4,2 milhões

A obra se trata da implantação de sistema de interseção em dois níveis, com alças de acessos pelas pistas sul e norte, respectivamente ao bairro de São Sebastião em Atibaia, observando os requisitos de Norma de Projetos Geométricos do DNIT.

- Execução de Terceiras Faixas

km 503+860 ao km 506+210 – Pista Norte – 2,350 km – Investimento: 4,2 milhões

km 539+500 ao km 541+770 – Pista Sul – 2,270 km - Investimento: 4,0 milhões

km 620+680 ao km 622+430 - Pista Sul - 1,750 km – Investimento: 3,6 milhões

km 878+540 ao km 880+275 - Pista Sul - 1,735 km – Investimento: 3,0 milhões

Estas obras têm como característica, a adição (alargamento) de faixas de aceleração pavimentada em função do grande volume de trafego de veículos.

- Execução de Ruas Laterais

km 504+640 ao km 506+340 – Pista Norte – 1,700 km – Investimento: 1,9 milhões

km 588+600 ao km 590+400 – Pista Norte – 1,800 km – Investimento: 3,1 milhões

Estas obras têm como finalidade o aprimoramento e ampliação de capacidade das vias existentes para facilitar o tráfego e dividir o fluxo de veículos.

Principal projeto para 2015:

Além dos trevos nos km 506+600 e km 494+040, com conclusão prevista para 2015, a Concessionária está realizando obras de ampliação de capacidade, as terceiras faixas, nos seguintes quilômetros:

- km 477+200 ao km 490+000 – Pistas Norte e Sul;

- km 513+900 ao km 521+155 – Pista Sul;

- km 520+200 ao km 525+200 – Pista Norte;

- km 555+710 ao km 561+398 – Pista Norte;

- km 41+000 ao km 49+000 – Pistas Norte e Sul.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

30% de recursos próprios e 70% financiamento (BNDES)

Autopista Fluminense

Grupo: Arteris S.A.

Principal obra em execução:

Duplicação da BR-101

Investimento: cerca de R$800 milhões

A duplicação de 176,6 quilômetros da BR-101/RJ, entre Rio Bonito e Campos dos Goytacazes, é a maior obra do contrato de concessão assinado entre a Autopista Fluminense e o Governo Federal. A obra vai proporcionar um acesso com mais segurança e fluidez aos usuários a uma região de polos turísticos importantes, como a Região dos Lagos, Serrana, Norte Fluminense e as praias do sul capixaba. Sob o ponto de vista econômico, a BR-101 será uma importante artéria para o desenvolvimento e o escoamento da produção de importantes investimentos em andamento da região norte da costa litorânea do Estado do Rio de Janeiro e suas bacias petrolíferas.

Ao todo, serão construídos 27 trevos em desnível (viadutos) e retornos, que vão proporcionar mais segurança nos acessos às cidades, possibilitando todos os deslocamentos para entrar e sair da BR-101, além de permitir manobras de retorno com mais segurança, evitando o cruzamento de veículos na pista.

Ampliação da Avenida do Contorno (Niterói) Investimento: R$65 milhões

Iniciadas em fevereiro de 2013, após a emissão das licenças ambientais e liberações necessárias, as obras de ampliação da capacidade da Av. do Contorno são realizadas por empresas contratadas pela Autopista Fluminense e contam com cerca de 120 profissionais em atuação, sendo que a mão de obra das comunidades da região é priorizada. As pistas da rodovia estão sendo ampliadas e passarão de duas para quatro faixas de rolamento. As melhorias serão sentidas pelos usuários após a conclusão das obras, prevista para fevereiro de 2015. Com 2,2 quilômetros de extensão, a Avenida do Contorno recebe o fluxo de veículos proveniente das cidades de Niterói, Rio de Janeiro e outras da região metropolitana com destino à rodovia Niterói–Manilha e às regiões de São Gonçalo e Itaboraí.

Principais obra entregue em 2014

A Autopista Fluminense liberou, no mês de julho, mais 13 quilômetros de duplicação da BR-101/RJ Norte, entre o km 105 e o km 118, na região de Campos dos Goytacazes. Este foi o segundo trecho entregue pela concessionária neste ano, totalizando 33 quilômetros de pistas duplicadas na BR-101 RJ, entre as cidades de Campos dos Goytacazes e Macaé. Outros 20 quilômetros foram entregues no mês de Janeiro pela concessionária, na região entre Conceição de Macabu e Macaé. Para esse segmento de duplicação da BR-101 RJ/Norte, entre Campos dos Goytacazes (km 84) a Macaé (km 144) estão previstos investimentos de cerca de R$200 milhões.

Principal projeto para 2015:

A concessionária tem como meta liberar mais 25 quilômetros de duplicação até o final de 2014, sendo 10 quilômetros em Campos dos Goytacazes e outros 15 entre as regiões de Casimiro de Abreu e Silva Jardim. As localidades serão informadas conforme o andamento dos trabalhos. Desta forma, a concessionária planeja fechar este ano com um total de 58 quilômetros de obras entregues. Já foram entregues 33 quilômetros, sendo 13 entre as cidades de Campos de Goytacazes e Macaé, no último dia 16, e outros 20 entre Conceição de Macabu e Macaé, em janeiro de 2014. Atualmente, a Autopista Fluminense mantém frentes de obras em mais de 70 quilômetros da rodovia.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

R$ 105.777.939,91 de recursos próprios e R$ 123.799.841,00 de financiamento (BNDES)

Autopista Litoral Sul

Grupo: Arteris S.A.

Principal obra em execução:

Contorno Rodoviário de Florianópolis

Objetivo: Ser opção para veículos que viajam em longa distância trafegar sem passar pelo trânsito vicinal da Grande Florianópolis.

50 quilômetros de pista dupla

Início no Km 177 (no Vale do Rio Inferninho)

Término no Km 220 (próximo à ponte do Rio Aririú)

6 trevos

22 passagens em desnível

3 viadutos

12 pontes

Investimento: neste primeiro trecho (trecho intermediário que obteve licença): R$ 77 milhões.

Principais obras entregues em 2014:

Rua Lateral - Objetivo: Melhor trafegabilidade do usuário

- São José dos Pinhais/PR - 11,859 km

- Tijucas do Sul/PR - 0,638 km

- Joinville/SC - 4,323 km

- Barra Velha/SC - 1,327 Km

- Navegantes/SC - 2,291 km

- Itajaí/SC - 4,760 km

- Balneário Camboriú/SC - 2,747 km

- Itapema/SC - 1,794 km

- Gov. Celso Ramos/SC - 2,460 km

Total de Ruas Laterais - 32,199 km

Reforma e Reforço da Ponte – Objetivo: Segurança ao usuário

- 04 unid - Garuva

- 01 unid - Joinville

- 01 unid - Piçarras

- 01 unid - Governador Celso Ramos

Terceira Faixa – Objetivo: Melhor trafegabilidade e segurança

- Curitiba/PR - 2,110 km

- Piraquara/PR - 4,300 km

- São José dos Pinhais/PR - 13,545 km

- Tijucas do Sul/PR - 5,600 km

- Guaratuba/PR - 0,980 km

- Joinville/SC - 0,650 Km

- Itapema/SC - 0,770 Km

Total Terceira Faixa: 27,955 km

Passarela de Pedestre – Objetivo: Segurança dos usuários e comunidades lindeiras

01 unid - Gov. Celso Ramos/SC;

01 unid - Itajai/SC;

01 unid - Biguaçu/SC;

01 unid - Implantação de Praça de Pedágio no Km 243+600; Objetivo: Remanejar a Praça de Pedágio que antes ficava no Km 220 por atendimento à ANTT.

01 unid - Substituição / Implantação do Posto da Policia Rodoviária Federal (Alto da Serra) ;Objetivo: Oferecer maior qualidade na fiscalização da PRF. O posto anterior atendia somente a pista Norte, já a atual atende ambas. É equipada com cobertura para chuva, rampa para fiscalização da parte inferior dos veículos e plataforma para fiscalização da parte superior. O local apresenta grande índice pluviométrico, portanto necessitava de melhor estrutura e equipamentos adequados.

Implantação da infraestrutura de fibra ótica- novo trecho entre o km 220 ao km 244,700. Objetivo: Foi instalada a fibra ótica para operar câmeras, painéis de mensagens na rodovia e equipamentos que informam as condições metereológicas aos usuários.

Principal projeto para 2015:

Contorno de Florianópolis (Km 177 ao Km 220).

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

47,53% de recursos próprios e 52,47% financiados (BNDES)

CCR ViaOeste

Principal obra em execução:

Implantação de vias Marginais entre o km 92+000 e o km 106+000 - ambos os sentidos da Rodovia Raposos Tavares, município de Sorocaba.

Esta obra visa contribuir para a melhoria das condições de fluidez e de segurança dos usuários da rodovia.

Principais obras entregues em 2014:

3ª Intervenção de recapeamento entre o km 92+000 e o km 115+500 Pistas Leste e Oeste da Rodovia Raposo Tavares, município de Sorocaba/ Araçoiaba da Serra.

Esta obra contribuiu para a melhoria das condições de fluidez e de segurança dos usuários da rodovia, e o valor total investido foi de R$ 32,1 milhões.

Principal projeto para 2015:

Prolongamento do Contorno de São Roque entre o km 58 e o km 60+240m da Rodovia Raposo Tavares, município de São Roque.

Esta obra visa contribuir para a melhoria das condições de fluidez e de segurança dos usuários da rodovia.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

R$ 68,5 milhões (base jul/14) de recursos próprios

Autopista Planalto Sul S/A

Grupo: Arteris S.A.

Principal obra em execução

O objetivo da obra de Duplicação entre Curitiba e Mandirituba é aumentar a segurança e fluidez da rodovia que liga a região metropolitana à cidade de Curitiba, oferecendo maior conforto aos usuários da via.

O trecho de duplicação compreende 25,3 km, dividido nos segmentos abaixo:

*1ª etapa (Curitiba/Faz Rio Grande) – km 117,36 ao km 124,56 – 7,20 km – Concluída e liberada

*2ª etapa (Faz Rio Grande/Mandirituba) – km 124,60 ao km 142,70 – 18,10 km – em andamento

Investimento: R$ 42 milhões

Principais obras entregues em 2014

As obras já entregues no ano de 2014 no complexo da Duplicação BR-116/PR (Curitiba-Mandirituba) foram as seguintes:

*Liberação do 1º Segmento da Duplicação – km 117,360 ao km 124,560

*Execução de Passarela sobre pista dupla no km 116,020

*Execução de Passarela sobre pista dupla no km 119,425

*Melhoria na Adequação da Pista Principal Existe entre os km 115,200 ao km 117,000

*Implantação da Reserva de Espaço para Corredor de Ônibus da Linha Verde entre os km 117,300 ao km 124,669.

Com as obras concluídas, os usuários podem desfrutar uma rodovia que proporciona segurança tanto ao trafegar como ao utilizar as passarelas existentes naqueles locais.

Principal projeto para 2015

Continuidade das obras de Duplicação e início da construção de 3 novas passarelas sobre pista dupla na BR-116/PR, construção de 11,0 km  de 3ª faixa na BR-116/SC.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014

30% de recursos próprios e 70% financiando (BNDES)

Autopista Régis Bittencourt

Grupo: ArterisS.A.

Principal obra em execução:

Duplicação da BR 116/SP, trecho entre km 343 e km 363 – Serra do Cafezal.

Investimento: R$ 1 bilhão.

Principais obras entregues em 2014:

Dispositivos de interseção nos km 404, 408, 419 e 490 foram concluídos durante 2014 e demandaram investimentos da ordem de R$ 27 milhões

Principal projeto para 2015:

Implantação do contorno norte de Curitiba – 13,2 quilômetros em pista dupla

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

22% (39.866.834,85) de recursos próprios e 78% (140.936.022,52) financiado (BNDES)

Autovias SA

Grupo: Arteris S. A.

Principal obra em execução:

- Remodelação do Dispositivo do acesso principal a Ribeirão Preto (Trevo Waldo Adalberto da Silveira), localizada no km 307+500 da SP 330 – Rodovia Anhanguera – Entroncamento das SP 333, SP 322/SP 255 e Av. Presidente Castelo Branco (SPA 307/330): A Remodelação é composta de 8 viadutos com 20 alças de acesso e retorno, em um complexo viário com 11.800 metros de extensão, possibilitando o fluxo contínuo de veículos.

As alças de acesso terão geometria adequada para acomodações de tráfego direcionais e serão construídas sobre estrutura de pavimento flexível (pavimento asfáltico).

Além da implantação de uma sinalização horizontal e vertical adequada, serão implantados dispositivos de segurança tipo barreiras de concreto e defensas metálicas e sistema de iluminação viária em LED.

A Remodelação inclui também a construção de uma Passarela de Pedestres com aproximadamente 440,65 m de extensão, 212,60 m de rampas de acesso e escadas e 4,00 m de largura, para permitir o tráfego de pedestres e ciclistas, atendendo as normas de acessibilidade, e será dotada de um sistema de iluminação funcional em LED e um sistema de iluminação cênica realçando a sua arquitetura.

A Passarela será composta de perfis metálicos com uma pré-laje pré-moldada e laje moldada in loco. Esta estrutura será apoiada em 14 pilares de concreto. Nos acessos, nas extremidades da passarela, serão implantados pilares, rampas e escadas de concreto armado.

A configuração proposta com a adoção de alças semi direcionais e apenas 1 “loop” para o menor movimento previsto no Estudo de Tráfego projetadas para velocidade de 60 km/h e 40 km/h, com número de faixas suficientes para comportar o tráfego, sem entrelaçamento de fluxos, ocorrendo apenas movimentos convergentes ou divergentes nas junções e bifurcações de alças.  A expectativa é de que a reformulação proposta opere com um nível de serviço satisfatório nos próximos 30 anos.

A rotatória recebe um tráfego diário de cerca de 80 mil veículos, sendo o maior fluxo nos períodos de pico – das 6h30 às 8h30 e das 16h30 às 19h00 – o fluxo pode atingir 8 mil veículos por hora. Para elaboração do projeto, foi considerada uma projeção de crescimento nos dois anos iniciais de 14,75% e ao longo dos anos até 2030, foi considerada uma projeção de crescimento médio de 2,50% ao ano.

Investimento: R$ 120.352.254,70.

Principal projeto para 2015:

Início da 3ª Intervenção de Pavimento.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

100% de recursos próprios

Econorte

Grupo: Triunfo

Principal obra em execução:

- Obra de duplicação da Rodovia PR-445, contemplando o alargamento do viaduto existente sobre a BR-369 e a construção de uma trincheira.

Valor: R$47 milhões

Principais obras entregues em 2014:

Obras de duplicação (melhoria do tráfego no local) – perímetro urbano Londrina/Cambé.

- Alargamento da Ponte sobre o Rio das Cinzas – Km 45 da BR-369.

Principal projeto para 2015:

- Obras de restauração nas rodovias  BR-369, BR-153 e PR-323.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

60% de recursos próprios e 40% financiamento (com bancos)

Triunfo Concepa

Concessionária da Rodovia Osório - Porto Alegre S/A

Principal obra em execução

A principal obra em andamento sendo realizada pela concessionária é a obra da segunda etapa da quarta faixa da Free Way. Ela teve início em maio deste ano e segue até o fim do ano que vem, quando 19 quilômetros da rodovia (do km 94, em Porto Alegre, ao 75, em Gravataí) terão quatro faixas em cada sentido.

Além disso, este pacote de melhorias prevê um viaduto junto à avenida João Moreira Maciel (na chegada a Porto Alegre), uma alça de acesso à avenida Ernesto Neugebauer, no bairro Humaitá, também na capital gaúcha, e duas novas alças de acesso no trevo da ERS-118, em Gravataí.

O objetivo desta obra é melhorar a mobilidade no acesso a Porto Alegre e a outras cidades da região metropolitana, como Cachoeirinha e Gravataí. Com as melhorias listadas acima, o ingresso das rodovias vicinais à Free Way será aprimorado.

A obra é considerada grandiosa não apenas pela sua extensão, mas pelo que representa, já que beneficiará os motoristas de pelo menos seis cidades: Porto Alegre, Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Gravataí e Viamão. Além disso, todo o trecho ampliado receberá iluminação.

O custo da obra da quarta faixa da Free Way e das obras complementares é de R$ 165 milhões (data base: dezembro/2013).

Principais obras entregues em 2014:

A obra da quarta faixa da Free Way é a principal de 2014. Em março deste ano a concessionária entregou aos usuários da rodovia 2,6 quilômetros da primeira etapa dela (entre os quilômetros 96 e 94 da rodovia, em Porto Alegre).

Embora toda a segunda etapa (explicada acima) não seja concluída em 2014, a concessionária prevê a entrega de uma importante extensão dela ainda neste ano: entre os quilômetros 91 e 86 da estrada. Nestes pontos ficam, respectivamente, o acesso para a BR-116, em Canoas, e à avenida Assis Brasil, vias muito usadas para deslocamentos diários.

Além disso, outra importante obra em andamento, com percentual expressivo de conclusão em 2014, é a de um novo viaduto à cidade de Guaíba, no km 296 da BR-116. Ele dará acesso ao parque industrial da cidade.

Com o viaduto os motoristas de longa distância, que não forem acessar Guaíba, terão duas elevadas, uma para cada sentido, para seguir viagem. Já aqueles que forem entrar na avenida Dr. Nei Brito terão uma rótula abaixo do viaduto. O tráfego em dois níveis dá mais segurança aos motoristas justamente por separar o fluxo de veículos em acessos a cidades.

A obra começou em julho deste ano e o prazo de construção é de dez meses. O investimento é de R$ 20,7 milhões. Toda a estrutura do viaduto será iluminada.

Principal projeto para 2015:

Como segue até o fim de 2015, o principal projeto previsto para 2015 é o da quarta faixa da Free Way.

CART – Concessionária Auto Raposo Tavares

Grupo: ArterisS.A.

Principal obra em execução:

Duplicação de 217,16 km =

SP-225 (63,86 km)

SP-327 (1 km)

SP-270 (152,40 km) SP-225: 7,63 Km concluídos

SP-327: 1 Km concluído

SP-270: 79,97 km concluídos

CCR AutoBAn

Principal obra em execução

Obras: Marginal – Via Anhanguera

Local: km 110 ao 120, Sentido Norte e Sul

Investimento: R$ 35,1 milhões

Obras: 3ª faixa – Via Anhanguera

Local: km 128 ao 147, Sentido Norte e Sul

Investimento: R$ 61,2 milhões

Principais obras entregues em 2014:

Obras: 3ª faixa – Via Anhanguera

Local: km 71 ao 76, Sentidos Norte e Sul

Investimento: R$ 16,7 milhões

Obras: Marginal – Via Anhanguera

Local: km 86 ao 92, Sentido Sul, e km 89 ao 92, Sentido Norte

Investimento: R$ 38,2 milhões

Obras: Marginal – Via Anhanguera

Local: km 103 ao 110, Sentido Norte e Sul

Investimento: R$ 38,8 milhões

Obras: 3ª faixa – Via Anhanguera

Local: km 120 ao 128, Sentido Norte e Sul

Investimento: R$ 25,7 milhões

Obras: 5ª faixa – Rodovia dos Bandeirantes

Local: km 16 e 47, pista Norte e Sul.

Investimento: R$ 160 milhões

Principal projeto para 2015:

Implantação da 3ª faixa Rodovia Anhanguera entre o km 128+000 ao km 147+000, pistas Norte e Sul.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

54% de recursos próprios e 46% Debêntures Incentivadas

CCR Rodoanel Oeste

Principal obra em execução:

Implantação da 5ª (quinta) faixa de rolamento entre o km 15+800 e o km 18+300, na pista interna do Rodoanel Mario Covas trecho Oeste SP-021. Esta obra visa contribuir para a melhoria das condições de fluidez e de segurança dos usuários da rodovia.

Principais obras entregues em 2014:

Recuperação de 7 km de marginais existentes, localizadas na altura das avenidas dos Autonomistas e Padroeira, Rodoanel Mario Covas trecho Oeste SP-021. Esta obra contribuiu para a melhoria das condições de fluidez e de segurança dos usuários da rodovia, e o valor total investido foi de R$4,7 milhões.

Principal projeto para 2015:

Execução de intervenções no pavimento rígido referentes ao 7º ano de concessão.

Esta obra visa contribuir para a melhoria das condições de fluidez e de segurança dos usuários da rodovia.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

R$ 9,5 milhões (base jul/14) de recursos próprios

CCR ViaLagos

Principal obra em execução:

Instalação de dispositivo de segurança de separação de pistas - a obra contempla o alargamento das pistas para implantar a divisória metálica, com a construção de um novo sistema de drenagem, recapeamento da rodovia e do acostamento e implantação de nova sinalização. A previsão da concessionária é que até dezembro de 2014 a Rodovia dos Lagos esteja com o dispositivo de segurança implantado em toda a sua extensão.

Local – ViaLagos (RJ-124 – liga Rio Bonito à São Pedro da Aldeia – 57 kms de extensão)

• Valor Investido em 2013: 49.734 milhões

• Em 2014 -110.266.000 milhões

• Total – R$ 160 milhões

Principais obras entregues em 2014:

Idem acima

Principal projeto para 2015:

O principal era a implantação das divisórias em toda a extensão da rodovia, que tem previsão de conclusão no final de 2014.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

R$ 110.266.000 (cento e dez milhões e duzentos e sessenta e seis mil) – Bank of America Merril Lynch

CCR RodoNorte

Principal obra em execução

Duplicação da BR 376 (Rodovia do Café), entre Ponta Grossa e Apucarana:

Com um total de 231 quilômetros previstos, a Duplicação da BR 376 faz parte do contrato de concessão com o Governo do Paraná. O trecho é a principal ligação entre toda a região Norte, central e Noroeste do Paraná, além da região Centro-Oeste brasileira e também parte do Interior de São Paulo com os Campos Gerais do Paraná (Ponta Grossa), a capital Curitiba e o Porto de Paranaguá (PR). A obra teve seu início antecipado em um ano pelo Governo do Estado e tem previsão para término em 2021, com investimentos totais estimados em aproximadamente R$ 1 bilhão. Em janeiro de 2014 foi iniciado o primeiro trecho, com 11 quilômetros, a partir de Ponta Grossa em direção ao Norte do Estado, mais uma ponte sobre o Rio Tibagi. A previsão de entrega é para o primeiro quadrimestre de 2015.

Duplicação da PR 151, entre Jaguariaíva e Piraí do Sul

Foi iniciada em março de 2014 a duplicação da PR 151, entre Jaguariaíva e Piraí do Sul, com a obra do Entroncamento de Jaguariaíva, na entrada da cidade. Além de oferecer mais segurança para o acesso ao município, a obra vai interligar as rodovias PR 151 (Piraí do Sul – Jaguariaíva – Sengés) e a PR 092 (Jaguariaíva – Arapoti). Todos os cruzamentos serão em desnível, com viaduto e alças separando o fluxo de cada uma das direções. A obra está prevista no contrato de concessão, com investimento de R$ 21 milhões nesta primeira etapa. Ela faz parte do conjunto de intervenções para a Duplicação da PR 151, entre Jaguariaíva e Piraí do Sul. A previsão para sua conclusão é de 8 a 12 meses.

Principais obras entregues em 2014

Contorno de Campo Largo (BR 277), entregue em 2014 (Rodovia do Café)

Obs: A Rodovia do Café recebe este nome desde Apucarana até São Luiz do Purunã (BR 376) e de São Luiz do Purunã até Curitiba (BR 277).

OBRA – O novo Contorno possui 11 quilômetros de novas pistas, com duas trincheiras, um novo viaduto, uma ponte sobre o Rio Itaqui e recebeu a modernização de outros dois viadutos. A obra realizou ainda melhorias na PR 423, que foi remodelada. A Duplicação era prevista pelo contrato de concessão e foi antecipada pelo Governo do Paraná em parceria com a CCR RodoNorte. Os investimentos somaram R$ 75 milhões.

CAMPO LARGO – A passagem pela cidade era um dos principais gargalos rodoviários do Estado, sendo que o tráfego pelo local era especialmente travado em feriados prolongados e horários de pico. Agora, já entregue ao tráfego, em apenas dois meses houve redução de 69% nos acidentes na nova rodovia, em comparação com o trecho antigo, que agora serve apenas ao tráfego local. Nos primeiros dois meses, a redução de acidentes para o trecho rodoviário foi de 69%.

Principal projeto para 2015

BR 376 e PR 151: Sequência da Duplicação da Rodovia do Café. Outros 25 quilômetros estão em fase de aprovação dos projetos executivos junto ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Entre os projetos prontos e em aprovação, para início entre o fim de 2014 e começo de 2015, estão a continuação do trecho sentido Norte, até a praça de pedágio em Tibagi (mais 9 km), além da ligação entre Apucarana e Califórnia (mais 11 Km). Também está em aprovação o projeto trecho do perímetro urbano de Ortigueira (mais 5 Km).

Para 2015 está prevista a entrega do primeiro trecho da duplicação, 11 km em Ponta Grossa, além da primeira fase da duplicação da PR 151, com o Entroncamento de Jaguariaíva.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014

R$ 177.081.814 de recursos próprios

CCR SPVias - Rodovias Integradas do Oeste S.A.

Principal obra em execução:

• Duplicação SP 258 - km 339+150 ao km 342+670 | Contorno de Itararé

Prazo Contratual: Março/2014 a Março/2015

Características da Obra:

3.520 metros de Duplicação da Rodovia Francisco Alves Negrão do km 339+150 ao km 342+670;

3.520 metros de Restauração do Pavimento da pista existente km 339+150 ao km 342,670;

2 Faixas de Rolamento de 3,50 metros de largura;

Acostamentos nos dois sentidos de 2,80 metros de largura;

1 Viaduto de Passagem Inferior com comprimento de 50,00 metros, 2 pistas de 3,50 metros de largura e refúgio de 1,00 metro de largura de ambos os lados;

1 Dispositivo de Retorno em Desnível.

Investimento (base: Jul/14): R$ 27.345.481,22

• Duplicação SP 258 - km 282+700 ao km 284+700 | Contorno de Itapeva

Prazo Contratual: Outubro/2013 a Outubro/2014

Características da Obra:

2.000 metros de Duplicação da Rodovia Francisco Alves Negrão do km 282+700 ao km 284+700;

2.000 metros de Restauração do Pavimento da pista existente km 282+700 ao km 284+700;

2 Faixas de Rolamento de 3,50 metros de largura;

Acostamentos nos dois sentidos de 2,80 metros de largura;

Canteiro central de 4,00 metros de largura;

Faixa de segurança de 1,00 metro de largura de ambos os lados;

1 Viaduto de Passagem Inferior com comprimento de 50,00 metros, 02 pistas de 3,50 metros de largura, faixa de aceleração de 3,50 metros de largura e refúgio de 1,00 metro de largura de ambos os lados;

Adequação do Dispositivo de Retorno em Desnível no km 283+200;

Implantação de 01 passarela no km 283+200.

Valor total do investimento

(base: Jul/14): R$ 19.708.362,30

Principais obras entregues em 2014:

Duplicação SP 270 - km 132+620 ao km 158+400 – Capela do Alto/ Itapetininga + Pontes + Dispositivos

Prazo Contratual:  Julho/2011 a Julho/2014

Valor total do investimento

(base: Jul/14): R$ 144.639.409,63

Características da Obra:

25.780 metros de Duplicação da Rodovia Raposo Tavares do km 132,620 ao 158,4;

25.780 metros de Restauração do Pavimento da pista existente km 132,620 ao 158,4;

02 Faixas de Rolamento de 3,50 metros de largura;

Acostamentos nos dois sentidos de 2,80 metros de largura;

Implantação de 1 Dispositivos de Acesso e Retorno em Araçoiaba da Serra;

Implantação de 1 Dispositivos de Acesso e Retorno em Capela do Alto;

Implantação de 2 Dispositivos de Acesso e Retorno em Alambari.

Implantação de 1 Dispositivos de Ligação em Alambari;

Implantação de 1 Dispositivos de Retorno em Alambari

Implantação de 1 Dispositivo de Ligação em Itapetininga;

Implantação/Remodelação de 1 Dispositivo de Acesso e Retorno em Itapetininga;

12 novos viadutos e pontes;

Remodelação de 19 pontos de ônibus.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

97,90% de recursos próprios e 2,10% financiados (BNDES)

Rodosol - Concessionária Rodovia do Sol S.A.

Principal obra em execução:

A concessionária Rodosol, responsável pelo sistema Rodovia do Sol, no Espírito Santo, realiza continuamente conservação e manutenção de rotina da via, que inclui serviços como monitoramento 24h, recuperação de estruturas de concreto e pavimento, drenagem, instalações prediais do conjunto de sinalização vertical e horizontal e manutenção dos dispositivos de segurança.

A Rodovia do Sol possui revestimento asfáltico e, atualmente, não está recebendo nenhuma obra relacionada à ampliação.

Principais obras entregues em 2014:

Este ano, a principal obra realizada na via foi concluída em fevereiro e teve como objetivo o renivelamento e a substituição do solo mole por EPS (Poliestireno Expandido - isopor com uma maior densidade), em um aterro, localizado no Km 41,5 da Rodovia. A obra recebeu um investimento estimado em R$ 920.000,00, e possibilitou o nivelamento de uma depressão causada pela baixa consistência do solo da região, que no passado foi área de mangue.

Principal projeto para 2015:

Desde de abril deste ano, o Governo do Estado do Espírito Santo suspendeu o pedágio cobrado na Terceira Ponte, que faz parte do Sistema Rodovia do Sol, e determinou que todos os investimentos em obras especiais da Rodovia se mantivessem retidos, cabendo a concessionária, apenas, a continuidade da conservação e de manutenções diversas da via.

Rodovias das Colinas

Grupo: AB Concessões

Principal obra em execução:

Duplicação do km 82+080 ao km 83+000 e implantação de uma ponte sobre o Rio Tietê, com extensão de 400 metros, na Rodovia Cornélio Pires (SP-127), no município de Tietê.

Duplicação da Rodovia Antônio Romano Schincariol (SP-127), entre o km 91+500 e km 95+710, contemplando a implantação de dois dispositivos de retorno no km 92+040 e 95+050, no município de Cerquilho.

Execução de 10 quilômetros de terceira faixa na Rodovia Castello Branco (SP-280), entre os km 104+100 e km 122+700, no município de Boituva.

O principal objetivo das obras citadas é a melhoria na fluidez do tráfego nas regiões dos investimentos, bem como aumentar a segurança e conforto do usuário.

Principais obras entregues em 2014:

Implantação de marginal entre o km 90+500 e km 94+700 e dispositivo de retorno no km 94+200 da Rodovia Castello Branco (SP-280), em Sorocaba, para atender a demanda de fluxo de veículos oriunda da nova fábrica da Toyota instalada no local. Foram investidos cerca de R$ 54 milhões nesta obra.

Além disso, foram executadas obras de intervenção de pavimento (recapeamento) entre o km 15 e km 77 da Rodovia SP-075, entre Campinas e Itu; e km 0 ao km 32 da Rodovia Fausto Santoumauro (SP-127), entre Rio Claro e Piracicaba. O objetivo destas intervenções é manter a qualidade e condições ideais do pavimento utilizado pelos usuários. Estas duas frentes de trabalho também receberam aporte financeiro de R$ 54 milhões.

Principal projeto para 2015:

Entre os principais projetos previstos para 2015 estão a duplicação da via e implantação de um dispositivo de retorno entre o km 149 e km 152 da Rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Tietê e duplicação e implantação de dois dispositivos de retorno entre o km 62 e km 63 e do km 98 ao km 105 da Rodovia SP-127, em Tietê e Tatuí, respectivamente.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

22,65% de recursos próprios e 77,35% em debêntures

Centrovias Sistemas Rodoviários S.A.

Grupo: ArterisS.A.

Principal obra em execução:

Revitalização de pavimento através do recapeamento das rodovias que compõem a malha administrada pela Centrovias:

SP310 – km 153+250 ao km 227+800;

SP225 – km 91+430 ao km 235+040;

Investimentos em equipamentos de rodovia inteligente; recuperação de obras de arte especiais e passarelas; implantação de dispositivos de segurança; implantação de sinalização vertical /horizontal e meio ambiente.

Valor total do investimento, entre 2011 e 2017: R$ 162,7 milhões

Principal projeto para 2015:

Revitalização de pavimento através do recapeamento das rodovias que compõem a malha administrada pela Centrovias:

SP310 – km 153+250 ao km 227+800;

SP225 – km 91+430 ao km 235+040;

Estão previstos investimentos em equipamentos de rodovia inteligente; recuperação de obras de arte especiais e passarelas; implantação de dispositivos de segurança; sinalização vertical /horizontal e meio ambiente.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

55,6 milhões de recursos próprios

ECO 101 Concessionária de Rodovias S.A.

Grupo: Ecorodovias

Principal obra em execução:

Exploração da infraestrutura e da prestação do serviço público de recuperação, operação, manutenção, monitoração, conservação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade do Sistema Rodoviário (“concessão”), no prazo e nas condições estabelecidas no Contrato e segundo os Parâmetros de Desempenho e especificações mínimas estabelecidas no PER na BR-101 ES/BA (entre o entroncamento com a BA-698 e a divisa do ES/BA).

Principais obras entregues em 2014:

• Manutenção do Pavimento da BR-101 ES/BA = 475,9 km

• Manutenção da Sinalização Horizontal da BR-101 ES/BA = 475,9 Km

• Implantação de 07 Praças de Pedágio, localizadas nos municípios de Pedro Canário Km 001, São Mateus Km 086, Aracruz Km 172, Serra Km 242, Guarapari Km 321, Itapemirim Km 399, Mimoso do Sul Km 452

• Implantação de Vias Marginais na BR-101, do Km 229+210 ao Km 229+634 no Município de fundão, Km 255+290 ao Km 259+550 no Município de Serra, Km 298+500 ao Km 304+000 no Município de Viana, com total de 4,37Km de extensão.

• Implantação de 03 passarelas de pedestres com a seguinte localização: Km 32 em Conceição da Barra/ES, Km 67 em São Mateus/ES e Km 268 em Serra/ES.

• Implantação de Defensas Metálicas = 12 Km

• Implantação de Painéis de Mensagens Variáveis = 10 painéis

• Implantação de Tachas Refletivas = 40.000 unidades

• Implantação de Placas de sinalização vertical = 4.900 unidades

• Implantação de Barreiras de Concreto tipo New Jersey = 6.700 m

Principal projeto para 2015:

Início das obras de Duplicação do Sub Trecho D e E, compreendidos entre os Km 230 e Km 308 e início das obras de Implantação do Contorno da cidade de Iconha.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

15% de recursos próprios e 85% financiados (BNDES)

Ecocataratas

Rodovia das Cataratas S.A.

Grupo: Ecorodovias

Principal obra em execução:

As principais obras que possuímos ao longo da concessão são aquelas previstas em Contrato, neste caso as principais obras em execução correspondem à alguns trechos para os quais ainda não foram finalizadas as obras de Manutenção do Pavimento e Manutenção da Sinalização. O objetivo destas obras é a manutenção preventiva e corretiva da rodovia em quesitos de serventia e função estrutural, sempre em intervalos de 8 anos:

Obras de Manutenção do Pavimento:

BR-277 km 500+000 ao 529+140

BR-277 km 532+300 ao 552+152

Obras de Manutenção da Sinalização:

BR-277 Km 357+000 ao 367+000

BR-277 Km 480+000 ao 500+000

BR-277 Km 674+879 ao 692+170 PE

Podem ser citadas também, outras duas grandes obras que inicialmente não estão previstas contratualmente, porém que foram aprovadas e autorizadas pelo Poder Concedente (DER-PR) e estão em execução:

Alargamento da Ponte sobre o Rio Xagu, localizada no km 467+600. O Objetivo desta obra é incluir no tabuleiro da Obra de Arte Especial já existente, largura suficiente para suportar a estrutura de acostamento em ambos os lados, a fim de regularizar a estrutura diante das exigências de manuais e normas rodoviárias pertinentes.

Transposições de Pedestres, localizadas nos Km 672+660 e Km 670+940. O objetivo desta obra é garantir segurança para pedestres e usuários da rodovia. A localização das transposições foi previamente estudada e os locais foram definidos a partir do critério de apresentarem o maior fluxo de pedestres.

Principais obras entregues em 2014:

As principais obras, já entregues em 2014, são as Manutenção do Pavimento e da Sinalização, previstas no Contrato de Concessão. O objetivo destas obras é a manutenção preventiva e corretiva da rodovia em quesitos de serventia e função estrutural, sempre em intervalos de 8 anos:

Obras de Manutenção do Pavimento:

BR-277 - km 427+000 ao 430+000

PR-874 – Trecho de acesso a Santa Terezinha de Itaipu

Obras de Manutenção da Sinalização:

BR-277 Km 674+879 ao 676+050 PD

BR-277 Km 431+000 ao 433+380

BR-277 Km 594+740 ao 596+729

BR-277 Km 600+229 ao 602+729

BR-277 Km 602+729 ao 633+200

BR-277 Km 643+000 ao 655+800

BR-277 Km 683+000 ao 691+020 PD

BR-277 Km 660+500 ao 664+500 PD

BR-277 Km 694+000 ao 704+000 PD

BR-277 Km 707+470 ao 709+500 PD

BR-277 Km 704+179 ao 705+490 PE

BR-277 Km 705+490 ao 706+159 PE

BR-277 Km 706+159 ao 707+049 PE

BR-277 Km 707+049 ao 709+500 PE

PR-474 - Trecho de acesso a Campo Bonito

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

99% de recursos próprios e 1% financiados (BNDES)

Ecopistas - Concessionária das Rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto S/A

Grupo: Ecorodovias

Principal obra em execução:

6ª faixa da rodovia Ayrton Senna, sentido interior

Características da obra: A obra contempla a construção de mais uma faixa à margem direita da rodovia Ayrton Senna, além do acostamento, entre o km 11 e o km 19, sentido interior. Também será construída uma ponte de duas faixas sobre o Rio Tietê, na altura do km 18,2, com cerca de 250 metros de extensão, que fará a ligação com a rodovia Hélio Smidt, principal acesso ao aeroporto.

Benefícios: Ampliação de 20% na capacidade de fluidez de tráfego da rodovia, fator que contribui para maior agilidade no deslocamento entre São Paulo e o Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos.

Início de obras: Novembro 2013

Previsão de término: Novembro 2015

Principais obras entregues em 2014:

Pista marginal da rodovia Ayrton Senna, sentido São Paulo

Características da obra: Pista marginal com duas faixas de rolamento entre o km 24,8 e o km 19, no sentido São Paulo da rodovia Ayrton Senna. Também foi construída uma rotatória para ordenar o tráfego entre a rodovia e a Avenida Santos Dumont – importante acesso a indústrias da região de Guarulhos. Além disso, a obra contemplou a construção de ponte sobre o Rio Baquirivu, no km 19,5, com duas faixas de rolamento.

Benefícios: Aumento de 40% na capacidade de fluidez de tráfego da via, que contribui com a agilidade no deslocamento dos usuários que vêm do Alto-Tietê e do município de Guarulhos com destino à capital e ao Aeroporto de Cumbica, localizado no município.

Início de obras: Março 2013

Término: Março 2014

Pista marginal da rodovia Ayrton Senna, sentido interior

Características da obra: Pista marginal com duas faixas de rolamento entre o km 19 e o km 24,8, no sentido interior da rodovia Ayrton Senna. A obra também contemplou a construção de uma ponte sobre o Rio Baquirivu, no km 19, e o alargamento da ponte existente, que conta com uma faixa a mais no bordo esquerdo (canteiro central).

Para sustentação da nova via, também foi necessária a construção de uma parede diafragma à margem do Rio Tietê, que na altura do km 23 sofre interferência do escoamento do Rio Jacuí.

Benefícios: Com capacidade para 03 mil veículos/hora, a pista marginal tem como objetivo ordenar o tráfego de curta e longa distância.

Início de obras: Maio 2013

Término: Junho 2014

Principal projeto para 2015:

Continuidade da construção da 6ª faixa da rodovia Ayrton Senna, sentido interior.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

45% de recursos próprios e 55% financiados (BNDES)

ECOSUL - Empresa Concessionária de Rodovias do Sul S.A.

Grupo: Ecorodovias

Principal obra em execução:

Exploração, mediante a cobrança de pedágio, do complexo rodoviário denominado Polo de Concessão Rodoviária de Pelotas, compreendendo a recuperação, manutenção, operação e conservação das rodovias BR-116 (trecho Camaquã – Pelotas – Jaguarão) e BR-392 (trecho Rio Grande – Pelotas – Santana da Boa Vista), com extensão de 457,3 km.

Principais obras entregues em 2014:

Recuperação/Manutenção do Pavimento das Rodovias do Polo Pelotas = 142,8 km

Implantação de Drenos de Pavimento nas Rodovias do Polo Pelotas = 47,7 km

Implantação de Defensas Metálicas no Polo Pelotas = 17,4 km

Recuperação Estrutural da Ponte sobre o Arroio Cadeia - km 95 da BR-392

Ampliação da Praça de Pedágio Capão Seco – km 52 da BR-392

Principal projeto para 2015:

Os projetos para o ano de 2015 ainda estão em definição junto à ANTT, conforme serviços previstos no Contrato de Concessão (recuperação/manutenção de pavimento, implantação de drenos de pavimento e implantação de defensas metálicas).

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

100% de recursos próprios

Ecovia Caminho do Mar S.A.

Grupo: Ecorodovias

Principal obra em execução:

Implantação do viaduto de acesso a Morretes/Antonina, localizado no entrocamento da Rod. BR-277 km 29 com a Rod. PR 804, visando maior segurança aos usuários da rodovia e moradores da região

Principais obras entregues em 2014:

Implantação do viaduto de acesso a Morretes/Antonina, localizado no entrocamento da Rod. BR-277 km 29 com a Rod. PR 804, visando maior segurança aos usuários da rodovia e moradores da região

Principal projeto para 2015:

Duplicação da rodovia PR-407, no trecho entre o km 0 e km 3,5

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

100% recursos próprios

Ecovias dos Imigrantes

Grupo: Ecorodovias

Principal obra em execução:

Construção de faixas adicionais nos dois sentidos da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, entre o km 262 e o km 270.

Implantação do Anel Viário de Cubatão, no entroncamento das rodovias Anchieta e Cônego Domênico Rangoni. Na altura do km 55 da Anchieta e km 270 da Cônego Domênico Rangoni;

Implantação de faixa operacional do km 270 ao 274 da Padre Manoel da Nóbrega (anel viário de Cubatão).

Complementação do trevo da SP-055 (Cônego Domênico Rangoni) com a BR 101 - km 248+050, visando eliminação do cruzamento em nível;

Principais obras entregues em 2014:

Entrega em Agosto/2014:

Implantação de uma nova rampa de escape no km 49+200 da pista sul, trecho de serra da Rodovia Anchieta, para veículos com problemas de freios.

Entrega em Setembro/2014:

Construção de faixas adicionais nos dois sentidos da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, entre o km 262 e o km 270.

Implantação do Anel Viário de Cubatão, no entroncamento das rodovias Anchieta e Cônego Domênico Rangoni. Na altura do km 55 da Anchieta e km 270 da Cônego Domênico Rangoni;

Implantação de faixa operacional do km 270 ao 274 da Padre Manoel da Nóbrega (anel viário de Cubatão).

Complementação do trevo da SP-055 (Cônego Domênico Rangoni) com a BR 101 - km 248+050, visando eliminação do cruzamento em nível;

Principal projeto para 2015:

Implantação da terceira faixa de tráfego nos dois sentidos da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, ampliando a capacidade de tráfego para entre os km 274 e km 292

Conservação Rodoviária, compreendendo serviços de recuperação de pavimento, recuperação de Pontes, Viadutos e Passarelas, sinalização horizontal e vertical.

Obras de Recuperação e Monitoramento de Encostas, Gerenciamento e Recuperação de Obras de Arte (Tuneis, Pontes, Viadutos e Passarelas), visando garantir a segurança das rodovias e dos usuários, conservando o patrimônio ambiental e as condições estruturais das obras de artes no Sistema Anchieta e Imigrantes;

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

100% emissão debêntures

Rota do Atlântico

Principal obra em execução:

Não há obras em execução que estejam no contrato da Concessionária, apenas os serviços de manutenção rotineira.

O Poder Concedente está finalizando a obra do acesso à Ilha de Cocaia, que corresponde à implantação de 10 km de rodovia duplicada, nos dois sentidos, que dará acesso ao Estaleiro Atlântico Sul e será incorporada à concessão no início de 2015, mas não temos informações sobre o valor da obra.

Principais obras entregues em 2014:

Em 2014 iniciamos a operação com cobrança de pedágio com a inauguração de dois novos trechos:

i. Contorno do Cabo que interliga a BR-101 ao TDR – Norte, com 7,7 km de extensão. ii. Via de acesso ao município de Nossa Senhora do Ó, em Ipojuca, que interliga Suape a Porto de Galinhas, com aproximadamente 5 km de extensão.

*A primeira obra foi construída pelo Poder Concedente e a segunda pela Concessionária Rota do Atlântico. Ambas são vias de faixas duplas nos sentidos Norte e Sul.

Principal projeto para 2015:

Inauguração do trecho de acesso à Ilha de Cocaia, com aproximadamente 10 km de extensão e pistas duplas em ambos os sentidos (Norte e Sul).

Intervias

Grupo: Arteris S.A.

Principal obra em execução:

- Implantação da segunda fase do Contorno de Mogi Mirim. Valor investido: R$ 72.120.938,00

- Duplicação da SP 147 (rodovia Engenheiro João Tosello), do quilômetro 64 + 800 metros ao quilômetro 85 + 700 metros, de Mogi Mirim a Engenheiro Coelho. Valor investido: R$ 71.592.418,00

Principais obras entregues em 2014:

- Aprimoramento do dispositivo de entroncamento da SP-147, quilômetro 64 + 800 metros, com a SP-191, quilômetro 0 + 000 metros. Valor investido: R$ 1.079.729,00

- Segunda intervenção no pavimento da primeira fase do Contorno de Mogi Mirim. Valor investido: R$ 1.980.469,00

- Implantação da faixa adicional na SP-215, do quilômetro 109 + 200 metros ao quilômetro 110 + 680 metros. Valor investido: R$ 1.927.120,00

- Implantação do dispositivo de retorno no quilômetro 57 da SP-147. Valor investido: 2.035.069,00

Principal projeto para 2015:

- Conclusão da implantação da segunda fase do Contorno de Mogi Mirim

- Elaboração do projeto de duplicação da SP-147 que liga Engenheiro Coelho a Limeira

- Elaboração do projeto de duplicação da SP-191 que liga Araras a Rio Claro

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

100% de recursos próprios

Vianorte S.A.

Grupo: Arteris S.A.

Principal obra em execução

Remodelação do dispositivo de acesso principal à Ribeirão Preto (Trevo Waldo Adalberto da Silveira) no km 307+500 da SP-330 Rodovia Anhanguera – entroncamento das SP-322, SP-255 e Avenida Castelo Branco (SPA-307/330). Está obra é executada conjuntamente pelas concessionárias Autovias e Vianorte;

3ª intervenção de pavimento da SP-322 com 41 quilômetros de extensão, entre o km 325+910 (Ribeirão Preto) e o km 366+000 (Pitangueiras);

3ª intervenção de pavimento da SP-325 com 8,5 quilômetros de extensão, entre o km 0+000 e 8+550 (em Ribeirão Preto);

Além disso, a concessionária realiza maciços investimentos em equipamentos de rodovia inteligente, recuperação de obras de arte especiais e passarelas, implantação de dispositivos de segurança e sinalização vertical e horizontal e meio ambiente.

Principais obras entregues em 2014:

Até agosto/2014 a concessionária não finalizou suas grandes obras, sejam elas a remodelação do dispositivo de acesso principal de Ribeirão Preto e a 3ª intervenção de pavimento da SP-322 e SP-325, que encontram-se em andamento.

Principal projeto para 2015:

3ª intervenção de pavimento da SP-322 com 42,82 quilômetros de extensão, entre o km 307+590 e 325+910 (Anel Viário Sul de Ribeirão Preto) e entre o km 366+000 (Pitangueiras) e km 390+500 (Bebedouro);

3ª intervenção de pavimento da SP-328 com 13,88 quilômetros de extensão, entre o km 323+130 e 337+010 (Ribeirão Preto);

Estão ainda previstos investimentos em equipamentos de rodovia inteligente, recuperação de obras de arte especiais e passarelas, implantação de dispositivos de segurança e sinalização vertical e horizontal e meio ambiente.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

100% de recursos próprios

Nascentes das Gerais

Concessionária da Rodovia

MG-050 S.A.

Grupo: AB Concessões

Principal obra em execução:

OBRAS EM EXECUÇÃO

- Duplicação de Azurita km 69,1 ao km 75,7 – R$ 34,2 milhões, com implantação de 02 dispositivos de retorno em nível  e 01 passarela.

- Adequações geométricas  22,4 km, Terceiras faixas 28,3 km  e - Acostamentos  13,8 km – R$ 79,6 milhões.

OBRAS A INICIAR EM 2014

- Duplicação de Mateus Leme km 66,9 ao km 69,1 – R$ 41,8 milhões;

- Duplicação de Divinópolis km 117,7 ao km 120,6  - R$ 44,7 milhões;

- Interseção de Acesso a Av. JK Divinópolis km 122,5 ao km 123,6 – R$ 6,6 milhões;

- Duplicação de Divinópolis km 123,6 ao km 127,2 – R$  20,9 milhões;

- Interseção de Acesso a Alpinópolis km 330,2 ao km 331,2 – 5,9 milhões;

- Duplicação de Itaú de Minas e Interseção com a MG­344/Cássia e fábrica km 372,4 ao 373,8 – 10,9 milhões;

- Adequações Geométricas e Terceiras faixas 6,1 km  - R$ 13,4 milhões.

- Interseção de Acesso a Av. Arlindo Figueiredo km 357 ao km 358,5;

- Duplicação de Piumhi km 263,4 ao km 264,2.

Principais obras entregues em 2014:

OBRAS CONCLUÍDAS

- Duplicação de Itaúna km 84,7 ao km 89,5 – R$ 39,8 milhões, com implantação de 02 Passagens Inferiores de Veículos e Pedestres,  02 Dispositivos de Retorno em Desnível e 01 Dispositivo de Retorno de Nível.

- Duplicação de Divinópolis km 120,88 ao km 122,54 – R$ 5 milhões ;

- Adequações geométricas  1,5 km, Terceiras faixas 6,6 km e Acostamentos 6,5 km – R$ 11,0 milhões;

- Passarela km 62,8 – R$ 900 mil;

OBRAS A CONCLUIR EM 2014

- Adequações geométricas  11,0 km, Terceiras faixas 14,0 km e Acostamentos 13,8 km – R$ 27,5 milhões.

Principal projeto para 2015:

Início das seguintes obras:

- Duplicação de Divinópolis km 129,3 ao km 130,75;

- Duplicação de Formiga km 201,94 ao km 204,5;

- Duplicação de Piumhi km 264,2 ao km 267;

- Duplicação de Passos km 353 ao km 354,2;

- Duplicação de Itaú de Minas km 370 ao km 372,4.

Conclusão das seguintes obras:

- Duplicação de Azurita km 69,1 ao km 75,7;

- Duplicação de Mateus Leme km 66,9 ao km 69,1;

- Interseção de Acesso a Av. JK Divinópolis km 122,5 ao km 123,6;

- Duplicação de Divinópolis km 129,3 ao km 130,75;

- Duplicação de Itaú de Minas e Interseção com a MG­344/Cássia e fábrica km 372,4 ao 373,8;

- Duplicação de Piumhi km 263,4 ao km 267;

- Interseção de Acesso a Alpinópolis km 330,2 ao km 331,2;

- Interseção de Acesso a Av. Arlindo Figueiredo  km 357,0 ao km 358,5.

Rodovias dos Coqueiros

Principal obra em execução:

Temos previsão de recapeamento completo. A manutenção da via está estimada num valor de R$ 4 milhões, com financiamento do BNB de R$ 3,2 milhões, sendo o restante (R$ 800 mil), investido pela Concessionária Rota dos Coqueiros.

Rota das Bandeiras

Grupo: Odebrecht Transport

Principal obra em execução:

- Prolongamento do anel viário José Roberto Magalhães Teixeira (SP-083) – trecho entre Anhanguera e Bandeirantes

Objetivo: Interligar três importantes rodovias do estado: D. Pedro I, Anhanguera e Bandeirantes. Serão 5,8 quilômetros de vias que irão ampliar o acesso ao Corredor Dom Pedro e ao sistema Anhanguera/Bandeirantes e facilitar o deslocamento dos moradores da região de Campinas. Além disso, serão construídas duas passagens inferiores, uma no km 13 e outra no km 15, um viaduto no km 14 e outro no km 18, bem como uma ponte sobre o rio Capivari, no km 17.

Local: Campinas e Valinhos

Valor investido: As obras preveem recursos de R$ R$ 168,9 milhões custeados pela da Rota das Bandeiras.

Principais obras entregues em 2014:

- Duplicação da rodovia Eng. Constâncio Cintra (SP-360) – trecho entre Jundiaí e Itatiba

Objetivo: Aumentar a fluidez do tráfego e eliminar os cruzamentos em nível. Cerca de 20 mil veículos circulam diariamente pela SP-360. A demanda para duplicação era de mais de 30 anos.

No total, 15,2 km foram duplicados. Além disso, um viaduto foi construído no km 74+900 e quatro dispositivos de retorno foram totalmente reformulados, nos kms 67, 70, 78+500 (Distrito Industrial de Itatiba) e 81+200 (Trevo de Louveira) eliminando os conflitos viários existentes. Do km 77+400 ao km 81 foram feitas pistas marginais, além da duplicação da pista principal.

As obras foram divididas em duas etapas: Trecho I (do km 66+500 ao km 74+410), entregue em novembro de 2013, e Trecho II (do km 74+410 ao km 81+700), entregue em junho de 2014.

Local: Jundiaí e Itatiba

Valor investido: R$ 221,28 milhões (somando os trechos I e II)

Principal projeto para 2015:

- Construção das Marginais da rodovia D. Pedro I (SP-065)

Objetivo:  Quando estiver pronta, a marginal integrada terá 33 km e o papel de diluir o tráfego da pista expressa, servindo de apoio a quem quer transitar entre os bairros, no perímetro urbano. Pelas faixas expressas deverão passar majoritariamente os motoristas que realizam viagens. O trecho em questão é o que recebe o maior fluxo da rodovia, com cerca de 120 mil veículos por dia. São duas faixas por sentido nas marginais, que aumentarão a capacidade de fluxo em 66% no trecho urbano.

As obras de construção das marginais ocorrem no trecho urbano da rodovia D. Pedro I (SP-065), entre o km 129 (trevo da Leroy Merlin) e o km 145+500 (entroncamento com a Anhanguera). O trecho entre os km 134 e 140 foi entregue em maio. Os trabalhos prosseguem do km 143 ao km 145+500 (do Trevo dos Amarais a Anhanguera) e do km 131 ao km 134 (do Trevo do Galleria ao Trevo da SP-340).

Local: Campinas

Valor: R$ 163 milhões

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014:

30%( R$ 50.589.900,00) de recursos próprios e 70% (R$ 118.043.000,00) BNDES

Triângulo do Sol Auto Estrada S.A.

Grupo: AB Concessões

Principal obra em execução

Programa de Manutenção Preventiva do Pavimento em toda a malha concedida (442,2 km) com a realização de fresagem descontínua da camada asfáltica, reparo localizado e sub-trechos de recapeamento com microrrevestimento tipo SAM (Stress Absorbing Membrane).

A obra visa prolongar a vida útil do pavimento garantindo mais segurança e conforto ao tráfego nas rodovias SP-310, SP-326 e SP-333, sob concessão à Triângulo do Sol.

Serão investidos R$ 21,48 milhões, incluindo a revitalização da sinalização horizontal (pintura e tachas refletivas).

Principal projeto para 2015

• Duplicação da Rodovia Brigadeiro Faria Lima - SP-326 - entre os municípios de Dobrada e Guariba. Obra beneficia diretamente o escoamento sucroalcooleiro do Estado de São Paulo, proporcionando mais segurança e fluidez no tráfego na região de Ribeirão Preto, Norte do Estado de São Paulo. Ao todo 7 (sete) municípios serão diretamente atendidos, contemplando cerca de 270mil habitantes (IBGE-previsão 2014).As obras terão seu início ainda 2014 com previsão de conclusão para outubro de 2015 com investimento estimado em R$ 52,70 milhões.

• Obras da 3ª Intervenção no pavimento na malha sob concessão da Triângulo do Sol, com duração de 3 anos, a partir de 2015.

As obras tem por finalidade a reestruturação do pavimento com realização de diversos serviços, incluindo fresagem da camada asfáltica, reciclagem das camadas de pavimento, reparos profundos e recapeamentos em CBUQ e Microrrevestimento convencional e tipo SAM.

Origem dos recursos relacionados aos investimentos em 2014

100% de recursos próprios