FECHAR
FECHAR
17 de outubro de 2019
Voltar

MERCADO

Concessões só terão impacto no PIB em 2021, diz banco

Relatório divulgado pelo banco Itaú indica que as concessões de infraestrutura planejadas pelo setor público só terão impacto no Produto Interno Bruto (PIB) em 2021 e 2022
Fonte: Suno Notícias

Mesmo após 2021, a instituição financeira avalia que o impacto no PIB será moderado. O relatório considera 32 concessões planejadas pelo governo, que devem contar com investimentos de R$ 159 bilhões.

“Nossa análise indica que podemos contar com algum impulso positivo para a atividade econômica em 2021 e 2022 (o impacto para 2020 deve ser praticamente nulo)”, afirmaram os economistas Luka Barbosa, Alexandre Gomes da Cunha e Matheus Felipe Fuck, do Itaú. “No entanto, esse impulso é moderado.”

A análise realizada pelo banco conta com rodovias federais e estaduais, aeroportos, portos, ferrovias e outras concessões de mobilidade urbana.

De acordo com os analistas do banco, os projetos de infraestrutura que trarão impactos mais significativos são as rodovias federais e as ferrovias.

“Os investimentos estimados nos projetos previstos na agenda teriam impacto de 0,1% do PIB em 2020, 0,3% em 2021 e 0,3% em 2022”, disseram os analistas.

No entanto, o impacto na economia pode ser ainda menor, visto que alguns dos leilões podem atrasar. “Não podemos ignorar o risco de atraso no cronograma”, afirmaram.

“Este risco indica que o impacto positivo das concessões pode ser maior em 2022 e nos anos seguintes do que em 2021.”