FECHAR
FECHAR
22 de novembro de 2018
Voltar

Indústria

Após pedido de recuperação judicial, Stemac retoma ritmo de produção

Fabricante de geradores elétricos que está em fase de reestruturação já produz dez vezes mais que nos primeiros meses deste ano. Pedido de recuperação foi aprovado em maio.
Fonte: Assessoria de Imprensa

A fabricante de geradores elétricos Stemac, que teve o pedido de recuperação judicial aprovado em maio deste ano, já demonstra sinais importantes de retomada da capacidade produtiva. A partir de junho, a empresa passou a produzir dez vezes mais que nos meses anteriores e a expectativa é de que o fluxo de caixa seja equalizado.

O plano de recuperação da Stemac, aceito pela justiça de Goiás, é conduzido pelo escritório Felsberg Advogados. Em linhas gerais, propõe a concessão de prazos e condições especiais para pagamento de dívidas. A companhia está em fase de negociações com credores e aguarda o resultado da assembleia dos mesmos, que definirá se o plano de recuperação apresentado pela empresa em agosto será aprovado.

A Stemac, que tem sede administrativa em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul e unidade fabril em Itumbiara, Goiás, continua trabalhando na sua reestruturação e é uma prova de que a recuperação judicial é um caminho viável para a retomada de empresas abaladas pela recessão econômica que afetou o país nos últimos anos. O mecanismo substitui a antiga concordata e tem como objetivo dar fôlego para negócios em dificuldades financeiras, permitindo o cumprimento de suas obrigações, por meio de acordos estabelecidos em conjunto com os credores.

No caso da Stemac, a queda de receita se acentuou em 2016 e 2017, levando à crise financeira da companhia. Antes de recorrer à recuperação judicial, a empresa buscou investidores para tentar uma fusão ou aquisição, alternativa que ainda está sendo analisada.