FECHAR
08 de agosto de 2019
Voltar

RESULTADOS / Uma indústria sem espaço

No mesmo período, manufaturados garantiram mais de 50% da receita em dez anos, no comércio com os Estados Unidos. Em seis anos a parcela foi superior a 55%. No caso da Alemanha, outro grande mercado, essa participação tem ficado na faixa de 30% a 40%.

O quadro é muito diferente quando se trata do maior parceiro comercial do Brasil, a China.

Em nove anos, no período de 2008 a 2018, o Brasil obteve mais de 80% da receita com as vendas de produtos básicos – minérios e matérias-primas agrícolas. Raramente os manufaturados proporcionam mais de 2% do valor faturado. A pequena parcela restante corresponde às vendas de semimanufaturados.

Os grandes mercados para a indústria brasileira, portanto, são alguns emergentes, como a Argentina e outros latino-americanos, e algumas potências capitalistas avançadas, com destaque para Estados Unidos e Alemanha.