FECHAR
FECHAR
29 de agosto de 2019
Voltar

TENDÊNCIAS

Suape contrata startup pernambucana para desenvolver plataforma de inteligência portuária

O serviço oferecido será o de agrupamento de informações de três sistemas utilizados diariamente pela administração de Suape: o Porto sem Papel; o sistema de movimentação de cargas da Antaq e o sistema contábil-financeiro e de operações portuárias
Fonte: JC Negócios/ Uol

A inclusão de sistemas como big data, blockchain (protocolo de confiança) e inteligência artificial têm provocado mudanças em modelos de gestão no setor público. São ferramentas tecnológicas e digitais que auxiliam as administrações a melhorar a eficiência de seus serviços.

Apostando nessa tendência e no movimento de estreitar os laços com o ecossistema de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), o Complexo de Suape, localizado no Estado de Pernambuco, assinou contrato com a startup pernambucana Fábrica de Negócio, uma empresa especializada em Analytics e que desenvolve algoritmos de inteligência artificial para análise e cruzamentos de grandes volumes de dados. Produto made in Pernambuco. A previsão é que os trabalhos de implementação da solução comecem a partir de setembro.

O serviço oferecido será o de agrupamento de informações de três sistemas utilizados diariamente pela administração de Suape: o Porto sem Papel (que funciona como concentrador de informações necessárias para o controle das embarcações e suas cargas), o sistema de movimentação de cargas da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e o sistema contábil-financeiro e de operações portuárias. Todos os indicadores gerados por essas fontes serão compilados dentro da plataforma Pentaho Business Analytics Community Edition.

Os dados serão verificados por especialistas e Cientistas de Dados da Fábrica de Negócio e transformados em painéis de gestão que ficarão à disposição dos gestores, concentrando todas as informações úteis para a tomada de decisão, em um único lugar.

É durante esse processo que será utilizado um algoritmo de inteligência artificial, desenvolvido pela startup, que decodificará padrões de comportamento nos dados analisados para melhoria da gestão.

“A decisão de Suape de investir em tecnologia para a análise de dados segue a linha de grandes empresas mundiais, porque é impossível administrar o que não se consegue medir. O serviço traz para as empresas um grande impacto na redução do retrabalho e também aumenta a confiança nos dados que serão usados. É uma ferramenta que apoia muito a gestão”, observa Hamilton Alves (foto), CEO da Fábrica de Negócio.