FECHAR
17 de maio de 2019
Voltar

/ Soluções ecológicas

EVENTO

Com tal problemática em mente, será realizada entre os dias 5 e 7 de novembro a BW Expo e Summit 2019 – 3ª Biosphere World, único evento multidisciplinar nacional voltado exclusivamente para as tecnologias de sustentabilidade do meio ambiente. Para Fabiani, a feira – que ocorre no São Paulo Expo – é uma oportunidade para a indústria divulgar suas tecnologias, ajudando toda a cadeia produtiva a trilhar uma trajetória de crescimento mais sustentável.

É o caso da multinacional francesa Drag’Eau, que desenvolve produtos advindos de ecotecnologias capazes de tratar água sem adição de produtos químicos. Segundo José Antônio Teixeira Alves, diretor da empresa no Brasil, os visitantes poderão conhecer, por exemplo, diferentes sistemas de tratamento de água em circuitos fechados – seja de aquecimento ou resfriamento –, assim como tecnologias para ar condicionado central e componentes como filtros e bombas de resfriamento. “É importante destacar que essas soluções não utilizam nenhum tipo de química e, além de combaterem a incrustação de carbonatos de cálcio e magnésio nas águas de consumo, de uso doméstico ou de qualquer outra atividade econômica, também atuam contra a corrosão de componentes e oferecem controle bacteriológico, prolongando assim a vida útil das tubulações e possibilitando economia aos clientes”, ressalta Alves.

O especialista destaca que, no setor de tratamento de água, o mercado soluções ecológicas está crescendo rapidamente no país. “A utilização das chamadas ecotecnologias é cada vez mais disseminada, especialmente no tratamento de esgoto, porém, sua aplicação em circuitos fechados é viável e promissora. Prova disso é o vigoroso mercado representado por todos os segmentos industriais que utilizam água em seus processos produtivos”, explica.

A Drag’Eau, complementa Alves, já teve experiências bem-sucedidas trabalhando com players das indústrias têxtil e plástica, dentre outros segmentos. “Outros mercados em potencial estão no ramo hoteleiro, em shopping-centers, hospitais, hotéis, prédios e residências”, finaliza.