10 de abril de 2019
Voltar

INOVAÇÃO

Passarelli conclui 1º trecho da obra do coletor tronco Cidade Nova no RJ

Empresa utilizou tecnologia Shield no projeto que vai retirar 700 litros de esgoto da Baía de Guanabara e beneficiar 163 mil habitantes
Fonte: Assessoria de Imprensa

A Passarelli, empresa desenvolvedora de soluções de engenharia, concluiu a primeira etapa das obras de implantação do Coletor Tronco Cidade Nova, uma obra do PSAM Programa de Saneamento Ambiental dos Municípios do entorno da Baía de Guanabara –, que foi entregue semana passada à população pelo governo do Estado do Rio de Janeiro.

Utilizando o Método Não Destrutivo (MND), do qual é pioneira, a Passarelli contou com os equipamentos Shields, nos diâmetros de 1.000mm e 1.500mm, para escavar em solo e em rocha, e instalar o Coletor Tronco na região central do Rio de Janeiro, minimizando consideravelmente o impacto no trânsito local.

“Foram abertos 26 poços de serviços ao longo das duas retas traçadas para que o Coletor Tronco se interligasse a rede de esgotos existente e levasse os dejetos até a ETE Alegria, com o mínimo de interferência nas vias de acesso ao local”, conta Vlamir Petrelli, superintendente da Passarelli.

Criado para despoluir e recuperar ambientalmente um dos cartões postais mais conhecidos do Brasil, o projeto do Coletor Tronco Cidade Nova representa um investimento de R$ 81 milhões, e permitirá redirecionar, para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Alegria, 700 litros de esgoto por segundo provenientes da região central do Rio de Janeiro, e que antes iam diretamente para o Canal do Mangue, que deságua na Baía de Guanabara.

O trecho já entregue, com 3,8 km de extensão, é parte do total de 4,1 km do Coletor Tronco Cidade Nova, que aumentará o volume de esgotos tratados da ETE

Alegria em 23%. Nesta primeira etapa, entregue à população em 3 de abril, estão sendo captados e conduzidos para a ETE Alegria 350 litros por segundo de esgoto.

Após a conclusão da segunda etapa da obra do PSAM, serão captados e conduzidos mais 350 litros por segundo, totalizando 700 litros por segundo de esgoto, beneficiando 163 mil habitantes de seis bairros da região central do Rio de Janeiro: Cidade Nova, Centro, Catumbi, Rio Comprido, Estádio e Santa Tereza.

A entrega do primeiro trecho da obra ocorreu em evento realizado com a presença do governador do estado fluminense, Wilson Witzel; da secretária de Ambiente e Sustentabilidade do Rio, Ana Lucia Santoro, do presidente da Cedae, Hélio Cabral, do diretor-presidente da Passarelli, Paulo Bittar, e representantes de  municípios que contornam a Baía de Guanabara.