FECHAR
08 de agosto de 2019
Voltar

INOVAÇÃO

Messe München e Sobratema apresentam nova feira de negócios para o setor da construção

A feira é alicerçada em soluções tecnológicas e conteúdo para os setores de: Engineering (Engenharia); Infrastructure (Infraestrutura); Real Estate; Rental (Locação)
Fonte: Assessoria de Imprensa

A tecnologia tem demolido convenções e exigido novos olhares para os mais diferentes mercados.Não é diferente na construção, cada vez mais impactada pela industrialização, adoção de novos processos construtivos, materiais inovadores e o uso de ferramentas de gestão.

Frente a tantas transformações, a Smart.Con, uma proposta inédita de evento para a indústria da construção será realizada com o objetivo de apresentar esses novos procedimentos para o setor. A primeira edição será realizada nos dias 17 e 18 de junho de 2020 no São Paulo Expo.

Organizada pela Messe München do Brasil em parceria com a Sobratema – Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração, a Smart.Con será uma fusão entre Summit e mostra de produtos e serviços, com foco em tecnologia e inovação para os setores de Engenharia, Infraestrutura, Real Estate e Rental.

“Temos observado que a integração entre Summit e exposição, ambos com alta qualidade, é um formato que garante uma melhor troca de experiências e mais satisfação aos participantes”, afirma Katharina Schlegel, CEO e Managing Director da Messe München do Brasil.

“Os empreendedores e profissionais das áreas atendidas terão uma plataforma de informação e negócios à altura da sua importância para a economia”.

Cenário promissor e desafiador

O presidente da Sobratema, Afonso Mamede, avalia que o lançamento da Smart.Con responde a uma necessidade do mercado.

Ele cita movimentos que justificam o foco do evento em tecnologia e inovação.

“Temos assistido ao desenvolvimento de máquinas dotadas de sistemas de gerenciamento que permitem conferir a produtividade e garantir mais segurança, além de equipamentos para operadores com mobilidade reduzida. Na área de projetos, o Building Information Modeling (BIM), por exemplo, trouxe benefícios imensos para o setor. E há ainda soluções já aplicadas em algumas obras e por certas empresas, mas que ainda não se massificaram, como a impressão 3D, a realidade aumentada e o uso de robôs no canteiro, a exemplo das plantas industriais altamente automatizadas”.