FECHAR
FECHAR
08 de novembro de 2018
Voltar

Moradia

Concurso premia projetos voltados para moradia de idosos

Objetivo é estimular alternativas para aumentar a segurança e a independência dos mais velhos em casa
Fonte: G1

Envelhecer vivendo com segurança e conforto em nossas próprias casas – esse é o desejo da maioria das pessoas. Há muito o que fazer no campo da moradia para idosos, um mercado que só tende a crescer. O leque de alternativas é variado e inclui de residências adaptadas ao uso de tecnologia para garantir a independência dos moradores, passando por condomínios com serviços para a terceira idade. Pensando nisso, a Grantmakers in Aging, uma associação voltada para o envelhecimento de qualidade, fez uma parceria com o braço da Organização Mundial de Saúde dedicado às Cidades Amigas dos Idosos e criou um prêmio para iniciativas inspiradoras de moradias que atendam às necessidades dos mais velhos.

O resultado do concurso Innovation@Home foi divulgado no fim de outubro. Entre os projetos de 15 países, três foram premiados e um ganhou menção honrosa. O Programa Aconchego foi criado na cidade do Porto, em Portugal, e aproxima pessoas acima de 60 anos, que tenham um cômodo extra em casa, e estudantes de outras cidades que buscam moradia. Trata-se de um inquilino que não paga aluguel, mas é preciso comprometer-se a acompanhar a rotina do senhorio e colaborar para sua qualidade de vida – principalmente, contribuir no combate à solidão. O segundo vencedor foi o No-Cost Building Permits, de Sausalito, na Califórnia: seu objetivo é conseguir isentar idosos de custos com licenças para adaptações de residências visando à segurança e acessibilidade. De Barcelona, na Espanha, veio o Programa d´Arranjament d´Habitatges, que faz reformas nas casas de idosos carentes, como a instalação de corrimãos ou a adaptação de banheiros e cozinhas para se tornarem mais seguros.

A menção honrosa foi para o Chore Volunteer Handyman Service de Bergen County, em New Jersey (EUA), que também faz reparos em casas de idosos e pessoas com algum tipo de necessidade especial. O mais interessante é que todos os voluntários são aposentados e se sentem recompensados por estar auxiliando o próximo. A prefeitura de Nova York tem um amplo programa para seus cidadãos idosos, que se chama New York Foundation for Senior Citizens. Oferece ajuda para quem tem espaço em casa encontrar um inquilino que se transforme em companhia, além de moradia a preços mais acessíveis para quem prefere viver sozinho. Tem mais: ações que promovem encontros entre gerações e um serviço de transporte em veículos adaptados para cadeiras de rodas, que garanta o acesso dos mais velhos a compromissos médicos, mas também a oportunidades de lazer.

Produção editorial: Revista Grandes Construções – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral