FECHAR
FECHAR
08 de novembro de 2018
Voltar

Engenharia e Construção

Cátedra Abertis-USP premia melhores pesquisas brasileiras na área de transportes

Pesquisadores recebem até 8 mil euros por trabalhos acadêmicos que visam aprimorar recursos e serviços do setor de infraestrutura
Fonte: Assessoria de Imprensa

Previsão de acidentes em rodovias, gestão de praças de pedágio e modelos de investimento em infraestruturas de transportes foram os temas das pesquisas vencedoras da edição de 2017 da Cátedra Abertis Brasil, programa que gratifica os melhores trabalhos acadêmicos de Transportes e Segurança Viária.

Três pesquisadores serão premiados nesta terça-feira (06), com valores de 8 mil euros (doutorado) e 3 mil euros (mestrado e segurança viária). A solenidade de entrega dos prêmios da Cátedra ocorrerá em Gramado (RS), no Centro de Eventos FAURGS, durante a programação da 32ª Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (ANPET).

No Brasil, a Cátedra está vinculada à Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP), com incentivo da Fundação Abertis, pertencente à Abertis – acionista da Arteris em conjunto com a Brookfield. A Cátedra também apoia projetos ligados ao setor na Espanha; França; Chile e Porto Rico.

Trabalhos premiados

Ao desenvolver um modelo de previsão de acidentes em rodovias de pistas simples, a pesquisadora Karla Cristina Rodrigues Silva (Escola de Engenharia de São Carlos da USP) ganhou na categoria segurança viária. A pesquisadora Lílian dos Santos Bracarense (Universidade de Brasília) elaborou a melhor tese de doutorado com um estudo aplicado à gestão da hidrovia do rio Tocantins. E na categoria de melhor Dissertação de Mestrado, Tulio Silveira Santos (Universidade Federal do Rio de Janeiro) ficou em primeiro lugar ao apresentar um método de avaliação do desempenho das praças de pedágio.

Karla considera de extrema importância que empresas estreitem as relações das práticas acadêmicas com as de mercado. “A segurança viária ainda é um tema novo no Brasil. Graças à expansão do modelo de concessões das rodovias, hoje temos acesso a dados que não estavam disponíveis antes, e que contribuíram muito para o desenvolvimento do meu trabalho. Agradeço demais à Abertis por estar atenta a pesquisas focadas na redução de acidentes viários.”

Segundo Tulio Silveira Santos, vencedor na categoria de melhor mestrado, o Prêmio Abertis é uma maneira de enriquecer o currículo. “Essa premiação aumenta minhas chances de conseguir um bom emprego em minha área. Além disso, é muito gratificante saber que grandes empresas do ramo em que gostaria de atuar profissionalmente já estão observando meu trabalho”, disse.

Produção editorial: Revista Grandes Construções – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral