FECHAR
FECHAR
19 de novembro de 2020
Voltar

ArcelorMittal ingressa no Green Building Council (GBC Brasil)

É a única produtora de aço a integrar a associação que trabalha em prol de soluções sustentáveis na construção civil
Fonte: Assessoria de Imprensa

A ArcelorMittal é o novo membro do Green Building Council Brasil (GBC Brasil), instituição que busca transformar a indústria da construção civil com foco na sustentabilidade.

Além da produtora de aço, integram o grupo construtoras, incorporadoras, meio acadêmico, órgãos federais, estaduais e municipais, instituições financeiras, ONGs, dentre outros. A empresa é a única do segmento siderúrgico a participar da associação.

"Nos últimos anos, a empresa tem se destacado por suas ações focadas na economia circular, obtenção de certificações ambientais, adoção de metodologias inovadoras no setor da construção civil e parcerias com o meio acadêmico para cocriação de produtos sustentáveis em aço", aponta Guilherme Abreu, Gerente Geral de Relações Institucionais e Sustentabilidade da ArcelorMittal.

Uma dessas iniciativas é a introdução no mercado brasileiro do Steligence, que possibilita uma avaliação precisa e apurada de uma edificação em todas as suas etapas construtivas, desde a fundação até a fachada.

Além disso, as recentes conquistas da Declaração Ambiental de Produtos (DAP) para dez produtos ...


A ArcelorMittal é o novo membro do Green Building Council Brasil (GBC Brasil), instituição que busca transformar a indústria da construção civil com foco na sustentabilidade.

Além da produtora de aço, integram o grupo construtoras, incorporadoras, meio acadêmico, órgãos federais, estaduais e municipais, instituições financeiras, ONGs, dentre outros. A empresa é a única do segmento siderúrgico a participar da associação.

"Nos últimos anos, a empresa tem se destacado por suas ações focadas na economia circular, obtenção de certificações ambientais, adoção de metodologias inovadoras no setor da construção civil e parcerias com o meio acadêmico para cocriação de produtos sustentáveis em aço", aponta Guilherme Abreu, Gerente Geral de Relações Institucionais e Sustentabilidade da ArcelorMittal.

Uma dessas iniciativas é a introdução no mercado brasileiro do Steligence, que possibilita uma avaliação precisa e apurada de uma edificação em todas as suas etapas construtivas, desde a fundação até a fachada.

Além disso, as recentes conquistas da Declaração Ambiental de Produtos (DAP) para dez produtos do setor da construção civil e o convênio com a USP para a criação da Cátedra Construindo o Amanhã, voltada para aumentar a industrialização e produtividade do setor.

Green Building 2020
A entrada da ArcelorMittal no grupo coincide com a realização do Green Building 2020 entre os dias 16 e 20 de novembro.

Trata-se do maior evento de sustentabilidade da construção da América Latina. Com formato online, o encontro reunirá líderes da indústria, especialistas e profissionais dedicados ao tema.

Leonardo Ribeiro (especialista de Meio Ambiente) apresentará o Steligence no painel sobre Economia Circular no dia 19 de novembro. Outro destaque é a palestra de representante do Centro de Tecnologias de Edificações (CTE) sobre case da ArcelorMittal para materiais sustentáveis para a edificação e estratégia de negócio no dia 20 de novembro (sexta-feira) em parceria com Johann Ferrareto, responsável pelas ações de P&D do Steligence Brasil.

A iniciativa prevê a realização de quatro webinars abertos, que podem ser acompanhados no canal da Fundação ArcelorMittal no YouTube (youtube.com/FundacaoArcelorMittal).

O conteúdo inclui a conceituação de Ensino Híbrido e a apresentação de ferramentas de organização e de recursos educacionais digitais; planejamento do conteúdo e do ambiente físico da escola e o compartilhamento de estratégias de implementação, escalabilidade e perenidade.

Os municípios contemplados pelo projeto são: João Monlevade, Rio Piracicaba, Juiz de Fora, Itatiaiuçu, Mateus Leme, Sabará, Contagem e Santos Dumont (Minas Gerais), Resende e Barra Mansa (Rio de Janeiro), Feira de Santana (Bahia) e Piracicaba (São Paulo).

Além dos webinars, as equipes das Secretarias de Educação vão participar de seis grupos on-line para aprofundamento dos conteúdos do curso. Serão cerca de 200 gestores escolares, além dos 15 mil professores envolvidos no projeto. As capacitações serão desenvolvidas pela Sincroniza Educação, empresa de formação de professores com foco em uso de metodologias ativas.