FECHAR
FECHAR
11 de abril de 2018
Voltar

Transporte

Alckmin deixa cargo depois de inaugurar estações de metrô

Outras nove estações devem ser inauguradas na capital até julho
Fonte: O Estado de São Paulo

O ritmo intenso de inaugurações marcou a última semana de atividades de Geraldo Alckmin (PSDB) como governador do Estado. Ele deixou o cargo no dia 6 de abri, sexta-feira,  para concorrer à Presidência da República.

A agenda de inaugurações começou dia 4, às 9 horas, nos Jardins, com a Estação Oscar Freire, da Linha 4-Amarela. Em 2007, o governo do Estado previa a abertura para 2012.  No dia 5 de abril foi a vez da zona sul, quando a Estação Moema começou a integrar o sistema da Linha 5-Lilás, que teve outras quatro estações inauguradas desde setembro (Borba Gato, Brooklin, Alto da Boa Vista e Eucaliptos). A conclusão de toda a linha estava prevista para 2012. Em 2014, o prazo foi para 2016.

A maratona de inaugurações terminou na zona leste com o início da operação de quatro estações da Linha 15-Prata do Monotrilho: São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União. Em 2014, a previsão era entregar as estações até 2015. Na semana passada, a Linha 13-Jade começou a atender a população, com as Estações Cecap-Guarulhos e Aeroporto.

Segundo a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, na Linha 4-Amarela deve abrir em julho deste ano a Estação São Paulo-Morumbi e, em dezembro de 2019, a Vila Sônia. Na Linha 5-Lilás, em maio será a vez das Estações AACD/Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klablin. A Campo Belo deve ficar para dezembro. Já a Linha 15-Prata terá quatro inaugurações até junho: Jardim Planalto, Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus.