FECHAR
22 de agosto de 2019
Voltar

TENDÊNCIAS / AES Tietê inaugura complexos solares Guaimbê e Ouroeste

Inserindo o Estado de São Paulo no mapa da geração de energia solar do país, a AES Tietê promoveu evento de inauguração dos complexos solares Guaimbê e Ouroeste no dia 15 de agosto, em Bauru, interior de São Paulo.

A celebração aconteceu no Centro de Operação da Geração de Energia (COGE), considerado o mais tecnológico do setor no país, que opera remotamente todos os ativos da companhia. Guaimbê e Ouroeste somam 300 MW de potência e R$ 1,2 bilhão em investimentos, colocando o Estado de São Paulo no mapa dos mais relevantes geradores de energia renovável no Brasil.

O Brasil tem 2,4 GW de potência em energia solar fotovoltaica, representando atualmente cerca de 1,2% da matriz elétrica do país, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica.

A Bahia lidera este ranking, enquanto São Paulo está na quinta posição. Ainda de acordo com a associação, estima-se que os aportes alcancem R$ 5,2 bilhões neste ano e possam gerar um incremento de mais de 672 mil novos empregos até 2035 no país.

“Este é um importante passo para a expansão da AES Tietê em energia solar no estado de São Paulo. O Complexo Guaimbê é o primeiro grande investimento...


Inserindo o Estado de São Paulo no mapa da geração de energia solar do país, a AES Tietê promoveu evento de inauguração dos complexos solares Guaimbê e Ouroeste no dia 15 de agosto, em Bauru, interior de São Paulo.

A celebração aconteceu no Centro de Operação da Geração de Energia (COGE), considerado o mais tecnológico do setor no país, que opera remotamente todos os ativos da companhia. Guaimbê e Ouroeste somam 300 MW de potência e R$ 1,2 bilhão em investimentos, colocando o Estado de São Paulo no mapa dos mais relevantes geradores de energia renovável no Brasil.

O Brasil tem 2,4 GW de potência em energia solar fotovoltaica, representando atualmente cerca de 1,2% da matriz elétrica do país, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica.

A Bahia lidera este ranking, enquanto São Paulo está na quinta posição. Ainda de acordo com a associação, estima-se que os aportes alcancem R$ 5,2 bilhões neste ano e possam gerar um incremento de mais de 672 mil novos empregos até 2035 no país.

“Este é um importante passo para a expansão da AES Tietê em energia solar no estado de São Paulo. O Complexo Guaimbê é o primeiro grande investimento em energia solar do Estado de São Paulo e maior complexo solar do portfólio da AES Tietê”, comenta Ítalo Freitas, presidente da AES Tietê.

Com investimento de R$ 607 milhões e 150 MW de capacidade instalada, o Complexo Guaimbê é composto por 550 mil placas solares em uma área de 237 hectares.

O evento também marcou o anúncio do início da operação da primeira fase do Complexo Solar Ouroeste. Em breve, a segunda fase também será finalizada.

O parque solar é resultado da estratégia de sinergia entre ativos da companhia, tem capacidade total de 144 MW e área total de 280 hectares.