FECHAR
FECHAR
27 de julho de 2018
Voltar
Agenda 2018

Fórum Infraestrutura: por um novo projeto de Nação

Quais os caminhos para destravar os projetos de infraestrutura? Essa é a principal questão que permeia o Fórum Infraestrutura: por um novo projeto de Nação, que acontece no dia 9 de agosto. Promovido pela Revista Grandes Construções, com o apoio da Sobratema, traz palestra de Emir Cadar Filho, presidente da Associação Brasileira dos Sindicatos e Associações de Classe de Infraestrutura (Brasinfra), que deverá apresentar um conjunto de propostas para viabilizar os projetos de infraestrutura, incluindo segurança jurídica, lei de licitações, financiamento, relação público-privada. Na sequência, a jornalista e economista Denise Campos de Toledo e o jornalista e comentarista político Kennedy Alencar apresentam uma análise do cenário econômico e uma avaliação do futuro político, com o intuito de encontrar maneiras para remover os entraves atuais do setor de infraestrutura.

A abordagem acontece em momento crucial da história do país, em pleno período eleitoral. Estudos indicam que os investimentos em infraestrutura realizados no Brasil nos últimos anos não são suficientes para atender as demandas da população. Com uma média de aportes em torno de 2% do Produto Interno Bruto (PIB), esses investimentos estão abaixo de nações que compõem os BRICs, como China (7%) e a Índia (5,5%). Com isso, o país ocupa apenas a 73ª posição no ranking de qualidade de infraestrutura do Fórum Econômico Mundial.

“O déficit de infraestrutura em nosso país é bastante conhecido. São diversos fatores que dificultam um maior avanço nessa área, como a insegurança jurídica, a falta de planejamento, os desafios para obtenção de licenciamento ambiental, que travam investimentos públicos e privados”, afirma Paulo Oscar Auler Neto, vice-presidente da Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema).

Além dessas questões bastante notórias para as empresas e profissionais que atuam na cadeia da infraestrutura de transportes, energia, saneamento e telecomunicações, atualmente, há também um fator de incerteza relevante: a instabilidade político-econômica. “Desatar o nó político, financeiro, jurídico e econômico precisa ser uma prioridade, caso contrário um país com o tamanho, o potencial e a força do Brasil ficará impedido de atingir níveis de desenvolvimento aceitáveis”, avalia Auler Neto.

O Fórum Infraestrutura: por um novo projeto de Nação acontece no Espaço APAS, em São Paulo, direcionado a executivos, consultores, administradores, economistas, engenheiros, diretores, gerentes e profissionais atuantes nos setores de equipamentos, construção e saneamento.

Produção editorial: Revista Grandes Construções – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral