FECHAR
FECHAR
08 de maio de 2014
Voltar
Rodovias

Desatando o nó

Projeto de implantação do Rodoanel Norte deverá desafogar o trânsito pesado de uma das principais vias de Belo Horizonte

O Rodoanel  poderá tirar parte do fluxo de veículos pesados do Anel Viário de BH

Não sem motivo, o chamado Rodoanel Norte em Belo Horizonte é considerado um dos projetos mais esperadas dos últimos tempos. A nova via metropolitana, cujas obras começarão em 2015, terá como principal desafio desafogar o Anel Rodoviário, por onde passam, diariamente, quase 160 mil carros e que, nos últimos anos, tem sido palco de repetidas tragédias. Com estimativas de custo de R$ 4 bilhões, o Rodoanel Norte tem a missão de receber 70 mil veículos pesados provenientes do Anel em seus 66 km de extensão, que passarão por cidades como Betim, Contagem, Ribeirão das Neves, Pedro Leopoldo, Vespasiano, Santa Luzia e Sabará. A grande incógnita é se a via, que terá contrato de concessão com duração de 30 anos, resolverá o problema do tráfego intenso no Anel Rodoviário, que tem uma extensão de 27,3 km.

O projeto de implantação do Rodoanel Norte foi desenvolvido pelo Governo de Minas com a parceria de empresas e grupos econômicos interessados por meio de um Procedimento de Manifestação de Interesse – PMI (Decreto Estadual nº 44.565, de 03 de julho de 2007), coordenado conjuntamente pela Setop e pela Unidade de parceria Público-Privada (PPP) da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, durante o período de 19 de agosto de 2012 a 15 de maio de 2013.

Oito empresas participaram do PMI, realizando estudos, levantamentos e propostas para implantação, pavimentação, operação, manutenção, conservação e melhoramentos do Rodoanel.

As empresas são Companhia de Participações em Concessões; Construcap -CCPS Engenharia e Comércio S.A.; Construtora Andrade e Gutierrez S.A.; Construtora Norberto Odebrecht S.A. e Odebrecht Transport Participações S.A., conjuntamente; Construtora Queiroz Galvão S.A.; Galvão Engenharia S.A.; Investimentos e Participações em Infraestrutura S.A. - Invepar e Proficenter Construções Ltda. Ainda não houve a licitação para a escolha da empresa que executará a obra.

Três etapas

Quando se fala em Rodoanel Norte é preciso salientar que a autoestrada inte gra um eixo estruturador rodoviário da Região Metropolitana de Belo Horizonte, para permitir a conexão de todas as rodovias radiais à capital mineira. Subdivido em três projetos, o objetivo é dotar a RMBH de três segmentos – o Rodoanel Norte, que ligará a BR-381 Sul, localizada em Betim, à BR-381 Norte, em  Ravena (distrito de Sabará). Há também o Rodoanel Sul, que conectará Betim à BR-040 e o Rodoanel Leste, que fechará as conexões do chamado sentido leste. Tanto o projeto do Rodoanel Sul quanto o do Leste ainda estão em fase de estudos e serão executados pelo governo federal e pela prefeitura de Belo Horizonte.